Dodge vai apresentar pedido para que juízes federais tenham “atribuição eleitoral”

"A minha proposta é que o juiz federal tenha jurisdição eleitoral plena, mas deste modo, com essa proposta, os processos conexos que seguiriam para um juiz de direito com função eleitoral permaneceriam nas áreas federais", diz a PGR

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – Para contornar uma decisão do Supremo Tribunal Federal que atinge a Operação Lava Jato, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, informou que vai enviar nesta segunda (25), ao Tribunal Superior Eleitoral, um pedido para que os juízes federais passem a ter atribuição de juízes eleitorais. A informação é do Estadão.

“A minha proposta é que o juiz federal tenha jurisdição eleitoral plena, mas deste modo, com essa proposta, os processos conexos que seguiriam para um juiz de direito com função eleitoral permaneceriam nas áreas federais, que passariam a ter atribuição eleitoral”, disse Dodge após palestra no seminário “Transparência e Combate à Corrupção”, no Rio.

Ainda de acordo com a PGR, está em estudo a “implantação de forças tarefas eleitorais para criar um modelo de atuação com maior dedicação na área eleitoral, para coibir e prevenir a prática de corrupção eleitoral”, explicou o jornal. A ideia é que os grupos foquem em investigações por caixa 2 eleitoral.

Neste mês, o Supremo Tribunal Federal decidiu, por 6 x 5, que a Justiça Eleitoral tem competência para investigar e processar casos de crime eleitoral. A força-tarefa da Lava Jato criticou duramente a medida, alegando que a decisão esvazia boa parte das ações penais, já que os casos de corrupção narrados envolvem financiamento ilegal de campanha, entre outros aspectos relacionados às eleições.

 

2 comentários

  1. Incrível! A PGR já está arregando para procuradores, policiais e juízes de 1ª instância. Que medo é esse? Pra que paliativos? Se querem mordomias, penduricalhos e o *#+¨$$>! que sentem o traseiro em seus assentos e trabalhem o suficiente para fazer um pouco de jus ao que recebem. O que a PGR deveria se interessar mais é porque não se convoca Tacla Duran para depor. Qual o medo? Será o medo de que se descubra todas as vergonhosas ilegalidades e/ou ações e atos criminosos dos laja jateiros curitibanos? Por qual razão José Serra, José Aníbal, Geraldo Alckmin, Fernando Henrique Cardoso, Aécio Neves ainda estão livres, leves e soltos? Qual o medo? Será o medo de que se abrirem o bico e, então, além de correrem o risco de tomarem uma CPI pros togados, nós tenhamos que fazer uma ação popular de impeachment de algumas das coroas dos três poderes e, também, para pedir a expulsão de alguns membros das polícias no Brasil? Onde está a seriedade e a vontade de investigar e punir os corruptos e ladrões das operações banestado, satiagraha, zelotes, SwissLeaks (HSBC), etc…
    Basta surgir um fato novo e/ou escândalo contra qualquer membro, com cacife, que compõe a criminosa coligação golpista que usurpou o mandato de Dilma Rousseff, para exumarem fatos antigos contra Lula ou o PT, com a intuito de desviarem a atenção do público. Tudo é feito sobre os olhos bem abertos da grande mídia, do judiciário, das polícias, do MPF, da PGR, da OAB, do STJ e do escambau a quatro.
    Só para lembrar, o descaso das autoridades para a tragédia de Brumadinho está caminhando para o mesmo destino de Mariana, do morro do Bumba, de Nova Friburgo, etc…
    Talvez, não queiram aprender como se deve fazer, depois de tantas tragédias, por não gerar nenhum lucro político e para não contrariar intocáveis S/A e abonados pelo sistema caixa preta.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome