Ex-diretor da Abin vai atuar em comissão que acompanha autonomia do MPF

Wilson Roberto Trezza foi designado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras; nomeação foi publicada nesta quarta-feira

Wilson Roberto Trezza, ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin. Foto: Reprodução/Wikimedia Commons

Jornal GGN – O ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Wilson Roberto Trezza, foi escalado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, para trabalhar com a comissão que acompanha a autonomia do Ministério Público Federal (MPF).

A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (12/08). Segundo o jornal O Estado de São Paulo, Trezza foi escolhido a pedido do conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Marcelo Weitzel, e Aras assina a portaria na condição de presidente do conselho.

Depois de dirigir a Abin por oito anos, Trezza irá trabalhar como colaborador eventual da comissão, atuando apenas por demanda de Weitzel, e seu trabalho não será remunerado. Não foram dados outros detalhes sobre as funções que serão exercidas por ele.

 

 

Leia Também
Dossiê contra antifascistas pode colocar Brasil na “lista suja” da ONU
Defesa de Lula rebate reportagem da Folha sobre HC da suspeição de Moro
Ex-secretário de Guedes diz que establishment quer manter corrupção
223 organizações apoiam pedido da ABJD para que Bolsonaro seja condenado no Tribunal Internacional
Sigilo de relatórios de inteligência pode durar até 100 anos

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora