DILMA: UMA PIADA SENIL DE CHICO DE ANISIO

Chico Anysio diz (a sério) em rádio que Dilma não pode entrar em 11 países

por Luiz Carlos Azenha

Há algumas semanas recebi do leitor Fábio uma denúncia: uma nova mensagem estava sendo disseminada por correio eletrônico “informando” que a candidata Dilma Rousseff estava impedida de entrar nos Estados Unidos, por ter condenação naquele país. A condenação estaria relacionada ao sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick, durante o regime militar, do qual Dilma não participou.

Reproduzi o texto da mensagem, aqui.

Agora o leitor Helcid me mandou o link de uma entrevista com o humorista Chico Anysio que foi ao ar no programa Cultura Geral, de Carolina Braga, na rádio Guarani FM, de Belo Horizonte, no dia 12 de junho último.

O programa está reproduzido aqui.

Para quem quiser ouvir aqui mesmo, reproduzo a segunda parte da entrevista dele no arquivo que você abre abaixo:

 

No bloco 4 do programa, aos 6′30″, Chico diz:

“Eu fico meio grilado porque a candidata Dilma, assim como o candidato Gabeira, estão proibidos de entrar nos Estados Unidos e em mais 11 países. Se botar o pé em Miami vai presa e não sei como que um presidente do Brasil pode conviver com essa proibição de entrar em 11 países, América e mais 11 países importantes tipo Alemanha, Inglaterra, França, Itália. Não sei como é que isso será resolvido”.

A radialista diz: “Mas isso são águas passadas”.

“Não… não, americano não perdoa não, ela participou do sequestro do embaixador americano, americano não perdoa, não”, completou o humorista.

Aparentemente, ele falava a sério.

Será que ele foi destinatário do e-mail que recebi?

O curioso é que no e-mail não consta lista de países em que Dilma Rousseff  estaria proibida de desembarcar, mas Chico Anysio ofereceu sua própria lista (Alemanha, Inglaterra, França, Itália).

Curiosamente, três dias depois que a entrevista foi ao ar a candidata do PT desembarcou… em Paris.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome