Demitida da Apex por militar, olavista acusa corrupção no governo Bolsonaro

Letícia Catelani caiu atirando: afirma nas redes sociais que foi demitida porque recusou a manutenção de "contratos espúrios"

Jornal GGN – Letícia Catelani deixou a diretoria de Negócios da Apex, Agência de Promoção à Exportação, atirando na ala militar do governo Bolsonaro. Nas redes sociais, a olavista afirmou que foi punida por ter combatido corrupção e se recusado a manter “contratos espúrios”.

“Combati incansavelmente a corrupção e fechei as torneiras que a alimentavam. Estou pagando o preço. Sofri pressão de dentro do governo pela manutenção de contratos espúrios, além de ameaças e difamações. Não me intimidei!”, disparou na internet.

Letícia foi desligada do governo pelo novo presidente da Apex, o militar Sérgio Segóvia. Os militares e a ala olavista estão em guerra pública, com o grupo alinhado a Olavo de Carvalho e Carlos Bolsonaro insinuando que os militares são “traidores”, e um obstáculo à implementação integral da agenda conservadora do presidente eleito.

Indicação do chanceler Ernesto Araújo, Letícia era vista como pessoa “indemissível”, afirma a CartaCapital, porque ter trabalhado na campanha de Jair Bolsonaro.

“Foi ela quem providenciou um avião para levar o cirurgião Antonio Luiz Macedo a Juiz de Fora após Bolsonaro sofrer uma facada, durante a campanha eleitoral.”

Além de Letícia, Segóvia demitiu o diretor Márcio Coimbra, outro indicado de Araújo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  O processo não é a solução?, por Fábio de Oliveira Ribeiro

4 comentários

  1. O que querem de uma “democracia” subjugada sob um tiroteio entre militares e astrologistas geocentristas, entre religiosos e ruralistas, entre armistas, PPCistas, CVistas e milicianos, entre banqueiros e empresários parasitas, entre loucos e psicopatas, entre nazistas de esquerda e fascistas da “libertários”, entre redes sociais de fake news e mídia comprometida com o neoliberalismo, entre militares entreguistas e estrangeiros rapando tudo, e onde a única solução de nação é uma dita “reforma da previdência” que ninguém sabe qual é?

  2. Não demorou muito para o circo começar a pegar fogo.
    Agora só falta o Mourão, que por sinal, comparado ao Bozo é um estadista, dar um pé na bunda do capitão miliciano e mandar o astrólogo esquizofrênico para o hospício.
    O Brasil está sendo governado por um débil mental que é orientado por um mentecapto.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome