Diplomata israelense renuncia e ataca o governo

O ex-embaixador de Israel na África do Sul, Ilan Baruch, que se tornou diplomata há três décadas depois de perder um olho em combate em defesa do seu país, renunciou à carreira diplomática anos antes de sua aposentadoria, alegando não poder mais representar o governo israelense. Ele diz, segundo a agência judaica YNetNews, em http://www.ynetnews.com/articles/0,7340,L-4036889,00.html, em inglês, que a atual política externa de Israel, especialmente em relação aos palestinos, vai transformar seu país num “Estado pária”, sem legitimidade aos olhos da comunidade internacional. É raro, em qualquer lugar do mundo, que um diplomata renuncie a seu posto, mas Baruch fez uma coisa praticamente inédita: renunciou à própria carreira diplomática.

 

Daqui http://bit.ly/gTQbE5


Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora