Embraer S&D/Orbisat x Thales/Omnysis

    É corrente no mercado que os projetos de médio e longo prazo mais interesantes na area de defesa nacional, são: SISFRON (sistema de proteção de fronteiras) e o SiGerAAz (sistema de gerenciamento da Amazonia Azul ou SIVAM-Azul e Pré-Sal).

    Basicamente a arquitetura dos dois sistemas demanda uma eletronica de ponta, com radares, vants estratégicos, sistemas C4IS (comunicação,comando,controle,computadores, inteligencia e vigilancia) todos integrados aos meios presentes e projetados pertencentes a MB e a FAB.

    O CTex (centro tecnologico do exército) desenvolveu junto com a Orbisat o radar SABER M60, que é proposto, quase vencedor, do SisFron, agora a Orbisat foi adquirida, a divisão de radares, pela Embraer S&D, somente os contratos para 2011 da Orbisat estão em US$ 50 milhões, com a MB e EB. Com a aquisição pela Embraer a capitalização desta pequena empresa será multiplicada, podendo concorrer em outro nivel, e até estabelecer parcerias.

     Do outro lado, em 2006 a Thales adquiriu o controle da Omnysis de São bernardo do Campo, onde já produziu, desde 2008, 26 radares TRAC de longo alcance (civis), e agora antes da LAAD 2011, a gigante francesa, comunicou ao mercado em 23/03/2011, que sua linha de radares militares ThalesRaytheon GroundMaster série 400, atualmente produzido em Limours, França, será transferida para São bernardo do Campo, e comercializada aos interessados, hoje este sistema faz parte da defesa de alguns paises: Alemanha,Canadá,Eslovenia,Estonia,Finlandia,França e Malasia. Toda a tecnologia absorvida pelo Brasil respeita a END na expressão hands on (aprende-se fazendo).

     Chega de discussão passada (FX2), a discussão que deve ser colocada em pauta (aliás não entendo por que a grande midia não faz) é destes sistemas que demandarão maior aporte tecnológico, mais capital e maior participação da industria nacional,e que verdadeiramente são estratégicos.

Leia também:  Auxiliares de Bolsonaro pedem afastamento de gestor da empresa de Wajngarten

       Da movimentação na area dos VANTs, e seus sensores dedicados, pesquisarei mais a fundo ( a coisa está brava: israelenses,europeus unidos, espanhóis,americanos,chineses, só falta os russos, estão sondando, com ligeira vantagem para os primeiros) e após a LAAD tentarei expor.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome