Governo Bolsonaro exonera secretário adjunto de Regina Duarte

Demissão foi assinada por Walter Braga Netto, mas ainda não há outro indicado ao cargo

Foto: Adriano Machado/Reuters

Jornal GGN – A Secretaria Especial de Cultura do governo Bolsonaro, encabeçada por Regina Duarte, teve baixa na sexta, 15 de maio. A exoneração do secretário especial adjunto, Pedro José Vilar Godoy Horta, foi assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto.

Godoy foi uma das primeiras nomeações de Regina, ao assumir a pasta no início de março. Em pouco mais de um mês, ele foi de chefe de gabinete à secretário especial adjunto.

A demissão foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União desta sexta-feira, mas ainda não há outro indicado ao cargo.

A baixa acontece em meio a crise de imagem de Regina Duarte no Governo Bolsonaro. Apesar de seguir a linha do chefe, defendendo os anos de chumbo, o trabalho da secretária tem sido criticado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Sérgio Camargo, da Fundação Palmares, chama movimento negro de 'escória maldita'

2 comentários

  1. Deve ter sido escolhida por saberem de antemão que concordaria com tudo…
    aguardemos para confirmar se está atuando livremente ou na base do topa tudo

    quem ama ou defende a ditadura, conforme divulgado, topa tudo mesmo, até perder a liberdade de escolha ou de ter amor à profissão

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome