Democratas se manifestam contra expansão de acordos comerciais entre Brasil e EUA

Segundo democratas parte de Comitê americano, governo Bolsonaro mostra “uma total desconsideração pelos direitos humanos básicos”

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Jornal GGN – O Comitê de Assuntos Tributários (Ways and Means, em inglês) norte-americano é contra a expansão da parceria econômica entre Brasil e Estados Unidos. Membros democratas da equipe criticam a postura do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) sobre os direitos humanos e ambientais. 

O Comitê, encabeçado por Richard E. Neal, informou por meio de seu site que encaminhou carta sobre o tema ao representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer. Para Richard e deputados democratas a gestão de Bolsonaro “tem desmantelado anos de progressos em direitos civis, humanos, ambientais e de trabalho nessa nação desde 2018″.

Na carta, os democratas ainda argumentam que o governo brasileiro apresenta “uma total desconsideração pelos direitos humanos básicos pela necessidade de proteger a floresta Amazônica, pelos direitos e pela dignidade dos trabalhadores”. 

“Nós nos opomos fortemente a buscar qualquer tipo de acordo comercial com o governo Bolsonaro no Brasil. O aprimoramento do relacionamento econômico entre os EUA e o Brasil, neste momento, iria minar os esforços dos defensores dos direitos humanos, trabalhistas e ambientais brasileiros para promover o estado de direito e proteger e preservar comunidades marginalizadas”, escreveram sobre a relação econômica entre os países. 

Apesar da movimentação contra as políticas de Bolsonaro, que desde o inicio do governo tem tentado aprofundar as relações com os EUA e declarado seu forte apreso por Donald Trump, o deputado republicado e parte do Comitê Kevin Brady afirmou a repórteres que desconhecia tal carta, informou a Reuters. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome