Depois de Funaro, o STF continuará omisso em relação ao Golpe?

Após revelações de Funaro, de que Cunha pediu R$ 1 milhão pra comprar deputados e garantir o golpe de estado, o que falta agora para o STF julgar e anular o Impeachment fraudulento?
Dos três poderes da república sobrou um que pode reverter esse quadro de anarquia que se configura, o judiciário. Os outros estão envolvidos até o talo com o golpe.
Sobre os ombros do STF está a responsabilidade histórica de trazer o Brasil à normalidade democrática.
Presenciamos a destruição do Brasil como uma nação. O governo do traidor Temer optou pelo retrocesso econômico, político e social. Voltaremos a ser um simples entreposto comercial.
Alexandre de Morais está com Mandado de Segurança engavetado há meses. Muitos acreditam que o MS não será nem julgado, pois, como dizem os advogados, em 2018 depois da eleição perde-se o objeto do processo. Isso é de um absurdo sem tamanho. Principalmente se levarmos em conta que estamos falando de um país de 209 milhões de habitantes. De uma das maiores democracia. Líder da América do Sul. E um dos mais injustos.
A não ser que o STF esteja realmente envolvido com o golpe. Ou por simpatia à quadrilha usurpadora. Ou por ódio, preconceito e asco ao Lula, à Dilma, ao PT e a tudo que remeta à palavra esquerda. Ou, o que seria catastrófico, recebeu dinheiro para dar um aspecto legal à patifaria dos canalhas. Será que os 11 ministros se prestariam a esse papel escroto? Não quero crer, apesar de vivermos tempos pré-fascistas.
A delação foi tão forte que houve um princípio de atrito entre os corruptos pela sua autoria. Cunha reclamou de que Funaro “roubou” sua delação. O bicho deve ter ficado bravo. Se cuida Funaro.
Então STF, escolha seu lugar no trem da história.
josé Celso de Melo, marco aurélio mendes de Farias Mello, gilmar Ferreira Mendes, enrique Ricardo Lewandowski, carmen lúcia Antunes Rocha, josé antonio Dias Toffoli, luiz Fux, rosa maria weber Candiota da Rosa, luís roberto Barroso, luiz edson Fachin, alexandre de Morais ministros do Supremo escrevi os seus primeiros nomes em minúsculo para alertá-los de que, dependendo das escolhas ou do comportamento acovardado, suas máculas serão transmitidas a seus descendentes. E não será uma globo que dará jeito nestas nódoas.
Nós do Movimento Nacional pela Anulação do Impeachment (MNAI) estamos lutando para que a verdade, a justiça, o respeito à constituição e à democracia voltem a imperar no Brasil. Papel que caberia a vocês.
Estamos coletando assinaturas para mostrar ao STF que a população quer que o Mandado seja julgado, em tempo. A ação que fazemos é presencial. A assinatura é no papel. Nada Virtual. Temos Caixa Postal. Estamos nas ruas. Damos nossa cara para bater. Enfrentamos bolsonaristas, fascistas, MBListas. Recebemos aplausos, elogios, xingamentos, ameaças e indiferenças. Mas continuamos na luta. Temos nosso valor. Somos cidadãos comuns indignados com o golpe. Suprapartidários. Assim como o ódio alimenta os golpistas, coxinhas e demais monstros a revolta com os criminosos nos fortalece.
Agora é com vocês. O mesmo Funaro disse que o STF e Janot, ex-PGR, sabiam de todas as sacanagens contra o governo Dilma Rousseff e que ficaram na moita. Será verdade?
Nosso trabalho continua.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome