FMI piora prognóstico econômico para o Brasil em 2020

Estimativa aponta contração de 9,1% para o PIB por conta do coronavírus; recuperação em 2021 será igualmente enfraquecida

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O Fundo Monetário Internacional (FMI) piorou de forma considerável os seus prognósticos para a economia em 2020, por conta dos efeitos da pandemia do coronavírus no país.

A atualização do relatório de perspectiva econômica global da entidade mostra que a projeção de queda do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro em 2020 é de 9,1%, contra um recuo de 5,3% projetado em abril – valores já calculados por decorrência da pressão das medidas adotadas contra o coronavírus. Caso o indicativo se confirme, será o pior resultado da série histórica iniciada em 1900. A projeção para 2021 aponta melhora, com a projeção de crescimento chegando a 3,6%, ante 2,9% no relatório anterior.

O cenário brasileiro encontra-se mais em linha com o da América Latina e Caribe, que deve apresentar uma recessão de 9,4% em 2020 e expansão de 3,7% em 2021.

A análise para os mercados emergentes e em desenvolvimento projeta uma retração de 3% em 2020, resultado dois pontos percentuais abaixo do apurado em abril, ao passo que o crescimento em 2021 chega a 5,9%, refletindo a retomada prevista para a China (alta de 8,2%).

Sem os dados chineses, o FMI afirma que o grupo apresentaria uma retração de 5% em 2020 e crescimento de 4,7% em 2021.

De acordo com informações da agência de notícias Reuters, a pandemia de Covid-19 exerceu um efeito mais negativo do que o esperado para a atividade no primeiro semestre de 2020, e a recuperação deve ocorrer em um ritmo mais gradual do que o inicialmente projetado.

 

Leia também:  Imprensa fala a língua do especulador sobre a explosão dos preços dos alimentos
Leia Também
Como Superar Grande Depressão Deflacionária, por Fernando Nogueira da Costa
Guedes quer usar OCDE para plano de retomada liberal
As discussões sobre a privatização do saneamento, por Luis Nassif
Do Banestado à Lava Jato: o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome