FMI piora prognóstico econômico para o Brasil em 2020

Estimativa aponta contração de 9,1% para o PIB por conta do coronavírus; recuperação em 2021 será igualmente enfraquecida

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O Fundo Monetário Internacional (FMI) piorou de forma considerável os seus prognósticos para a economia em 2020, por conta dos efeitos da pandemia do coronavírus no país.

A atualização do relatório de perspectiva econômica global da entidade mostra que a projeção de queda do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro em 2020 é de 9,1%, contra um recuo de 5,3% projetado em abril – valores já calculados por decorrência da pressão das medidas adotadas contra o coronavírus. Caso o indicativo se confirme, será o pior resultado da série histórica iniciada em 1900. A projeção para 2021 aponta melhora, com a projeção de crescimento chegando a 3,6%, ante 2,9% no relatório anterior.

O cenário brasileiro encontra-se mais em linha com o da América Latina e Caribe, que deve apresentar uma recessão de 9,4% em 2020 e expansão de 3,7% em 2021.

A análise para os mercados emergentes e em desenvolvimento projeta uma retração de 3% em 2020, resultado dois pontos percentuais abaixo do apurado em abril, ao passo que o crescimento em 2021 chega a 5,9%, refletindo a retomada prevista para a China (alta de 8,2%).

Sem os dados chineses, o FMI afirma que o grupo apresentaria uma retração de 5% em 2020 e crescimento de 4,7% em 2021.

De acordo com informações da agência de notícias Reuters, a pandemia de Covid-19 exerceu um efeito mais negativo do que o esperado para a atividade no primeiro semestre de 2020, e a recuperação deve ocorrer em um ritmo mais gradual do que o inicialmente projetado.

Leia também:  Interesse em patentes de vacinas, apoiado por Bolsonaro, hoje prejudica Brasil

 

Leia Também
Como Superar Grande Depressão Deflacionária, por Fernando Nogueira da Costa
Guedes quer usar OCDE para plano de retomada liberal
As discussões sobre a privatização do saneamento, por Luis Nassif
Do Banestado à Lava Jato: o passado de Sergio Moro

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome