Governadores são avisados de que PMs estão fechados com Bolsonaro, diz jornalista

De acordo com o jornalista, um assessor de Bolsonaro disse que "com certeza, o índice de apoio a Bolsonaro é maior nas PMs do que na Forças Armadas"

Polícia Militar do DF faz treinamento de policiamento para a Copa em vários pontos da cidade. (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Jornal GGN – “Governadores de vários estados acenderam o sinal de alerta depois de receberem avisos, mesmo que cifrados, de que, se os policiais militares tiverem de escolher entre eles e Jair Bolsonaro, ficam com o presidente da República”. É o que afirma o jornalista Vicente Nunes em sua coluna no jornal Correio Braziliense.

De acordo com o jornalista, um assessor de Bolsonaro disse que “com certeza, o índice de apoio a Bolsonaro é maior nas PMs do que na Forças Armadas, para as quais todos ficam olhando” e que “as PMs, certamente, farão o que o presidente pedir. Não há dúvidas disso.”

Segundo o colunista, é por conta dessa mobilização que não foi surpresa que o governador do DF, Ibaneis Rocha, tenha dito que a PM sabia que o Supremo Tribunal Federal seria alvo de protestos com fogos de artifício e nada fez a respeito.

“Ciente desse apoio explícito, integrantes do Palácio do Planalto mantêm contatos diários com lideranças das PMs. Muitos desses contatos são intermediados pelo chamado gabinete do ódio, que identificou entre os policiais militares uma das bases mais fieis ao presidente da República”, escreveu Nunes.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Loading comments...