Defesa de Garotinho e Rosinha alega “politização” do MP e diz que prisão é ilegal

Em nota, advogado afirma que a própria Odebrecht alega judicialmente ter sofrido prejuízo nos contratos em que o MP alega ter existido superfaturamento e propina

Jornal GGN – O advogado Vanildo Jose da Costa Junior comunicou à imprensa, na tarde desta terça (3), que a prisão de Rosinha e Garotinho, pela manhã, é “ilegal” e que o Ministério Público agiu de forma “politizada”, depois que vários de seus membros foram denunciados à Procuradoria Geral da República pelo ex-governador do Rio de Janeiro.

Em nota oficial, a defesa afirma que é de se estranhar, ainda, que a delação da Odebrecht tenha sido o principal motivo para levar o casal à prisão.

No depoimento, colaboradores premiados afirmaram que a empreiteira teria recebido até R$ 50 milhões em contratos superfaturados para a construção de 10 mil moradias durante o mandato de Rosinha. Mas, segundo o advogado, esses mesmos contratos são objeto de disputa na Justiça, porque a construtora alega ter tido “prejuízo” com eles.

Confira, abaixo, a nota completa.

“A defesa dos ex-governadores Rosinha e Garotinho afirma que a prisão determinada pela segunda vara criminal de Campos é absolutamente ilegal, infundada e se refere a supostos fatos pretéritos.

A defesa enfatiza que a prefeitura de Campos pagou apenas pelas casas efetivamente prontas e entregues pela construtora Odebrecht. A defesa enfatiza ainda que a Odebrecht considerou ter sofrido prejuízo no contrato firmado com a prefeitura de Campos e ingressou com ação contra o município para receber mais de 33 milhões de reais. A ação ainda não foi julgada e em janeiro deste ano a justiça determinou uma perícia que sequer
foi realizada. (vide Folha 2)

A defesa estranha, portanto, que o Ministério Público fale em superfaturamento quando a própria empresa alega judicialmente ter sofrido
prejuízo.

A defesa de Rosinha e Garotinho lamenta a politização do judiciário de Campos e do Ministério público Estadual, que teve vários de seus integrantes denunciados pelo ex governador Antony Garotinho à Procuradoria Geral da República.

A defesa vai recorrer da decisão.”

2 comentários

  1. Nao me interessa:

    EVANGELICAIA FILHA DA PUTA,VAI PROTEGER *******SEU******** FILHO DA PUTA, TALKEI? Nao foi ele que queria lei pra enfiar intelligent design nos livros escolares do estado inteiro porque a evangelicaiada de merda pediu??? Ja esqueceram, aleijados mentais?

  2. Estou horrorizada com essa implacável perseguição contra esse casal. Eles desmascaram a máfia do Rio de Janeiro e deveriam ser reconhecido e não perseguidos pela “justiça “. Nunca provaram nada e nem enriquecimento ilícito. Tudo é vingança. Ele não aceitou fazer acordos com os corruptos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome