Desperdício de vacinas da Covid-19 no Rio é falta de organização, diz entidade

Órgão já recebeu oito denúncias sobre descarte de imunizantes na cidade, no momento em que não há doses para toda população

Jornal GGN – O Conselho Regional de Enfermagem do Rio de Janeiro  (Coren-RJ) foi acionado por profissionais de saúde da cidade sobre o desperdício de vacinas contra covid-19. Para a presidente do órgão, que recebeu até o momento oito denúncias, o episódio foi ocasionado pela “falta de organização” das unidades hospitalares. As informações são do portal Uol.  

“Foi perda de vacina. Enquanto a gente vive um momento de tão poucas doses, ficamos pasmos de ver esse desprezo. É falta de organização”, disse Mônica Armada, que encabeça o Coren-RJ. 

Segundo uma das denúncias recebidas pelo conselho, feita por enfermeiros de uma Clínica da Família da zona oeste, praticamente um vidro inteiro do imunizante Oxford/AstraZeneca — que contém o equivalente a dez doses — foi descartado por falta de uso. 

“O frasco tem dez doses, teve clínica que só usou uma, ou seja, nove foram descartadas. Eu liguei imediatamente para o secretário de Saúde [Daniel Soranz]”, explicou Armada. 

Até então, a ordem era imunizar profissionais de saúde com 60 anos ou mais, mas como o fluxo desse público-alvo está pequeno e, após a abertura do frasco da vacina, as doses devem ser usadas em até 6 horas, o imunizante foi descartado. 

“A orientação que nós tivemos era de dar a dose apenas para esse público-alvo. Jogamos fora porque ficamos com medo de vacinar uma outra pessoa e depois nos chamarem atenção ou até sermos demitidos. Mas isso é um absurdo, isso parte o coração”, disse um profissional de saúde à reportagem. 

Além dos descartes, a queda de luz no Hospital Federal de Bonsucesso, na zona norte, no último domingo afetou o armazenamento de 700 doses da vacina CoronaVac. Os imunizantes passam agora por uma análise para saber se foram comprometidos.

Após os episódios,  a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) afirmou, por meio de nota, que para evitar desperdício “está excepcionalmente indicada a aplicação em outros profissionais da própria unidade”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora