Dirigentes do PSL planejam eleger 500 prefeitos em 2020

Partido possui cerca de R$ 200 milhões em caixa para campanha; atualmente 32 mandatários pertencem à sigla em todo o país

Jornal GGN – O PSL pretende aproveitar o dinheiro em caixa para traçar uma estratégia que busca eleger 500 prefeituras em todo o Brasil nas eleições de 2020.

O partido terá a maior fatia do fundo eleitoral para as eleições deste ano, com aproximadamente R$ 203 milhões. Entre os planos, estão a realização de uma comitiva denominada PSL itinerante, onde integrantes da sigla viajam por todo o Brasil entre março e maio para estruturar o maior número de candidaturas em todos os municípios brasileiros.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, dirigentes da sigla dizem que os eventos buscam consolidar as diretrizes e a marca do partido, que viu seu quadro e seus recursos aumentarem com a filiação do clã Bolsonaro. Dois meses depois que Jair Bolsonaro confirmou sua saída, a cúpula afirma que precisa trabalhar para se tornar mais homogênea.

Embora a identificação com a política e a ideologia de Bolsonaro não seja um impeditivo para os filiados do PSL disputarem a próxima eleição, os dirigentes querem fazer um filtro para evitar que o partido seja usado como trampolim.

A projeção de 500 prefeitos é ousada: dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostram que o PSL possui 32 prefeitos em todo o país, sendo 30 eleitos na disputa de 2016 e dois em pleitos suplementares.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  A experiência chilena, por Fernando José Martins

2 comentários

  1. Essa eleição SERÁ O ÚLTIMO SUSPIRO DO GOLPE. E a certeza disso é observar que: Em 2015 e 2016, 65% DA POPULAÇÃO APIOVAM os MOVIMENTOS GOLPISTAS DE RUA; A DIREITA E O CENTRO CRESCERAM CONQUISTANDO PRATICAMENTE 80% DAS PREFEITURAS em 2016; o SERGIO MORO TINHA UM APOIO DE PELO MENOS 60%; e o PT PERDEU 70% DE SUA FORÇA. Hoje, os MOVIMENTOS GOLPISTAS DE RUA não contam sequer com 15% de adesão; O SERGIO MORO TEM ENTRE 43 e 46% de APROVAÇÃO(segundos as pesquisas DATAFOLHA e Ibope que mediram o apoio a SOLTURA DO LULA); O PT VOLTOU A CRESCER JA NA ELEIÇÃO DE 2018, em que SE TORNOU O MAIOR PARTIDO DO BRASIL e agora deve ter entre 30 e 38% dos votos; A DIREITA VOLTOU AOS 5% DE ADESÃO; e os MAIS IGNORANTES E OS APARTIDÁRIOS, SE AFASTAM CADA VEZ MAIS DOS GOLPISTAS E DA DIREITA. Portanto, os números mostram que A TENDÊNCIA É A DIREITA SOFRER UMA FORTE QUEDA, MUITO MAIOR DO QUE A QUE O PT TEVE NAS ELEIÇÕES DE 2016, porque “A POPULARIDADE DO BOLSONARO JA CAIU PARA 28%”, de modo que o apoio dele É PESSIMO, Enquanto que a POPULARIDADE do Lula continua crescendo.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome