Revista GGN

Assine

Defesa de Lula usa escândalo do "amigo" de Sergio Moro na apelação do triplex

Quando a delação informal serve à condenação de Lula, Moro valoriza a palavra do criminoso. Mas quando as acusações caem sobre o próprio juiz e os procuradores da Lava Jato (como no caso Duran-Zucolotto), aí Moro diz que palavra de criminoso, convenientemente, não merece crédito
 
 
Jornal GGN - A defesa do ex-presidente Lula lançou mão do popular "pimenta nos olhos dos outros é refresco" e expôs que Sergio Moro caiu em contradição quando usou delação informal de executivos da OAS para condenar Lula no caso triplex, mas não quis dar "crédito" às palavras de um "criminoso" quando as acusações atingiram em cheio a força-tarefa da Lava Jato.
 
Na apelação enviada à segunda instância no último dia 11, a banca de advogados de Lula ironizou a mudança de postura de Moro. Sustentou que quando um pretenso delator diz algo contra Lula, Moro acha válido e usa as declarações, mesmo que sem provas, para condenar o petista. Mas quando um outro delator informal denuncia obscuridades no mercado de delações de Curitiba, Moro, convenientemente, afirma que "a palavra de pessoa envolvida, em cognição sumária, em graves crimes e desacompanhada de quaisquer provas de corroboração não é digna de crédito."
 
A defesa fez referência ao escândalo envolvendo o amigo pessoal de Sergio Moro, o advogado Carlos Zucolotto Jr. Ele foi acusado por Rodrigo Tacla Duran, um réu da Lava Jato foragido na Espanha, de ter cobrado propina para conseguir um acordo de delação premiada com os procuradores de Curitiba. Moro, Zucolotto e os membros do Ministério Público Federal negam as acusações.
 
"Ora, quando o indivíduo traz informações que, em tese, são negativas ao Magistrado ou à Força Tarefa  – que formam um mesmo time – estas são descreditadas por ele ocupar a posição de acusado. Agora, quando a palavra do indivíduo – não importando se é investigado, réu ou condenado – converge com a tese acusatória e diz o que o juízo e os procuradores querem ouvir, esta é considerada como se verdade fosse", disparou a defesa.
 
Para os advogados, "soa até cômico o Magistrado afirmar que 'a palavra de pessoas envolvidas com crimes não é digna de crédito' quando se atesta que toda a Lava Jato é baseada e sustentada pela palavra de criminosos confessos da Justiça que, a fim de atenuarem suas penas, firmaram acordos de colaboração com o Ministério Público — ou, no caso de Agenor Franklin e Léo Pinheiro [da OAS], obtêm os mesmos benefícios sem a necessidade sequer de formalizar uma delação."
 
"Em suma: a valoração da palavra do delator se dá conforme a conveniência de suas informações. Isso não pode ser concebido! Não em um Estado Constitucional Democrático. Pode esse Tribunal chancelar tamanho paradoxo?", indagam.
 
Para os advogados de Lula, o uso de delações sem provas correspondentes é motivo para que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região anule a sentença de Moro e absolva o ex-presidente, "em observância ao princípio constitucional da presunção de inocência". O juiz de Curitiba condenou Lula a 9 anos e seis meses de prisão, mais pagamento de multas e indenizações que superam os R$ 13 milhões. Cerca de R$ 10 milhões em bens já foram congelados.
 
A defesa ainda usa a absolvição de João Vaccari Neto no TRF4 como exemplo que a maioria da turma que julgará Lula já assinalou que delação sem prova não é suficiente para impor uma sentença condenatória. Trechos do voto do desembargador Leandro Paulsen no caso do ex-tesoureiro do PT foram utilizados. 

 

Média: 4.7 (18 votos)
14 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de avartan
avartan

Partindo pra ignorância!

Tem gente, aqui no blog, que não sabe receber um comentário contrário, e parte logo pra ignorância. Em vez de contra-argumentar, prefere responder xingando e ofendendo. Atitude típica de quem quer defender um lado, mas não tem nem o quê falar. Defende por defender, porque acha bonito tomar aquele partido. Ou porque não tem discernimento suficiente mesmo!

Enfim, para estes, dou uma sugestão: que tal ir morar uns anos na Venezuela, ou em Cuba, ou em algum país com governo totalitário, lá na Africa ? Vai lá, mas viva como cidadão comum, não como exilado político. E, se for capaz, tire suas próprias conclusões.

Mas, se quiser continuar aqui no Brasil mesmo, seria bom se esmerar em ter um pouco mais de educação, em estudar um pouco mais, para poder ter argumentos mais sólidos quando participar de alguma discussão fora da roda de seus amigos.

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de avartan
avartan

Mas, no caso do triplex...

Não devemos nos esquecer de que, no caso do triplex, existem inclusive vídeos que mostram o ex-presidente Lula no tal apê, e acompanhado do presidente da OAS, conversando sobre as obras da reforma!

Oras, por que a OAS, empresa especializada em obras públicas de grande porte, principalmente voltadas ao sistema viário, estaria envolvida na reforma de um apartamento no Guarujá, mesmo sendo um triplex, e ainda que seu dono fosse o Lula? E, como se não bastasse, o próprio CEO da empreiteira esteve visitando o imóvel, em companhia do ex-presidente! Bastante estranho, não?

Então, o ponto é: por mais que se quisesse camuflar a posse do imóvel, com compromissos de compra e venda alterados e/ou cancelados; por mais que se usassem laranjas para esconder a propriedade, rastros foram deixados! E olhe que nem deve ser um imóvel tão caro assim. Então, por que fazer tudo às escondidas? Só não vê quem não quer! E o pior cego é aquele que não quer enxergar!

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Eu já estive num triplex em reforma, acompanhado do dono

Eu tive a posse do Triplex ou sou dono dele só por causa disso?

Dentro do cranio desse aí não tem cérebro, tem fezes.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"Sergio Moro é um otimo propagandista anticorrupção"

O advogado e ex-juiz Geoffrey Robertson em video de Jornalistas Livres desanca o judiciario brasileiro, chama-o de primitivo, sem arrogância, mas deixando claro que um juiz não pode estar do lado daqueles que "investigam", acusam e, como diz ele, da a volta e volta com a toga de juiz para julga àquele que ele ajudou a acusar! Moro esta interessado mesmo é na velha novela: dinheiro, gloria e poder. Anticorrupção? So rindo....

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Junior 5 Estrelas
Junior 5 Estrelas

Companheira Maria

Companheira Maria Luisa,apesar de você pertencer ao "Clube das Estrelinhas"(uma especie do Clube do Bolinha Unisex),seus comentários me chamam a atenção,pela tecnica,pela facilidade de escrever,pelo conhecimento dos fatos,mais ainda,pelo poder de sintese que imprime em seus comentarios.Você está anos luz de alguns batedores de bumbo e engenheiros de obras prontas.Continue assim.Abraço.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Bobagem...

Não faço parte de clube nenhum. Nunca gostei de clubes, alias. Agora, 5 Estrelas (você tem humor também, né), eu não tenho problema com isso. Falo com base naquilo que penso saber, sentir, não me omitir, ser sujeito de meu tempo. Apenas isso.

Outro dia alguém me chamou de querida e no final me enviou um beijo no coração. Eu gosto do contato humano porque sou um tanto emotiva, mas tem limites para esse tipo de coisa. Beijo no coração? E assinado por alguém que nunca vi aqui... Ai fica dificil, né.

Abração.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Um comentário sobre a comentarista

Gostei do seu comentário, Jr. 6 Estrelas. É um comentário sobre a comentarista.

Só não precisava bater bumbo para a Maria Luiza, pois assim você se distancia anos-luz (ou seriam anos-luzes?) da comentarista.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Estranho o aparato de

Estranho o aparato de segurança mobilizado para o depoimento de hoje,13/09/2017.Não duvide que esse juiz covarde tente prender o Lula hoje.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Como assim?

Manchete título:

Defesa de Lula usa escândalo do "amigo" de Sergio Moro na apelação do triplex

 

Lide:

Quando a delação informal serve à condenação de Lula, Moro valoriza a palavra do criminoso. Mas quando as acusações caem sobre o próprio juiz e os procuradores da Lava Jato (como no caso Duran-Zucolotto), aí Moro diz que palavra de criminoso, convenientemente, não merece crédito

{Eu, P. DOS ANJOS, pergunto: qual é xadrez entre o titulador e matéria, "amigo"entre aspas???

Desculpe. que melê é esse?

É uma nova forma de murismo?

Foi a  que engendrou essa coisa toda?

Torre branca ao cavalo preto?

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

A palavra "amigo" ta em

A palavra "amigo" ta em parentesis porque eles pareciam ser mais socios que amigos propriamente falando.

Seu voto: Nenhum
imagem de Roberto Monteiro
Roberto Monteiro

Pois é, Ivan...

ainda precisa explicar ao cidadão.

Seu voto: Nenhum
imagem de Orlando Soares Varêda
Orlando Soares Varêda

 Atenção defesa do Presidente

 Atenção defesa do Presidente Lula, Ah !...Assim não é possível !  Será que vosmecês acreditam mesmo no judiciário bananoso da Bananolândia?  Ou... tão também de peitica com nós? Registrariam em gravação clandestina os irmãos safadão, reis da proteína animal bananeira.

Orlando

Seu voto: Nenhum (2 votos)

So uma grande questão hoje

A grande questão hoje,a expectativa é se Moro vai prender o Lula.Em se acontecendo (Curitiba virara uma praça de guerra pelo numero de caravanas que ja estão e ou chegando),mas e o resto do país? Protestos certamente ocorrerão,mas e depois? O que farão simpatizantes,militancia,movimentos sociais,sindicatos e população que ve em Lula suas esperanças,como vai ficar o país caso ocorra.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de avartan
avartan

Resposta à grande questão.

A resposta para esta questão é simples. Todos esses simpatizantes de Lula pensam que formam um grande número, mas, na verdade, comparados ao total da população brasileira, não passam de meia dúzia de gatos pingados. Então, quando Lula for preso, e isto é só uma questão de tempo, não haverá problema algum.Muito pelo contrário!

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

O problema não se resume à quantidade

O sujeito acha que o problema se resume apenas a quantidade. Olha, amigo, a questão é quanti-qualitativa.

Aliás, não esqueça que o golpe midiático-parlamentar-judicial que tirou uma presidente legitimamente eleita e a substituiu por um criminoso de alto nível teve o apoio de apenas meio por cento da população brasileira.

Um único Militante do MST vale por 100 Coxinhas Midiotas.

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.