Fora de Pauta

O espaço para os temas livres e variados.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Memória: mutuários, o primeiro movimento civil contra a ditadura

3 comentários

  1. Os mesmos que elegeram Bolsonaro vão ser os mesmos que vão derrubá-lo.
    .
    Mais uma vez o Lulopetismo vai ser passado para trás. Dilma e Lula jamais viram de onde chegou a bala que os atingiram e derrubaram do governo, também nesse momento não estão enxergando quem vai derrubar Bolsonaro e de quebra vão excluir o PT de novo do governo.
    .
    Todos ficam atentos à CPI da fakenews, ou o julgamento no STE ou também a ação do STF, porém ninguém está se dando conta que nem uma das três instâncias que vão derrubar o governo, mas sim quem o colocou lá que vão fazê-lo.
    .
    A origem de tudo vem exatamente da matriz, ou seja, do próprio império decadente norte-americano. Ficam surpresos que o FBI tenha vindo e trabalhado no Brasil para depor Dilma, entretanto se pode dizer claramente que essa agência governamental norte-americana, que não tem a mínima expertise em espionagem e derrubada de governos no exterior, foi a cobertura de toda uma ação de agências norte-americanas especializadas no assunto, em que conhecemos somente a ponta aparente do Iceberg que é denominada por CIA.
    .
    Temos que entender algo extremamente importante, jamais a forças de espionagem norte-americanas colocariam de forma definitiva qualquer governo que é baseado nas forças armadas de um país de dimensões como o Brasil. O motivo dessa atitude é que forças armadas, por mais dóceis e vinculadas ao grande irmão do norte, são forças armadas e estas podem ser doutrinadas numa determinada época mas podem facilmente numa próxima geração mudarem de perfil e assumirem posições mais vinculadas aos seus próprios interesses hegemônicos do que aos de outros países. Podemos ver o exemplo de Erdogan na Turquia, um chefe vinculado à OTAN e que desejava fazer parte da Comunidade Europeia.
    .
    A entrada da Turquia na CE falhou e Erdogan provisoriamente e se aproxima do eixo Rússia-China, como o poderio militar norte-americano começa a mostrar sinais de fraqueza fica tentador para qualquer governo militar do terceiro mundo em procurar alianças com esse novo eixo com pretensões de hegemonia.
    .
    Devido a esse perigo, um governo militar no Brasil pode ser uma situação transitória, porém as forças políticas norte-americanas preferem lidar com dependentes e facilmente compráveis civis do que uma casta dominante de militares.
    .
    Dessa forma o governo atual mostrando os seus limites, não articula com às elites associadas ao capital internacional brasileiras e as oligarquias políticas, que não conseguem manobrar o governo com todos os requintes que a elite mundial deseja, ou seja, pode-se fazer o que quiser com a Amazônia desde que dê lucros as grandes empresas e consuma-se a floresta com moderação.
    .
    Com a grande imprensa nacional, com o grande capital e comandado pela elite internacional, surge ao mesmo tempo diversas frentes para minar o governo atual, mostrando todas as mazelas que foram criadas de dentro para fora e aproveitadas pelas forças golpistas nacionais, começa-se a destruição do governo atual, corta-se a comunicação com a suas bases (vide Facebook), mina-se aos poucos a sua credibilidade e quando chegar o momento exato se derruba com pompa e circunstância o atual ocupante da cadeira. A grande dúvida atual é qual será o destino do seu vice, se quiserem que ele não participe do festim a derrubada deve-se se dar antes do fim do ano, para provocar novas eleições com algum candidato que está sendo treinado para isso. Se desejarem que o vice faça um mandato desastroso num país arrasado, a queda se dará em 2021.
    .
    A última hipótese é mais apetitosa a medida que o governo num país arrasado pós pandemia e durante a maior crise econômica dos últimos cem anos, o papel do general servirá para desmoralizar por completo as forças armadas e colocando-as de novo para dentro dos quartéis para ficarem como uma reserva para o próximo golpe.
    .
    Não festejem, meus amigos, pois mais uma vez seremos enrolados na farinha sem mesmo saber quem nos enrolou.

  2. …Qual a importância dos bons textos que, ao lermos, intuímos que não mudarão a realidade com a urgência que queremos?…

    Cansa de acontecer comigo e, creio eu, com milhares de pessoas: leio um texto “daqueles”, que mexem com a cabeça e o coração, digo para mim mesmo: “que coisa magnífica acabei de ler!”… – e, quase imediatamente, sou tomado do que batizarei aqui de “melancolia tola-pragmática”: uma espécie de intuição, que me sussurra lá no fundo da alma, que o texto “apenas” me trouxe conceitos, informações, signos, ângulos de ver as coisas, diferentes, me “fez crescer” como pessoa, me comoveu, alimentou-me intelectualmente, mas, “mas”….. – penso eu, raso e imediatista…. – “não é o tipo de texto que provocará revoluções, mexerá com as multidões, na verdade, mal será lido por algumas milhares de pessoas, pelo “tipo de texto que é”…… – e, mesmo assim, não consigo deixar de buscá-los, lê-los, na verdade, ando perseguindo alguns blogs e autores quase que “especialistas nesse tipo de texto”….
    .
    Hoje, me bateu essa curiosidade e um sorriso maroto aflorou, enquanto eu me perguntava: “e se você não for o único que questiona isso? E se você, enquanto escreve esse artigo, tão “parecido” com esses de que trata o título, não acaba descobrindo porque eles podem ser tão importantes, até mesmo ESSENCIAIS, mesmo nesse tempo trágico, insano, um tempo que parece gritar URGÊNCIAS, e não reflexões, um tempo que desejamos artigos que apontem “caminhos de solução para ontem…?”
    Vamos pensar a respeito…?
    .
    A primeira intuição que me vem à mente, é que esses textos que APROFUNDAM NOSSOS SIGNOS CAPAZES DE ENXERGAR A REALIDADE TRÁGICA QUE VIVEMOS, mesmo que não capazes de “provocar mudanças pragmáticas imediatas”, ao nos fazerem “ver mais e melhor” cada fator responsável pela CONSTRUÇÃO DESSA REALIDADE HEDIONDA, nos proporcionam duas sensações de “alívio”: a de que não somos/estamos sozinhos ou loucos ao enxergarmos o mundo à nossa volta “daquele jeito mostrado no texto”, e o fato de explicarem com SIGNOS NOVOS, que não tínhamos no nosso “baú íntimo de conhecimentos acumulados”, nos tornando assim, mais aptos a compreender toda a dimensão de uma realidade tão absurdamente NONSENSE, tão mergulhada em cinismos, farsas, selvagerias, que tendemos, até por mecanismos de SOBREVIVÊNCIA PSÍQUICA, a “fugir um pouco” da apreensão dessa realidade, porque, na verdade, saibamos ou não disso, NENHUM DE NÓS SERIA CAPAZ DE VIVER, se a totalidade dos significados existentes em uma realidade tão DISTÓPICA quanto a nossa, nos invadisse a alma!
    .
    Esse é, inclusive, um paradoxo muito humano nesse tema que abordamos aqui: a LUCIDEZ, enquanto o conhecimento consciente e próximo da verdade, que acomete uma pessoa em seu tempo/espaço de viver é, ao mesmo tempo, seu maior INFERNO, e sua maior fonte de LIBERDADE EXISTENCIAL. Ao mesmo tempo em que afirmamos ser impossível conviver com ela em sua plenitude, fato é, que é ela que nos traz a pouca PAZ que podemos obter, ao MERGULHAR A RAZÃO, A RACIONALIDADE, NA APREENSÃO DOS PÂNTANOS FÉTIDOS DA REALIDADE À NOSSA VOLTA, quando esta se torna dantesca, abominável, incivilizada e nojenta, a ponto de mal podermos acreditar ser partícipes e/ou testemunhas de uma experiência tão carregada de violências diversas contra tudo o que nos faz humanos….
    .
    Hanna Arendt e Primo Levi não pensaram certamente em “revoluções” ou “mudanças da realidade”, quando escreveram seus livros EXTRAORDINÁRIOS!
    Escreveram para todos os que não conseguimos abrir mão da LUCIDEZ, da CONSCIÊNCIA da realidade e seus fatores, para que não morramos afogados em ignorâncias ou ausências de signos, que nos impeçam de “VER”…..
    .
    Assim são muitos textos que vemos hoje em blogs de autores nem sempre famosos, mas que nos enriquecem com sua cultura, seu conhecimentos, seu modo brilhante de manipular os signos cognitivos com que apresentam sua versão dos fatos, do mundo, das coisas, dos jogos perversos pelo poder.
    .
    Às vezes não nos ensinarão a “derrotar os fascistas”, a “enfrentarmos as oligarquias das classes dominantes”, nem terão “respostas urgentes” aos nossos problemas tão graves.
    .
    Porque são importantes? Porque nos FORMAM pessoas melhores, “maiores” intelectualmente, e são pessoas assim transformadas, que podem agir e mudar o mundo e suas realidades farsescas e tenebrosas.
    .
    Além de nos fazerem não sentir sozinhas,
    ou loucas…
    Não é pouca coisa!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome