Desagravo paulistano, por Eliana Rezende

Por: Eliana Rezende

Em geral, o que move a escrita são inquietações e o caso específico das eleições de outubro de 2014 deixaram-me várias delas aqui dentro. 

Reflexões ainda que sob o calor da hora são inevitáveis.

Meu ponto de observação é o de uma paulistana, nascida, vivida e malcriada nesta terra e, que assiste entre perplexa e estarrecida, os resultados de urna do seu Estado a partir de seu exílio voluntário.

São Paulo é para mim uma grande incógnita e pergunto-me: o que foi que aconteceu?

Não sou nenhuma militante política, mas é impossível não pensar no grau de despolitização em que a sociedade paulistana se encontra.

Diretamente de seus sofás e diante de noticiários pasteurizados repetem o mantra que ouvem de uma imprensa que prática sem pudor a desinformação como tática.

Frases prontas, jargões, transferências de responsabilidade a outras instâncias de poder e nada mais. Seria o caso de falarmos em amnésia coletiva, opacidade intelectiva ou apenas e tão somente obtusão e burrice?

E da parte da imprensa? Blindagem partidária? Má fé?

Pergunto-me como é possível o Estado onde houve as maiores manifestações por Saúde, Educação, Transporte, Segurança, ir às urnas e (re)eleger Geraldo Alckmin como Governador, mais do mesmo há décadas!

Não era o “novo” que se pedia?!

Será mesmo que se esquecem que há mais de 20 anos no poder é responsável pela ingerência e decadência que São Paulo assiste em todos estes âmbitos de descontentamento?

Será que se esquecem que é neste Estado que foi instituída a aprovação automática levando analfabetos funcionais a acharem que estão alfabetizados?

Esquecem-se que no ensino médio, em português, apenas 26,8% dos alunos têm desempenho adequado; em matemática, o número cai para 4,8%, segundo dados do Saeb (Sistema Nacional de Avaliação de Ensino Básico) de 2012? 

E será que se esquecem dos salários pagos à classe dos professores e que por décadas faz do ensino de São Paulo um dos piores do Brasil? E que se São Paulo fosse um país, estaria na 58ª posição, abaixo de Brasil, Uruguai e Chile e acima somente de oito países, incluindo Jordânia, Argentina, Colômbia e Peru?

Será que se esquecem da truculência, a violência e a criminalidade que assolam  o estado, e que em boa parte vem dos próprios quadros da polícia estadual?

Será que se esquecem dos motins, rebeliões e ataques realizados de dentro dos presídios paulistas para espalhar terror e morte pelas periferias e áreas centrais da cidade? Presídios estes usados como filial do crime e da contravenção, com o consentimento e imobilismo do Estado?

Onde nem celulares deixam de ser utilizados?

PCC e o crime organizado dos presídios paulistanos

Será que se esquecem que existem risíveis 74 Km de linhas de metro construídas em mais de 20 anos de governo em uma cidade que os índices de congestionamento no final do dia batem 340-380 km em alguns dias da semana?! Com uma colher de sopa, tuneis são cavados com velocidade maior em presídios!

Que os mesmos indecentes trilhos oferecidos de metro escondem atrás de si dinheiro puro de propinas e corrupção cujos cofres na Suíça estão abarrotados e cujos termos disso nem são tocados ainda que de leve pela mídia paulistana e por tabela nacional? E que boa parte do financiamento de campanhas vem exatamente destas fontes? 

E ainda se esquecem das constantes panes e problemas nas redes de trens, prejudicando a vida e a economia do milhões de pessoas nos seu direito de ir e vir, produzir?

Será que não enxergam a quantidade absurda de tráfego de caminhões nesta metrópole, onde apenas 80 mil dos 2,5 milhões de contêineres que chegam no Porto de Santos são transportados por trens?

Metrô de São Paulo

Será que se esquecem do desmantelamento da TV Cultura e da perda de grandes repórteres e grade de programas educativos bem sucedidos em nome de nada?

Será que se esquecem que a maior Universidade do país (USP), graças a imposição de um reitor pelo governo estadual conseguiu levar à cabo recursos milionários?

Será que se esquecem que o destino de implantação da USP Leste foi num terreno de lixão tóxico? 

Será que se esquecem de que o Museu Paulista USP teve de ser fechado às pressas devido a sérios problemas de deterioração causados por descuido e falta de verbas sofrido por décadas de descaso?

Esquecem-se dos desvios de verbas de dinheiro público e o consequente fechamento da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo?

E será que se esquecem das obras de saneamento e desassoreamento do Rio Tietê que nunca ocorrem, ou, como ocorreu no Governo Serra, simplesmente foi descontinuado gerando inúmeras enchentes nas épocas de chuva? O rio passa por um processo de despoluição há 22 anos. Já foram consumidos US$ 3,6 bilhões. E há alguma diferença?

Nada!

E será que se esquecem da irresponsabilidade e ingerência nos usos e recursos da água em São Paulo?

Será que se esquecem ou não sabem que somente 50% do esgoto é coletado e tratado pela Sabesp.

O restante corre livremente para os rios e mananciais, deixando-os malcheirosos e poluídos?

Reservatório da Cantareira – exemplo de ingerência Estatal

Mas, se não bastassem todos estes esquecimentos cristalizados em repetições cotidianas como uma normalidade e modus vivendi paulistano, temos a sagração de tudo em nomes como Celso Russomano, Tiririca, Feliciano, José Serra e Maluf para ficar como os mais votados!

Heim?

Ai, faltando-me palavras, faço minhas as de outro paulistano, José Simão, direto de sua coluna diária:

“E vendo a cara de todos que ganharam, eu pergunto: pra que teve manifestação mesmo?” 

Será que a “locomotiva paulistana”decidiu ir desgovernada a todo vapor para o passado reacionário?

Será?!

_____________

Posts relacionados:

Desinformação como tática midiática

Vida sustentável nas Cidades é Cultural. E, isto se aprende!

Contradições em vidas modernas

A arquitetura do medo e a vigilância consentida

As faces de Sampa

 

*

Publicado orinalmente no Blog Pensados a Tinta

Curta/Acompanhe o Blog também através de sua página do Facebook

42 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Eli Rezende

- 2014-10-10 13:39:18

O busíles da questão...

[email protected] Esquiber

Muito obrigada por teu comentário e acréscimos.

Excelente!

Abs

Eliana

Eli Rezende

- 2014-10-10 12:37:34

Minha cara,realmente

[email protected] Mota

Sei que há muiot boas e grandes instituições em SP. Ocupadas por funcionários de carreira e com um viés de pesquisa grande.

Só que estão envelhecendo...se aposentando...

Não está havendo nem renovação de pessoal e nem investimento como em tempos passados. Citei exemplos rápidos como a USP, Museu Paulista e fui lembrada por um membro aqui do Insituto Butantã. Tem ocorrido um destmantelamento desta excelente estrutura deixada. Isso de novo se reflete em ingerência por parte desta Gestão.

Talvez em comparação com o resto do país seja melhor. Mas não acho que apenas por isso devamos nos nivelar pelo pior.

Como digo, sei que não vou mudar nada. Mas queria ver as pessoas pensando mais, refletindo mais...

Abs e [email protected] pela interlocução

Nicolas Crabbé

- 2014-10-09 18:07:33

Verdade

Eliana, na verdade não existe no Brasil a noção de coisa pública. A maioria da população, independente de pertencer a um partido ou de ser de esquerda ou de direita, considera o espaço público como não sendo de ninguém, e não como sendo de cada um de nós. 

O mesmo se reflete na política, e mais uma vez são poucas as diferenças entre os partidos. Não se trata tanto de afagar egos, como de levar vantagem. Essa é a realidade, infelizmente.

Eli Rezende

- 2014-10-09 17:30:14

Mora: do que adianta

[email protected] Jnes...

Dá uma lidinha no comentário que fiz ao Motta. Acho que tbm te endossa.

Abs

Eliana

Eli Rezende

- 2014-10-09 17:28:30

Não é o que diz a realidade

[email protected] Motta...

Será que vc já ouviu falar em analfabestismo funcional?

O deserto mental onde muitos se instalam não consegue ser favorecidos por grandes acervos, edificações e possibilidades. tudo precisa de um crivo, de um filtro para assimilação.

Ter todos estes equipamentos não significa nada, já que são exteriores aos indivíduos. Apropriar-se deles é coisa muito diferente.

Daí minha inssitência em que é preciso haver politização. com ela as críticas serão bem vindas, pois serão consistentes. Do contrários são achismos que enveredam por searas de preconceito e de tentativa de tornar menor o outro. O sentido de democracia e cidadania é muito diferente.

Abs

 

Marcelo Castro

- 2014-10-09 16:21:11

consumo X produção

Caro Mota , São Paulo tornou-se um pólo produtor e reprodutor de consumo. Há muito deixamos de produzir cultura, ciência e até mesmo produtos.E mesmo na cultura somos meros consumidores e espectadores. Nossos museus estão descuidados a ponto do Ipiranga estar a ponto de demolição. Nosso centro de efervecência cientifica e cultural, a USP, foi precarizada ao extremo. Consumimos compulsivamente arte , cultura e tecnologia e isto não nos tem trazido discernimento ou capacidade criadora ou inovadora. Ficamos intelectualmente pobres ,ideologicamente tacanhas ,politicamente nulos.

Cafezá

- 2014-10-09 15:52:56

Também penso assim. Tem de ir

Também penso assim. Tem de ir pra cima e mostrar que o PSDB é partido o mais corrupto do país.

janes salete

- 2014-10-09 15:12:03

Mota: do que adiante ter

Mota: do que adiante ter museus, se não há público para eles? Do que adianta ter bibliotecas, se não há leitores para visitá-las? Do que adianta ter aparência de boa gente, se não há nada que comprove isso no currículo político do eterno governado de sp? Esse é o pensamento de quem só vê a si mesmo, não seu entorno, mesmo que o entorno seja muitas vezes maior do que ele. O psdb tem essa característica: só faz coisas em "favores" a quem tem muito para doar em suas campanhas. Ao povo de sp, o qual não importa para a direita, se perguntares como está o estado em termos de serviços públicos, dirá que está muito mal, cada vez pior. Então, sejamos francos, o eletor(povão) de sp não quer mudanças, porque não há informação da grande mídia para eles, pelo contrário. Sendo sp um paraíso para os elitosos sonegadores, por que é o segundo estado em auxílio Bolsa Família? É que o psdb informa para eles, que o bolsa família é do psdb. E, num possível governo psdebista, o bolsa família com dignidade de hoje, será o bolsa esmola, o farelo que o psdb sabe deixar para seu pobre desavisado, enganado povão. Tomem nota: TODOS os programas que o PT desenvolveu para tirar milhões da miséria, serão usados pelo psdb de forma eleitoreira. Se não existisse o palanque midiático, como eles, psdb, chegariam a ser conhecidos pelo povo? Estariam extintos pela mediocridade de seus programas pró pais. Como tu falavas da osmarina se eleita fosse, nada é diferente do que o psdb faz em relação a traição e procura pela eterna dependência desse país que ousou, nesses doze anos, se tornar dono de suas riquezas. Nunca fui pobre, nunca necessitei de ajuda de governo algum, mas me dá enjôo quando vejo pessoas de barriga cheia, chorando por verem pessoas sendo alimentadas, por terem acesso à escolas, â creches, a dignidade de não terem que mendigar para os elitosos doarem osssos e farelos, como a única solução possível de "aliviar" os problemas sociais.

Fabio L. Moraes

- 2014-10-09 14:33:21

Não é só na capital, aqui no

Não é só na capital, aqui no interior de SP é muito pior. Acabei de presenciar uma cena que ilustra bem o pensamento padrão por aqui: fui à feira, e enquanto comprava algumas frutas, um senhor, por volta de uns 70a sai da casa (com um sedã e um SUV, típicos da classe média alta, na garagem) logo atrás da barraca e começou a zombar, com ar de superioridade, do rapaz que me atendia, dizendo que ele era o único que estava na feira e que votaria no PT e faria isto pq sua mãe recebia o bolsa-família. Fiquei com a língua coçando para responder que ele não era o único e eu, que sou médico, tb votaria (Ok, devo ser provavelmente o único na cidade inteira a votar), mas achei mehor deixar pra lá, pois não conhecia o homem, muito provavelmte um intolerante e ignorante social que não merecerIa minha atenção e tempo desperdiçados a ele...

esquiber

- 2014-10-09 14:12:19

O busíles da questão é um só:

O busíles da questão é um só: Se São Paulo fosse um país estaria em posição inferior a do Brasil ocupando o quinquagésimo oitavo lugar, mas ninguém quis mudança de governo não obstante os tucanos governarem o Estado por 20 anos. O PT está há doze anos no poder e São Paulo quer que mude o governo. O texto é autoexplicativo do que acontece nesse Estado durante os governos tucanos. Comparar com o Brasil deixaria São Paulo no chinelo. Se compararmos com a revolução silenciosa que acontece no Nordeste seria um massacre. Crescemos mais do que a média nacional. Estamos diante de uma seca inclemente. Vivemos no semiárido. Há doze anos atrás essa situação resultaria em saque no comércio em busca de comida, reportagens sensacionalistas das grandes emissoras com repórteres chorando ao ver a situação de calamidade e miséria estariam sendo veiculadas no noticiário nacional. Hordas de flagelados invadindo as ruas das cidades do Nordeste em busca de comida. Frentes de emergências sendo criadas. Hoje não vemos mais essas cenas chocantes. No interior nordestino pouco se usa o lombo de jumentos, burros e cavalos como meio de transporte. Gado é tangido com agricultores em cima de uma moto. O cinturão de proteção social em torno da região transformou o Nordeste. Obras estruturantes estão sendo realizadas. Bilhões de reais investidos que desenvolvem a região, aquece o comércio, gera empregos e renda e ainda assim somos considerados burros e desinformados. 

Motta Araujo

- 2014-10-09 13:45:19

Minha cara, realmente a

Minha cara, realmente a maquina do Estado é mediocre e poderia ser muito melhor, conheço por dentro porque ja fui presidente de estatal do governo paulista, há graves problemas MAS ainda assim é uma administração na media melhor que a dos demais Estados e muito melhor que a federal, não se trata de questão de partido, é uma linha que vem de longe,

desde os tempos da boa administração do governador Janio Quadros, da excelente gestão Carvalho Pinto, o Soré e o Paulo Egydio tambem foram bons governadores, o Estado de São Paulo tem INSTITUIÇÕES que andam sozinhas, centros de excelencia como o Incor, a Escola de Agricultura Luis de Queiroz, o Instituto Biologico, a excelente Secretaria da Agricultura, que fica no Jardim Botanico, levei lá técnicos canadenses, disseram que nem no Canada tem coisa semelhante, eles tem as safras de cada cultura de cada municipio do Estado nos ultimos cem anos, mas tem areas ruins, como a Secretaria da Educação, que já foi otimo e está hoje em mau estado.

De qualquer forma sua narrativa é extremamente valida, cabem boas analises do Estado como essa que vc fez, é um Estado-pais pelo seu tamamnho e se é melhor que o restante do Pais ainda cabe um longo caminho de melhoras.

Eli Rezende

- 2014-10-09 13:36:55

É facil entender...

[email protected] Gilson...

O que vc relata é exatamente o sentido desta despolitização da população. Afinal de contas o nivel desta despolitização é tão grande que conseguem colocar na fatura do geverno federal aquilo que é do ambito estadual. ´´E mesmo de matar!

As pessoas não diferenciam nem quais poderes são responsáveis pelo quê!

Abs

Eliana

 

Eli Rezende

- 2014-10-09 13:33:37

Excelente...

[email protected] Esquiber...

Obrigada!

Foi mesmo um grito!

Abs

Eliana

Eli Rezende

- 2014-10-09 13:31:31

Só faltou falar...

[email protected] Sandao....

Obrigada pela lembrança!

Mas pelo visto não vai faltar oportunidade para falar disso!

Abs e obrigada

Eliana

Eli Rezende

- 2014-10-09 13:30:09

E depois...

[email protected] Nicolas...

O que há no post é uma constatação. Ponto!

Agora temos a outra parte: o que fazer com tal constatação?

Aí entra o que falei em comentários acima: é preciso urgentemente a politização das pessoas.

Informação não é nada! O importante é o que fazemos com ela e como a interpretamos. A midia em geral  jogo montes de dados e informações, mas desprovida de politização e aí é que temos o grande problema.

De fato não temos lideranças e nem pessoas com verdadeiro sentido de cuidar da coisa pública. Os cargos politicos acabam sendo apenas meios de afagar egos. Esta é a raiz de todo o mal.

Abs

Eliana

Eli Rezende

- 2014-10-09 13:24:46

embrutecidos e alienados...

[email protected] Marcelo

De fato, é aquela ficção cientifica em que pedimos: "tirem-me deste filme!"

Obrigada por tua contribuição e olhar!

Abs

Eliana

Eli Rezende

- 2014-10-09 13:22:26

A autora...

[email protected] Mota...

Veja, não é uma questão de querer colocar uma situação de emapredamento puro e simples só pq ele não é o meu candidato.

Tudo o que sabemos e vemos em Alckimin está aí aos olhos de quem quer ver. É mediocre em ações e blindado por todos os meios de comunicação.

Tive muitas dificuldades em conseguir os dados para construir o post. Sabe pq? Simplesmente pq não existem dados de tudo isso que está escancarado em nossas vidas. A mídia simplesmente não veicula nada e tudo o que ocorre é veiculado como sendo "natural".

Em relação ao caso da água não é só SP e o interior está já sofrendo consequencias. Estamos falando de um "sistema", e que como tal se comunica com outros. Não estamos falando de uma caixa d'água! Que aí sim tem um efeito apenas local.

Agora, o que creio é que o sistema polítoco é que precisa de reforma e é preciso investir em politização da população. Estamos carentes de cabeças pensantes e interessadas de fato na sociedade.

O que temos aí é sim o Estado como máquina para desfrute do poder pelo poder e não gestão da coisa pública.

Abs

Eliana

Eli Rezende

- 2014-10-09 13:15:49

Muito bom texto....

Ola [email protected]

Eu chamaria isso de uma ditadura branca. Aquelas feitas com consentimento de todos.

Aí está o papel do que chamei em outro post de "Desinformação como tática", cujo link está aqui:

http://pensadosatinta.blogspot.com.br/2014/09/desinformacao-como-tatica-midiatica.html

Abs e obrigada!

Eliana

 

Paulo F.

- 2014-10-09 13:09:28

Autismo

São Paulo é autista. Deu as costas ao Brasil após 1932, continua desta forma. E tem o mau hábito de pensar que é maior que o Brasil.

esquiber

- 2014-10-09 12:52:10

Excelente, um desabafo na

Excelente, um desabafo na medida dos fatos que são todos verdadeiros.

Motta Araujo

- 2014-10-09 12:39:13

Porque Marina encarnava

Porque Marina encarnava naquele instancia o desejo de mudança para tirar o PT do poder, uma mudança desejada mesmo sendo de alto risco. Por outro lado Marina não era tão oportunista nessa visão porque já é uma cara conhecida, já tinha disputado a Presidencia, enquanto Skaf e Padilha não tinham esse recall.

No caso de Alckmin não há nenhum desejo de mudança, então os outros são percebidos como aventura.

Quanto a questão da agua vc tem razão, mas Alto Tiete e Cantareira ao fim se integram como sistema, o que está fora é o Sistema Guarapiranga, que abastece a parte Sul de São Paulo e estão com bom estoque de agua.

Endosso a percepção da absurda falta de planejamento do esgotamento do Sistema Cantareira, que já tem mais de 30 anos, foi construido no regime militar e de lá para cá nada mais se fez em termos de captação de agua, quando outros metodos de suprimento  já deveriam ter sido implantados em duas linhas, o reuso de agua industrial e o suprimento de agua captada em Jurumirim, a 220 quilometros de São Paulo, que recebe agua do sistema Parana-Paranapanema que ao fim vem da Bacia do Paraguai e está menos sujeito à falta de chuvas. Escrevi aqui bastante sobre isso, Los Angeles capta agua de 650 quilometros de distancia e toda a California é abastecida por canais que vem do Rio Colorado, muito longe de onde a agua é consumida, isso se fez ha mais de cem anos, porque não se pensou nisso em São Paulo?

Motta Araujo

- 2014-10-09 12:24:29

Não é o que diz a realidade.

Não é o que diz a realidade. São Paulo tem mais museus do que o resto do Brasil junto, tem as maiores livrarias do Pais, uma livraria como a Culturana Av.Paulista  pelo seu tamanho e diversidade de titulos e rara mesmo no Hemisferio Norte, qualquer evento cultural em São Paulo tem enormes filas, há um grande interesse e efervescencia cultural, qualquer palestra mesmo sobre temas sofisticados loya, hoje mesmo vou a uma palestra da professora Arlena Clemesha sobre o Islã, é a 2ª de uma serie, a sala está lotada e assim é em quase todas as conferencias culturais, onde no Brasil há esse publico?

São Paulo tem 350 salas de teatro e permanentemente mais de 100 peças estão em cartaz com bom publico, tem tambem 11 cinemas de arte, um deles, o Belas Artes, o maior do Pais.

sergio m pinto

- 2014-10-09 12:16:02

Difícil é encontrar a razão

Difícil é encontrar a razão de tantos votos para o Alkmim. Sindrome de Estocolmo ou alienação pura e simples?

Como já sugeriram, será que algum desses eleitores sabe apontar alguma virtude do governador, além de ser adversário do PT

sandao

- 2014-10-09 12:15:48

Só faltou falar da situação
Só faltou falar da situação em que se encontra o instituto Butantã.

Jorge Luis

- 2014-10-09 10:35:52

Fácil. A resposta para todas

Fácil. A resposta para todas as perguntas seria "fora PT".

Jorge Luis

- 2014-10-09 10:33:31

Se o paulista não iria

Se o paulista não iria embarcar em uma "aventura", então por que a Marina teve índices tão altos no estado quando estava "na crista da onda"?

A crise não afeta só o sistema Cantareira. O sistema Alto-Tietê também está com níveis baixíssimos e a caminho de entrar na "reserva técnica", ou seja, no "volume morto". A crise no sistema Cantareira causou a aceleração do esvaziamento do Alto Tietê.

Arthemísia

- 2014-10-09 09:48:18

Não se preocupe porque você e

Não se preocupe porque você e nem São Paulo estão sozinhos. Pernambuco também protagonizou uma vergonha nas eleições. Elegeu todo um time de zumbis de EDuardo Campos; parece que o governo vai ser na base da mesa branca. O estado brasileiro mais beneficiado pelos governos petistas escolheu ser governado por um auditor-parente da sagrada família. E foi uma vitória esmagadora. De quebra, ainda fizeram o favor de eleger uma assembléia aterradora.

Tô pensando em fugir para Minas Gerais.

Nicolas Crabbé

- 2014-10-09 09:25:57

E depois?

Li com interesse o post e os comentários, tanto deste quanto de outros posts sobre as eleições e a votação de São Paulo.

Concordo plenamente que o Geraldo Alckmin é muito fraco, que ele faz um governo para baixo de medíocre, que todos os pontos mencionados, educação, saúde, segurança e transporte são verdadeiros, sem falar na crise da água.

Mas quais são as alternativas? Um aventureiro como Skaf? Alguém como Padilha que, apesar de ser Paulista, não conseguiu a menor identificação com o eleitorado daqui?

É fácil reclamar e dizer que a culpa é do Paulista, ignorante, racista e burro, como tantas vezes li nos comentários. Preconceito gera preconceito, e não é dessa forma que o PT ou algum outro partido conseguirá tirar o PSDB do governo do Estado.

O resultado está aqui para todos verem: Alckmin foi reeleito num passeio, o PT foi massacrado, o Aécio teve 9 milhões de votos a mais que a Dilma. Vai culpar o eleitor e deixar por isso mesmo, ou vai tentar atrai-lo de alguma maneira? A pirmeira opção, a mais comum nesse blog, não vai resolver ; a segunda é mais difícil, mas para mim é a única saída.

sergioo

- 2014-10-09 06:06:35

Para a votação de Dilma

Para a votação de Dilma melhorar em SP não adianta falar dos programas sociais, as pessoas já reconhecem e até a oposição teve que "prometer" que vai continuar. As obras que o PIG escondiam também já foram mostradas à exaustão no primeiro turno.
Aqui o que está pegando é o rótulo de partido corrupto e mensaleiro que foi colado pelo PIG e explorado 24 horas pela oposição.
Para reverter isto tem que ir para a jugular e mostrar, de fato, quem é o partido mais corrupto do Brasil - o PSDB.

Gabriel BF Silva

- 2014-10-09 04:55:53

Tudo bem, mas eu queria

Tudo bem, mas eu queria colocar mais água na fervura. Se o problema é São Paulo que é retrograda e tal, como já elegemos 3 governos do PT na capital? Tem capital do nordeste que o povo nunca elegeu o PT para governar. Então eu pergunto: por que os baianos deram sobrevida ao DEM elegendo a ACM neto em Salvador? Por que os cearenses estão mandando de volta Tasso Jereissati ao senado, para encher o saco no segundo mandato da Dilma? Porque o povo do Amazonas pôs Arthur Virgílio, o ex-senador brigão que queria bater no Lula, em Manaus? Se São Paulo é que é tucana, porque Cássio Cunha Lima (PSDB) acabou em primeiro lugar na Paraíba? E o que o nordeste vai fazer agora que o PSB formalizou a punhalada nas costas do Lula, da Dilma e do PT? Para os brasileiros que falam que São Paulo é retrógrada, etc, eu digo: façam a sua parte em primeiro lugar elegendo alianças de esquerda na sua cidade e estado e parem de enviar políticos do DEM e do PSDB para o Congresso. Faça sua parte antes de apontar o dedo para os outros.   

altamiro souza

- 2014-10-09 04:34:51

matou  a pau... todos os

matou  a pau...

todos os tucanos e alquimistas retrógrados!

Gilson AS

- 2014-10-09 04:01:30

É fácil entender e não

É fácil entender e não precisa ser nenhum especialista.

O PT passou 12 anos tomando porrada diariamente como sendo um partido de ladrão, mensaleiro.

Esse tipo de informação batendo nos ouvidos das pessoas durante todo esse  tempo, e o partido não se defendia, virou verdade.

É a "teoria" Joseph Goebbels, " uma mentira dita mil vezes vira verdade."

Toda vez em que alguém fala do partido, logo vem na mente, mensaleiro, ladrão.

Para quem não gosta do PT isso soa como música, e essas pessoas propagam essa ideia. 

Os petralhas

 Isso se reflete nas urnas.

O PT vai ter que fazer um longo trabalho para descontruir essa imagem do partido, ou se tiver talento, nivelar todo mundo por baixo, se nós fazemos eles também fazem.

 

zanuja castelo branco

- 2014-10-09 03:59:16

Espetacular. 

Espetacular. 

will

- 2014-10-09 03:57:03

Subscrevo E Boto fé!
Subscrevo E Boto fé!

Marcelo Castro

- 2014-10-09 03:48:51

embrutecidos e alienados

São Paulo deixou de lado qualquer pretensão a sofisticação cultural ou intelectual. Sempre houve a propensão ao embrutercimento ,que em algum momento foi tomado de assalto por um oportunismo tecnocrata. Fomos alcançados pelo neoliberalismo globalizado. O embrutecimento,apenas, não era suficiente, é preciso a alienação o esquecimento. Fomos o povo escolhido para este experimento de massas. Primeiro por vocação e agora por escolha própria.

Motta Araujo

- 2014-10-09 03:35:55

A autora desenvolveu uma

A autora desenvolveu uma narrativa'sem saida. Se o povo votou ho politico que ela não quer é porque o povo está errado e não sua analise. O voto sempre tem explicações, não é um roleta num cassino.

O governador reeleito é muito conhecido da população do Estado, sua administração tem pouco brilho, seu secretariado é fraco, não previu problemas graves como dos reservatorios da Sabesp, então porque votaram nele?

A primeira explicação é absoluta falta de opções, as outras duas candidaturas eram aventuras oportunisticas, um Estado com o peso de um Pais não quer aventuras. Qual o curriculo de Sakaf e de Padilha para governar S.Paulo?

O governador tem um perfil pessoal que agrada aos paulistas, discreto, sobrio, modesto, de familia constituida, entra em fila de cinema, só frequenta restaurantes baratos, não tem nenhum luxo na sua vida pessoal, é a cara de S.Paulo.

Compare com um Sergio Cabral e sua caravana de bregas desfilando de guardanapo na cabeça em um carissim e chique restaurante de Paris, existe algo mais improprio, cafona e vulgar para um governador?

Ou um Cid Gomes alugando um jatinho com dinheiro do Estado para ir passear na Europa com a familia toda, incluindo a sogra, tem algo mais terceiro mundo esbanjador do que isso?

Alguem pode imaginar Alkmin em situações desse tipo? Impossivel.

Quanto a falta de planejamento no caso Sabesp, estou inteiramente de acordo, é uma falha muito grave, não há o que contestar. Mas relative-se que não é no Estado, é na cidade de S.Paulo e não é em toda a cidade, é na parte abastecida pelo Sistema Cantareira, continua sendo muito grave mas é preciso contextualizar e até agora tem agua, não tem nos reservatorios mas continua tendo nas torneiras. Falei com um amigo que foi presidente da Sabesp há muito tempo atrás e ele disse que existem algumas alternativas ainda não divulgadas, veremos. Escrevi aqui varias vezes sobre isso, dizendo que S.Paulo tem que buscar agua à distancia, a 200 quilometros há grandes represas

com agua, precisa tubulação com bombeamento, em um ano se faz, já deveria ter sido feito há muito tempo, agua perto é dificil hoje em grandes cidades, Los Angeles traz agua de 650 quilometros, SP tem que trazer de longe, não tem outra saidam da para fazer até com PPP, é questão de decisão.

 

morallis

- 2014-10-09 03:31:13

Olha, sou paulistano da mooca

Olha, sou paulistano da mooca , gosto das sombras da cidade que nasci

dos viélas e até alguns becos ( os poucos), isso tudo para informar que

no periodo das ditas manifestações eu me manifestei..aqui! Sempre em

tom de brincadeira achincalhei por várias vezes o que sempre chamei de  

 "coxo-manifestações.Não "zuava" de dentro de um gabinete ou por surpresa

...eu via e ouvia aquilo na minha frente,sem gráficos ou teses mas falando e

perguntando aos muitos que me deram chance .Aqueles não eram ventos de 

mudança alguma, aliás aquilo não era quase nada pois quase não havia...

nada!Enfim , falo das manifestações paulistas, a máquina daquilo esta sendo

usada e abusada nessa eleição , o laboratório foi 2013 o ensaio na copa.Caso

Dilma vença, apertem os cintos lá vamos nós !Eles virão para o tudo ou o nada.

Obs: O pessoal do Ira sempre tirava o corpo fora quando indagados

sobre o teor dessa letra..tirem suas conclusões:

[video:http://youtu.be/RzLyZJs2Oj0]

Maria Carvalho

- 2014-10-09 03:06:17

Muito bom texto, para reflexão!

Entendo que:

o povo paulistano foi "levado" pelas informações que obteve, da mídia, durante muito tempo;

não existe "desconhecimento" sobre os problemas vividos pelos paulistanos, é sentido na pele!

as "manifestações" foram "programadas" para, através das pesquisas, redundarem no que vemos hoje: o psdb no segundo turno;

mas, e aí?

a governaça de um partido por mais de vinte anos controla todo o estado: órgãos de caráter executivo, assembléia legislativa, tribunal de contas, tribunal de justiça, tre, ministério público, servidores públicos, etc, etc,

Eli Rezende

- 2014-10-09 03:00:23

Melhor

[email protected] Fabio...

Seria bom que para cada pergunta encontrassem uma resposta que se sustente. 

Hummmm...bem dificil!

Abs

Eliana

Eli Rezende

- 2014-10-09 02:59:10

Arrasador...

[email protected] JB Costa...

Segunda-feira minha cabeça doía. Acho que foi um grito que dei com o post. 

Vamos fazer sim o maior número possivel de paulistanos ler!

Abs e obrigada

Eliana

fabio GM

- 2014-10-09 02:55:10

Melhor

O melhor seria agora que um Paulista colocasse aqui suas justificativas para votar no Alchmin.

Por favor apresente a sua opinião .

JB Costa

- 2014-10-09 02:43:22

Arrasador, pau-na-moleira, um

Arrasador, pau-na-moleira, um auto de expiação que bem reflete a imensa contradição que é a insistência política num esquema de Poder que não soube, e continua não sabendo, recolocar o que antes era a "locomotiva do Brasil de volta aos trilhos. 

Bom seria que todos os paulistas lessem tal desabafo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador