E o celular de Bebianno está no Brasil

Aparelho registrou um ano e meio de conversas do ex- ministro com o presidente Jair Bolsonaro e está "muito bem guardado"

Gustavo Bebianno, ex-ministro e ex-aliado de Bolsonaro, morto em março. Foto: Reprodução

Jornal GGN – O telefone celular que contém o registro de um ano e meio de conversas entre o ex-ministro Gustavo Bebianno e o presidente Jair Bolsonaro está “muito bem guardado” no Brasil.

Segundo a jornalista Thais Oyama, do portal UOL, o aparelho estava nos Estados Unidos aos cuidados da irmã de Bebianno. Antigo aliado de Bolsonaro, o ex-ministro revelou em entrevista à Jovem Pan ter guardado “um material, inclusive fora do Brasil” para o caso de algo lhe ocorrer. Bebianno morreu em março, por infarto.

Bebianno chegou a deletar o conteúdo do aparelho, mas arrependeu-se e conseguiu resgatar o conteúdo, em sua maioria em forma de áudio por WhatsApp.

Tal aparelho chegou a ser citado pelo empresário (e ex-aliado de Bolsonaro) Paulo Marinho, em entrevista à jornalista Andreia Sadi, do portal G1, no mês de maio.

“Esse celular tem registros de conversas dele durante um ano e meio de convívio da campanha, entre ele e todas as pessoas que participaram da campanha”, disse. “Eu não posso te dizer o que tem, até porque eu não tenho conhecimento, mas eu quero resgatar esse telefone, até pra saber o que tem ali, para acabar com essa dúvida, que é sua e que é minha também.”

 

Leia Também
Ex-aliado de Bolsonaro joga a toalha: “a vaca já foi para o brejo”
Paulo Marinho tenta recuperar antigo celular de Bebianno
Paulo Marinho diz ter “provas” do vazamento da PF sobre caso Queiroz
Do Banestado à Lava Jato: o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora