Diretor do BC diz que bancos não conseguem atender ‘surto’ por crédito

Em live promovida por corretora de investimentos, Fabio Kanczuk diz que a autoridade monetária está trabalhando para aumentar oferta

Fabio Kanczuk, diretor de Política Econômica do Banco Central (BC). Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Jornal GGN – O crédito para pequenas e médias empresas no Brasil está “fluindo”, mas também houve um aumento na procura pelas linhas, o que gera a “incompreensão” de que os bancos não estão emprestando recursos. Pelo menos é o que diz o diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Fabio Kanczuk.

“As empresas não têm caixa. Mas [o crédito] está fluindo, está chegando nas pequenas? Está. A gente vai aperfeiçoar algumas coisas, mas a gente tem notado que está chegando sim nas pequenas empresas, está funcionando direitinho”, disse Kanczuk, em videoconferência promovida pela corretora XP Investimentos. “Está indo, mas por que as pessoas reclamam? Porque a demanda por crédito subiu tanto que a oferta, apesar de ter subido bastante, não está conseguindo satisfazer o surto imenso de demanda”, declarou.

Segundo informações do jornal O Estado de São Paulo, o Bacen está trabalhando no sentido de aumentar a oferta de crédito, e novas medidas devem ser anunciadas nesse sentido – mas não foram dados outros detalhes a respeito. Como forma de combater os efeitos da pandemia do coronavírus, três linhas de crédito foram lançadas para atender pequenas e médias empresas.

 

Leia Também
Carlos Lessa, a morte de um grande brasileiro
Tem que gastar!, com Carlos Pinkusfeld, Esther Dweck e João Sicsú
O que leva a uma crise tão profunda?, por Rogério Maestri
As incertezas sobre a recuperação da economia, por Luis Nassif
GGN prepara dossiê sobre trajetória de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Se estivesse fluindo, não haveria reclamação… Pequena e média empresa não pode contar com os 1,2 TRILHÕES doados para os bancos… Esta grana deve estar aplicada em bolsas, e outros tipos de “investimento” no cassino financeiro…

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome