Empresas de cosméticos retiram apoio a Salles

Abihpec, que reúne empresas como Natura e O Boticário, retirou sua assinatura de manifesto do Ministério do Meio Ambiente

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente. Fotos: Carolina Antunes/PR

Jornal GGN – A Abihpec (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos) retirou seu apoio ao Ministério do Meio Ambiente após a divulgação do vídeo da reunião ministerial ocorrida no último dia 22 de abril.

Na ocasião, Salles disse em sua apresentação que seria necessário ter um esforço “enquanto estamos nesse momento de tranquilidade no aspecto de cobertura de imprensa, porque só fala de COVID e ir passando a boiada e mudando todo o regramento e simplificando normas. De IPHAN, de ministério da Agricultura, de ministério de Meio Ambiente, de ministério disso, de ministério daquilo. Agora é hora de unir esforços pra dar de baciada a simplificação regulam… é de regulatório que nós precisamos, em todos os aspectos”.

Segundo informações do jornal Folha de São Paulo, a saída acontece depois que empresas associadas à Abihpec, como Natura e O Boticário, anunciarem que não aprovaram a ação.

Em nota oficial, a Abihpec anunciou que vai retirar formalmente o apoio declarado ao Manifesto “No meio ambiente, a burocracia também devasta”, publicado nos jornais Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo, em 26 de maio, última terça-feira.

“O apoio inicial se deu de maneira unilateral pela Presidência Executiva da ABIHPEC, sem que o tema tenha sido submetido à apreciação do respectivo Conselho Deliberativo da entidade e, dessa forma, não houve concordância das empresas associadas ou mesmo, a oportunidade para que se manifestassem a respeito”, diz a nota da associação.

Leia também:  Clipping do dia

“Quando cientes do ocorrido, as empresas integrantes do Conselho Deliberativo da entidade manifestaram sua posição contrária ao Manifesto e, portanto, pedimos desculpas às nossas associadas e sociedade em geral pelo mal-entendido e desgastes daí decorrentes”.

 

Leia Também
Inquérito das fake news pode levar à cassação de Bolsonaro no TSE
Três ideias revolucionárias para o nosso mundo pós-pandemia
GGN prepara dossiê sobre trajetória de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. é verdade mesmo que essas empresas que vivem do marketing da natureza apoiam esse ministro ai, estou enganado ou seria caso pra camisa de força?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome