Exclusivo, GGN Covid São Paulo: a melhora dos indicadores paulistas

Das 23 regiões de saúde do Estado, há um crescimento do número de regiões com menos de 60% de ocupação de leitos.

Gradativamente, a curve de casos e óbitos em São Paulo começa a ceder, embora ainda lentamente;

Analisando-se o histórico, fica mais nítido?

Ou então, comparando a variação média de casos em 7, 14 e 28 dias nas 10 regiões mais populosas do estado:

Mas significa também que a pandemia está se estendendo pelo interior, como se depreende na análise das maiores altas:

De qualquer modo, um ponto relevante são os indicadores de ocupação de leitos. Até algum tempo atrás, a Secretaria da Saúde divulgava oferta média e acesso médio, dificultando uma avaliação melhor sobre o nível de ocupação. Depois, passou a divulgar o nível de ocupação. O gráfico abaixo mostra a melhora na situação das UTIs.

Das 23 regiões de saúde do Estado, há um crescimento do número de regiões com menos de 60% de ocupação de leitos.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora