Ex-auxiliar de Mandetta deve assumir secretaria de Saúde do STF

Presidente da corte, ministro Luiz Fux, convidou o epidemiologista Wanderson de Oliveira para encabeçar a Secretaria de Serviços Integrados, após escândalo sobre reserva de vacinas

Ex-secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira. | Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, convidou o epidemiologista Wanderson de Oliveira para encabeçar a Secretaria de Serviços Integrados de Saúde da corte. Oliveira foi auxiliar do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. 

A articulação para troca na secretaria foi feita após o Tribunal pedir à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantan a “reserva” de 14 mil doses de vacinas contra a covid-19, a fim de garantir antecipadamente a imunização de ministros e servidores do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O pedido da Fiocruz foi negado.

Segundo informações do blog de Fausto Macedo, no Estadão, Oliveira aceitou o convite de Fux e está juntando a documentação para assumir o cargo, ocupado pelo médico Marco Polo Dias Freitas, desde 2014.

No Ministério da Saúde, Oliveira atuou como secretário nacional de Vigilância em Saúde. Ele foi um dos principais formuladores da estratégia de enfrentamento da Covid-19 da pasta durante a gestão Mandetta, mas acabou deixando o cargo no começo da gestão do atual ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora