Fora de Pauta

O espaço para os temas livres e variados. 

Para acessar o novo Fora de Pauta, clique aqui

Para incluir seu post, clique em “adição rápida”

 

4 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Otaviani

- 2013-09-29 21:56:20

Fotografia da alma deixando o corpo

Ta nas redes sociais :

E agora José? Como não acreditar? O cientista russo Konstantin Korotkov conseguiu fotografar o momento da morte de um homem e registrou o que é chamado de “espírito” deixando o corpo, que fotografou com uma câmera bioelectrographic.A imagem obtida usando o método de visualização de descarga de gás, uma técnica avançada de fotografia Kirlian, mostra a força da vida deixando gradualmente o corpo do homem.De acordo com Korotkov, o umbigo e a cabeça são as partes que primeiro perdem sua força de vida (o que seria a alma) e na virilha e no coração são as últimas áreas onde o espírito se desliga.Em outros casos, Korotkov observou que "a alma" das pessoas que sofrem uma morte violenta e inesperada geralmente se manifesta um estado de confusão em suas configurações de energia e retornam ao corpo nos dias seguintes à morte. Isto poderia ser devido a um excesso de energia não utilizada. Veja o artigo completo no link a seguir. É preciso usar o google tradutor pois está em inglês. 

Scientist Photographs The Soul Leaving The Body

  [video:http://youtu.be/fZczmTkfqKY][video:http://youtu.be/-W45AkDHnsQ][video:http://youtu.be/B6NIUV24vcQ]

The timing of astral disembodiment in which the spirit leaves the body has been captured by Russian scientist Konstantin Korotkov, who photographed a person at the moment of his death with a bioelectrographic camera



The image taken using the gas discharge visualization method, an advanced technique of Kirlian photography shows in blue the life force of the person leaving the body gradually. 

According to Korotkov, navel and head are the parties who first lose their life force(which would be the soul) and the groin and the heart are the last areas where the spirit before surfing the phantasmagoria of the infinite. 

In other cases according to Korotkov has noted that "the soul" of people who suffer a violent and unexpected death usually manifests a state of confusion in your power settings and return to the body in the days following death. This could be due to a surplus of unused energy.

 

Gilberto .

- 2013-09-29 21:04:19

Ataque ao evento do PT

Não vi nenhum comentário aqui sobre o protesto feito em frente à Casa de Portugal durante o evento do PT. A participação e mobilização foi feita pelo Facebook (aqui). 

A imprensa também noticiou discretamente o fato que, para mim, parece grave.

O que acontecerá na campanha se tivermos ataques a eventos partidários? 

Do Estado

Protesto de black blocs provoca tensão em evento do PT

 

 28 de setembro de 2013 | 0h 06  GUSTAVO PORTO E FERNANDO GALLO - Agência Estado

O evento do PT que lançou a candidatura do ex-prefeito de Osasco Emídio de Souza à presidente estadual do partido terminou em clima de tensão, na noite desta sexta-feira, 27, após o conflito entre a Polícia Militar e um grupo de black blocs em frente ao local da festa, na rua da Liberdade, região central da capital paulista.

No início do discurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, bombas da tropa de choque, utilizadas para a dispersão dos manifestantes, foram ouvidas do lado de dentro do salão, o que sinalizava o confronto do lado de fora.

Assim como comerciantes que baixavam suas portas, organizadores do encontro fecharam as do salão para evitar mais problemas, enquanto os manifestantes eram dispersados pela tropa de choque.

Após o término do encontro, o presidente do PT paulista, Edinho Silva, solicitou aos presentes que evitassem confrontos com os poucos manifestantes que ainda estavam na avenida e que não cedessem às possíveis provocações.

No entanto, um grupo de cerca de 30 petistas chegou a trocar xingamentos com poucos jovens que ainda estavam na região e cantaram palavras de ordem. Mas o confronto foi impedido pelo comando da Polícia Militar, ainda presente no local. "Vocês são profissionais, por favor, não aceitem essas provocações", disse um policial aos petistas, que logo se desmobilizaram. 

................................................

Da Folha

28/09/2013 - 01p5  Manifestação termina em confronto em frente a evento do PT

Duas pessoas foram detidas --uma delas ficou ferida e foi socorrida antes de ser presa -- após uma manifestação que terminou em frente a um evento do PT onde estavam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, na noite desta sexta-feira (27).

O protesto, marcado pelas redes sociais, tinha como uma de suas pautas a crítica à aceitação dos embargos infringentes no julgamento do mensalão, que permitirá a reavaliação das sentenças de 12 réus, entre eles antigos dirigentes petistas como o ex-ministro José Dirceu.

O ato começou na avenida Paulista e percorreu diversas ruas do centro até chegar à Casa de Portugal, na avenida Liberdade, onde Lula e Padilha participavam do lançamento da candidatura do ex-prefeito de Osasco Emidio de Souza à presidência do PT-SP.

Segundo a Polícia Militar, houve confusão quando um motociclista tentou furar o bloqueio provocado pelo protesto, e os manifestantes tentaram agredi-lo. Os policiais reagiram, e integrantes do grupo começaram a atirar pedras. De dentro da Casa de Portugal foi possível ouvir barulho de explosão de pelo menos uma bomba.

A PM deteve duas pessoas. Uma delas ficou ferida durante a ação e foi atendida no Pronto-Socorro Vergueiro antes de ser levada para o 78º Distrito Policial.

Durante o evento petista, os militantes do partido foram informados que o protesto estava acontecendo do lado de fora e que deveriam sair calmamente e sem entrar em provocações quando o ato político terminasse.

 

Lula brincou que a manifestação devia ser de eleitores de Emidio de Souza. O mestre de cerimônias, no final, disse que o protesto seria contra o governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP), devido à reação violenta da polícia.

Totalitarismo russo

- 2013-09-29 19:03:27

Brasileira ficará mais dois

Brasileira ficará mais dois meses presa na Rússia

 

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2013/09/1349243-russia-decreta-prisao-preventiva-de-ativista-brasileira-do-greenpeace.shtml

 

anarquista sério

- 2013-09-29 17:50:30

ÁLVARO PEREIRA JÚNIOR Dias de

ÁLVARO PEREIRA JÚNIOR

Dias de glória

Os bastidores que levaram Bruce Springsteen a tocar Raul em seus dois shows brasileiros

E-mail bomba na segunda-feira de folga: "Álvaro, a gente se conheceu em Santiago, eu trabalho com o Bruce Springsteen. Alguma ideia de música brasileira para ele tocar aí? Sugeriram as canções tal e tal, mas o Bruce quer saber o que você acha".

Primeira reação: é trote. Depois, uma conferida no domínio da remetente, [email protected] Começou a ficar sério. Jon Landau, todo jornalista de música sabe, ou deveria saber, era o crítico da revista "Rolling Stone", fama de implacável (a ponto de atacar "Are You Experienced?'', de Jimi Hendrix, quando o álbum saiu, em 1967), que um dia foi a um show de Bruce e escreveu o que talvez seja a resenha de rock mais famosa de todos os tempos: "Eu vi o futuro do rock e ele se chama Bruce Springsteen".

Landau tornou-se guru/parceiro/produtor de Springsteen, simbiose que dura até hoje. Contra a possibilidade de trote, eu tinha esse histórico a meu favor: Bruce ouve jornalistas. Pelo menos alguns. Periga "The Boss'' realmente estar me consultando.

Outra evidência favorável: dias antes, no Chile, eu tinha entrevistado Bruce para o "Fantástico". Era para durar 15 minutos, mas ele mandou seguir. Falamos por meia hora.

Eu estava em terreno seguro. Tinha lido na viagem a Santiago quatro revistas "Uncut" e duas "Word" com edições especiais sobre ele. Também encarei boa parte da biografia "Bruce", de Peter Ames Carlin. E, principalmente, devorei a excelente reportagem sobre o cantor que a "New Yorker" publicou em julho de 2012, assinada pelo próprio editor-chefe, David Remnick.

No Chile, a única entrevista exclusiva, além do "Fantástico", foi para um argentino que vacilava no inglês e parecia não tomar banho desde antes de Bruce comprar sua primeira guitarra. Durou os cinco minutos previstos.

Assim, não sei se por eu ter levado a sério a missão, ou pelo simples contraste com o colega ensebado, o fato é que deu liga entre o "Show da Vida" e Springsteen.

De volta ao e-mail explosivo: eu precisava de um tempo para pensar. Escrevi que dali a algumas horas mandaria sugestões. Nenhuma resposta de volta. Seria mesmo trote?

Entra em cena um comparsa, o jornalista e amigo há 25 anos André Forastieri, com quem tinha uma cerveja marcada logo em seguida. "André, olha esse e-mail."

Expliquei que tinha pensado em Legião Urbana, "Que País É Esse", e "Inútil", do Ultraje a Rigor. Não por amar nenhuma das duas, mas por achar que funcionariam para Bruce e trariam um conteúdo político do agrado dele. André lembrou que "Inútil" tinha sido tocada pelos Paralamas no primeiro Rock in Rio, de 1985, o que lhe dava um significado especial.

Mais uns segundos vasculhando arquivos mentais, até que Forasta disparou: "O Bruce tem de tocar Raul!". Claro! Raul, um outcast, longe dos lobbies de gravadoras, do establishment da MPB, do rock de consenso, um nome de que ninguém mais se lembraria. Mas o quê? "Aluga-se?" Não. Imaginei a massa cantando o refrão de "Sociedade Alternativa". Era isso.

Voltei para casa, mandei o e-mail no capricho, sugestões com contexto histórico e esclarecimentos: Raul, Legião, Ultraje. Contei a uns poucos amigos. Faltavam dois dias para o show em São Paulo, cinco para o Rock in Rio. Nunca recebi resposta dos americanos.

Até que, a poucas horas do concerto em SP, uma jovem criatura avisou por e-mail: estavam dizendo no Twitter que, da fila, ouvia-se Bruce Springsteen ensaiar "Sociedade Alternativa" com a E Street Band.

O resto é emoção, homenagem, história. Não estava lá --assisti, comovido, mil vezes na web. Em um arranjo soul arrebatador, cantando em português, Bruce abriu os dois shows com Raul, o brasileiro mais "rocker" de todos os tempos. Em vez de tocar as músicas que, antes de mim, alguém tinha sugerido e agora posso revelar: "Canção da América" e "Comida".

Sobre "Canção da América", disse em meu e-mail à assessora de Springsteen que, de fato, tinha a ver com o que ele apresentara no Chile e na Argentina (números de Victor Jara e Mercedes Sosa). Mas que eu a considerava piegas, tipo um hino de igreja. Sobre "Comida", nem comentei, só mandei um link e recomendei que Bruce a ouvisse.

Músico sensível até a última célula, claro que ele escolheu Raul. Viva a Sociedade Alternativa!

http://www.youtube.com/watch?v=OuF6DiDDxWs

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador