Em defesa de Bolsonaro, Nikolas e Flávio vão acionar OEA

Ana Gabriela Sales
Repórter do GGN há 8 anos. Graduada em Jornalismo pela Universidade de Santo Amaro. Especializada em produção de conteúdo para as redes sociais.
[email protected]

Segundo o entorno do político inelegível, Bolsonaro seria vítima de violação de direitos humanos por suposta “perseguição política”

pzbl9129
Presidente Jair Bolsonaro discursa após cerimônia de posse do Ministro de Estado da Cidadania, Joao Roma, e do Ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Onix Lorenzoni e sanção da Lei da Autonomia do Banco Central

Aliados políticos de Jair Bolsonaro (PL) irão protocolar petição na Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) por supostas violações praticadas contra o ex-presidente.  

Segundo o entorno do político inelegível, Bolsonaro seria vítima de violação de direitos humanos por suposta prática de “censura” e “perseguição política”, no âmbito dos inquéritos que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF), sob relatoria do ministro Alexandre de Moraes. 

O jornalista Paulo Cappelli, no site Metrópoles, informou que o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e o deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) articulam no Congresso o apoio ao documento. A ideia é coletar ao menos 100 assinaturas de parlamentares para dar peso à petição.

Ao ser acionada, a OEA irá decidir se há elementos para que o caso seja julgado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos, sediada na Costa Rica. Contudo, o Tribunal não pode interferir em decisões do STF. 

Neste cenário, a expectativa de bolsonaristas com a petição é chamar atenção do campo internacional. Segundo o colunista, há aliados de Bolsonaro, inclusive, que cogitam recorrer ao Tribunal de Haia. 

A ação é vista de forma irônica por alguns setores, tendo em vista que Bolsonaro sempre criticou os Direitos Humanos e chegou a tratar o mecanismo como “o esterco da vagabundagem“, em publicação no X, em 2016.

Leia também:

Ana Gabriela Sales

Repórter do GGN há 8 anos. Graduada em Jornalismo pela Universidade de Santo Amaro. Especializada em produção de conteúdo para as redes sociais.

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador