Ex-membro do Esquadrão da Morte ganha cargo no governo Bolsonaro, diz Jornalistas Livres

Do Jornalistas Livres

Saiu no Diário Oficial da União desta sexta (1º/2) a nomeação, assinada por Jair Bolsonaro e Onyx Lorenzoni, do ex-deputado federal capixaba Carlos Humberto Mannato, o Manato, que fez parte do sinistro Esquadrão da Morte, a Scuderie Le Cocq. Manato exercerá o cargo de Secretário Especial para a Câmara dos Deputados da Casa Civil da Presidência da República.

Só no Espírito Santo, Estado onde Manato desenvolve suas atividades, a Scuderie Le Cocq matou 1.500 pessoas, segundo o Ministério Público Federal. A organização assassina foi extinta pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio/ES) no final de 2005. Para a Justiça, a entidade abrigou e protegeu, por vários anos, pessoas acusadas de pistolagem, tráfico de drogas e roubos a bancos. A Le Cocq foi apontada, entre os anos 80 e parte de 2000, como o braço armado do crime organizado capixaba!

As investigações sobre o braço direito de Bolsonaro, Fabricio Queiroz, e suas ligações com suspeitos de assassinar a vereadora Marielle Franco, estão atualizando as informações sobre o envolvimento da Famiglia Bolsonaro com grupos de milicianos. Mas a Famiglia não se importa com isso e agora nomeia um ex-integrante da mais famosa quadrilha de policiais matadores.

Continue lendo aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Moro e Dallagnol selecionaram juntos quem seria denunciado após delação da Odebrecht

6 comentários

  1. As marcas do batom (laranja) miliciano
    A calcinha da patroa tá marcada pelo batom laranja da milicia. 24 é o número.

  2. um governo “cristão” que prefere a morte que os pacificadores

    Com ministros contestados por serem sequestradores, perseguidores, retaliadores como esperar boa coisa?

  3. Dizendo a que veio

    Nassif: não vejo nada de estranho na montagem desse governo. Primeiro, é de palavra e não está se desviando em nada nas promessas de campanha. Depois, seus atos correspondem aos anseios de 56 milhões de eleitores. Se 91 milhões dos que nele não votoram vão se fu, isso já é outra quadra.

    Não vou estranhar se o Palácio da Alvorada começar a despachar da Papuda. Sem desmerecimento algum. Estará no espírito da NovaRepública. A exemplo, dizem até que o Palácio das Larangeiras vai se mudar para a região do Tanque. E a Assembleia Legislativa seguirá junto.

    Assim, a nomeação está no espírito e coraçao dos VerdeSaúvas.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome