Governo antecipa 13º aos aposentados e pensionistas do INSS

O Ministério da Economia também anunciou outras duas medidas, incluindo a suspensão da prova de vida de beneficiários do INSS por 120 dias

Servidores do INSS em 14 estados decidiram retomar as atividades na próxima segunda-feira (28) (Valter Campanato/Agência Brasil)

Jornal GGN – Diante da crise econômica doméstica e a ameaça de recessão por conta do cenário externo com coronavírus, o governo Bolsonaro decidiu antecipar metade do 13º dos aposentados e pensionistas do INSS para abril. A medida custaram R$ 23 bilhões aos cofres públicos.

O Ministério da Economia também anunciou outras duas medidas: a suspensão da prova de vida de beneficiários do INSS por 120 dias, e vai propor a redução do teto dos juros do empréstimo consignado em favor dos beneficiários do INSS junto ao Conselho Nacional de Previdência Social.

“O Ministério da Economia instituiu hoje grupo de monitoramento dos impactos econômicos da pandemia da covid-19. O grupo será constituído por representantes de todas as Secretarias Especiais e será coordenado pelo Secretário-Executivo, Marcelo Guaranys. As diretrizes das medidas a serem instituídas serão baseadas nas decisões do Ministério da Saúde, em linha com a Presidência da República”, disse o ministério, em nota à imprensa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora