Gilmar Mendes deve negar pedido de Eduardo Bolsonaro para fim da CPI da Fake News

Sob alegação de “perseguição aos apoiadores do governo”, o filho de Bolsonaro entrou com ação no STF pedindo a suspensão da CPMI

Jornal GGN – O pedido do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para suspensão da prorrogação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Fakes News deve ser negado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes nesta sexta-feira, 24 de abril. As informações são de Mônica Bergamo, no jornal Folha de S. Paulo. 

A CPMI das Fake News é uma ameaça ao clã Bosolnaro, já que as investigações miram a propagação de notícias falsas que tomaram as redes sociais durante a campanha eleitoral 2018 e fez de Bolsonaro presidente. 

No início de abril, a comissão recebeu um documento que aponta a criação de uma página de ataques virtuais por meio de um computador do gabinete de Eduardo Bolsonaro. 

Na segunda-feira, 20 de abril, o filho de Bolsonaro entrou com ação no STF pedindo a suspensão da prorrogação dos trabalhos da CPMI e de duas sessões da comissão, entre elas o depoimento da líder do PSL na Câmara, deputada Joice Hasselmann. No pedido, Eduardo argumenta “perseguição aos apoiadores do governo”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  GGN no Covid-19: em 30 dias, aumento de mais de 400% nos casos registrados

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome