Defensoria entra com pedido na Justiça para adiar provas do ENEM

"Temos uma prova agendada exatamente no pico da segunda onda de infecções", diz o pedido do defensor João Paulo Dorini

Reprodução/EBC /fotografo

do Congresso em Foco

 

A Defensoria Pública da União pediu à Justiça o adiamento das provas do Enem marcadas para 17 e 24 de janeiro. O exame estava marcado para novembro, mas foi adiado para o início de 2021 por conta da pandemia.

“Temos uma prova agendada exatamente no pico da segunda onda de infecções, sem que haja clareza sobre as providências adotadas para evitar-se a contaminação dos participantes da prova, estudantes e funcionários que a aplicarão”, diz o pedido do defensor João Paulo Dorini.

Confira documento na íntegra:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora