FMI revisa crescimento de Argentina e do Chile

Medidas apresentadas por governo Fernández melhoraram prognósticos; crescimento chileno deve ser revisado em até um ponto percentual

Jornal GGN – O governo da Argentina adotou uma trajetória positiva para sua economia, enquanto o ritmo de crescimento do Chile deve ser revisado para baixo. As afirmações foram feitas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Em entrevista à rede norte-americana CNN, o diretor do FMI para o Hemisfério Ocidental, Alejandro Werner, disse que o governo de Alberto Fernández ainda não apresentou um plano mais detalhado, mas as primeiras medidas tomadas levaram a entidade a ver “uma direção positiva” da economia argentina.

Fernández deixou claro que pretende cumprir as obrigações da dívida, mas que isso será feito quando a economia do país voltar a gerar recursos após um ciclo de quase dois anos de recessão e de queda do PIB (Produto Interno Bruto) durante a gestão de Maurício Macri (2015-2019).

Contudo, o quadro para o Chile não foi tão otimista. Segundo Werner, houve uma contração considerável nos chamados “indicadores de alta frequência” para o mês de outubro, o que levou muitos analistas a revisarem o crescimento chileno em mais de um ponto percentual para 2019 e 2020. As informações são da agência RFI.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Juiz que chamou Brasil de "merdocracia" terá de dar explicações ao CNJ

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome