Fora de Pauta

O espaço para os temas livres e variados. Podem ser colocados aqui os vídeos e as notícias em geral. Deixe sua dica nos comentários.

O espaço para os temas livres e variados. Podem ser colocados aqui os vídeos e as notícias em geral. Deixe sua dica nos comentários.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

12 comentários

  1. Miguel Nicolelis, pelo Twitter,em 04.01.2021

    1) Acabou. A equação brasileira é a seguinte:
    Ou o pais entra num lockdown nacional imediatamente, ou não daremos conta de enterrar os nossos mortos em 2021.

    2) O Brasil precisa criar uma Comissão de Salvação Nacional p/ ontem. Passamos de todos limites aceitáveis de estupidez. Estamos correndo o risco de entrar em colapso sanitário, social e econômico em 2021. O Brasil está na UTI e o diagnóstico é falência terminal de múltiplos órgãos

    3) Inglaterra decretando o terceiro lockdown nacional para conter. explosão de casos. Até Boris Johnson se rendeu aos fatos. Por aqui, a palavra lockdown virou palavrão para gestores. Tanto melhor para o coronavirus que se beneficia da inoperância, omissão e ignorância rampantes.

  2. INGRÊS NÓIS SABE (II)

    GHOTI é uma forma estranhíssima de escrever o som que corresponde à singela palavra fish (peixe). Essa metamorfose só é possível porque a ortografia da língua inglesa, como tantas outras facetas do idioma, é imprevisível. Existem regras, claro, mas algumas mais parecem receitas para levar incautos a um hospício.

    George Bernard Shaw não hesitava em usar esse exemplo para denunciar o alfabeto inglês como um sistema tão doido e sem lógica que era possível substituir a palavra fish pela palavra ghoti, e manter exatamente os mesmos sons. Vejamos: GH seria o F, como em tough (leia-se /táff/ duro, resistente); o O teria o som do I como em women (/uêmen/ mulheres); e o som SH seria representado pelo TI, como na palavra nation (/neishan/ nação).

    E o que dizer da pronúncia das palavras mulher no singular (woman) e no plural (women). A palavra é dissílaba, tanto num caso quanto no outro.
    No plural, a letra a da segunda sílaba é trocado pela letra e, mas o que muda na pronúncia é a maneira que o nativo pronuncia a primeira sílaba (./uêmen/ Por que eu, um estrangeiro, que visse essas duas palavras pela primeira vez na vida, teria a obrigação de conhecer esta loucura em matéria de pronúncia?

    Aliás, as convicções de Shaw sobre o assunto eram tão fortes que, durante anos, ele liderou uma vigorosa campanha a favor da reforma do alfabeto. Como nada conseguiu em vida, deixou no seu testamento determinadas quantias para serem usadas como prêmio para quem inventasse um alfabeto em inglês, no qual cada símbolo corresponderia a um som no idioma falado.

    https://www.inglesnosupermercado.com.br/curiosidades-e-dicas-do-ingles-escrito-confusao-entre-pronuncia-e-escrita-inglesa/

    Hoje eu acredito que nenhuma reforma ortográfica é possível ser feita na língua inglesa sem que ocorram graves problemas de comunicação numa escala mundial que levem, talvez, a uma Terceira
    Guerra mundial.

    Por exemplo, vamos supor que eles resolvessem tirar das palavras as “silent letters”, já que são letras que não se pronunciam. Considere as palavras fight, tight, light, night e imagine que as consoantes gh fossem excluída de todas elas. Como reconhecer nas palavras simplificadas o significado anterior à reforma ortográfica, já que no inglês como se fala hoje “fit” significa em forma (física),”tit” (teta), “lit” (iluminar) e “nit” (idiota, estúpido), considerando os significados mais comuns???

    Portanto, os problemas envolvidos com a pronúncia da língua inglesa são eternos e afetam inclusive as pessoas dos países que falam esta língua.
    E são principalmente as crianças que sofrem com a dificuldade de grafar as palavras que escutam cotidianamente. Durante oito meses nos Estados Unidos eu observei que as crianças repetem com muita facilidade a pronúncia das palavras que ouvem no dia a dia, mas não sabem como grafá-las corretamente. Tanto que estão sempre perguntando às mães: “how do you spell it”?

    To spell significa soletrar, que na língua inglesa significa pronunciar letra por letra da palavra.
    Por exemplo, a palavra carrot (cenoura) era soletrada pelas mães das crianças inseguras, da seguinte maneira:
    cí-êi-double ár- ôu-tí

    Situações desse tipo eu presenciei dezenas de vezes, inclusive entre pessoas adultas de idade compreendida entre 30 e 40 anos, porém com palavras mais complexas e muito pouco usuais do que carrot.

    OBS: Eu sei que não se acentua as palavras da língua inglesa. Aqui eu acentuei as pronúncias das letras do alfabeto com o objetivo de melhor ressaltá-las.

    No próximo comentário discutiremos as dificuldades no uso dos verbos frasais (phrasal verbs) e as variações na pronúncia dos verbos regulares no passado e particípio passado do tipo want, wanted, wanted.

    E não se esqueçam: Ingrês nóis sabe.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome