Deltan Dallagnol será afastado da Lava Jato, diz emissora

"O motivo seria um problema de saúde de sua filha. A informação foi confirmada por fontes ligadas à operação", escreveu o jornalista

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – A CNN Brasil afirma nesta terça (1/9) que o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Paraná, será afastado da operação nos próximos dias. “O motivo seria um problema de saúde de sua filha. A informação foi confirmada por fontes ligadas à operação”, escreveu o âncora da emissora, Daniel Adjuto.

Segundo ele, a saída de Dallagnol é vista pelos colegas como “honrosa”. O procurador responde a uma série de reclamações de ordem disciplinar no Conselho Nacional do Ministério Público.

Na semana passada, o CNMP decidiu, por exemplo, que Dallagnol e equipe cometeram abusos na coletiva de imprensa em que anunciaram a ação do triplex do Guarujá contra Lula. O procurador não foi punido porque o processo levou 4 anos para ser julgado e as penas “mais brandas” prescreveram. Não havia consenso sobre punir Dallagnol com a exoneração do Ministério Público Federal.

Neste mês, a Procuradoria-Geral da República deve decidir sobre a prorrogação das forças-tarefas do MPF na Lava Jato.

Ontem, o ex-juiz Sergio Moro opinou sobre a continuidade da operação.

 

Leia também:

A manifestação do conselheiro Caixeta, do CNMP, é uma tunda na Lava Jato

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora