1 comentário

  1. Comissão declara que poliomielite tipo 3 foi erradicada do mundo
    Anúncio foi feito na Suíça no dia mundial de combate à doença → http://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2019-10/comissao-declara-que-poliomielite-tipo-3-foi-erradicada-do-mundo

    A erradicação completa está bem próxima, tal como sucedeu com a varíola em 1980. Esses feitos são casos espetaculares de sucesso da Iniciativa Pública na área da saúde; demonstram, ao arrepio dos delírios ideológicos ultra-liberais, que ações coordenadas pelos estados podem alcançar resultados que seriam impossíveis por “soluções de mercado”, ou por ação da iniciativa privada. Deixar a saúde pública ao sabor do “mercado” ou da iniciativa privada conduz sempre ao dilema: A bolsa, ou a vida!

    Mas enquanto constatamos esse magnífico resultado das campanhas públicas de vacinação, pululam nas redes sociais grupos genocidas anti-vax. Esses grupos são particularmente numerosos nas redes do EUA e de lá recebemos o contágio da “moda”, realçada com pitadas de teoria da conspiração e dosagens de estupefacientes ideológicos de cunho ultra-liberal, reforçados com fanatismo religioso.

    Um dos mais notórios anti-vax nas redes sociais brasileiras é o nefasto rasputin da Virginia, mas tem muitos outros. Campanhas anti-vacinação em nossa lei é crime previsto no código penal. Cabe ao ministério público tomar providências para retirá-las das redes sociais e exigir que estas tenham mecanismos eficiente de denúncia das práticas criminosas; criar uma solução para os próprios usuários sinalizarem que o conteúdo viola o código penal e a seguir informar o(s) artigo(s), assim facilitaria aos administradores das redes o trabalho de bloquear a divulgação.

    Segue a matéria da Agência Brasil:

    Em um evento na sede da Organização Mundial da Saúde (OMS, em Genebra, Suíça, o  presidente da Comissão Global Independente para a Certificação da Erradicação da Poliomielite, professor David Salisbury, informou nesta quinta-feira (24) que a  poliomielite selvagem  tipo 3 foi erradicada do mundo. O anúncio foi considerado pela OMS um “marco para a saúde global”.

    No Dia Mundial de Combate à Pólio, que é celebrado hoje, a OMS convocou as autoridades de saúde de todo o mundo a direcionar, a partir de agora, os esforços para erradicar o últipo tipo de poliomielite ainda em circulação, que é a poliomielite tipo 1. Em 2015, a comissão independente emitiu certificado declarando erradicada a poliomielite tipo 2.

    “Essa notícia é um marco para a humanidade”, afirmou o presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBim), Juarez Cunha, ao falar sobre a erradicação da poliomielite tipo 3.  Ele alertou, porém, que dois países –- Afeganistão e Paquistão – ainda registram casos de pólio do tipo 1. “Devido à persistência desses casos em tais países, nós, aqui no Brasil, e também em outros países, não devemos baixar a guarda. Devemos, isso, sim, insistir na cobertura global vacinal”, afirmou Cunha.
    Características

    A poliomielite, ou paralisia infantil, é uma doença infectocontagiosa aguda, causada por um vírus, que pode se manifestar por febre, mal-estar, cefaleia, distúrbios gastrointestinais e rigidez de nuca.
    Desde 1990 não há registro de casos de poliomielite no Brasil, fato que levou o país a obter da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) o certificado de erradicação do poliovírus selvagem autóctone do seu território em 1994, juntamente com os demais países das Américas. 
    A poliomielite selvagem tem esse nome por circular no meio ambiente. Embora raros, há casos de poliomielite não selvagens causados por vacina. Não existem, porém, casos de pólio causados por vacina no Brasil.

    A Comissão Global Independente para Certificação da Erradicação da Poliomielite é formada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização das Nações Unidas para a Educação, pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Centro para o  Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, Rotary Internacional e Fundação Bill & Melinda Gates.

    Edição: Nádia Franco

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome