Governo não vai enviar reforma administrativa para o Congresso

Desinteresse de parlamentares e fala de Guedes podem levar à desistência; líderes do governo garantem que texto será encaminhado

Falta de interesse e pronunciamento de Guedes sobre funcionalismo afetam envio de projeto ao Parlamento.

Jornal GGN – Pelo menos em um primeiro momento, o governo federal ensaiou um recuo do plano de encaminhar a reforma administrativa, que vem sendo prometida desde o ano passado, para o Parlamento.

Segundo informações do jornal Correio Braziliense, parte do desânimo do Executivo em enviar a proposta se deve à falta de interesse dos parlamentares, que preferem evitar mais um tema impopular após o desgaste com a reforma da Previdência.

A vontade do governo ficou ainda menor após novos ataques do ministro da Economia, Paulo Guedes, aos funcionários públicos, o que pode resultar em novo adiamento no envio da proposta, caso ela prospere.

Na semana passada, o chefe da equipe econômica classificou os funcionários públicos como “parasitas”, o que gerou uma onda de protestos, que chegou ao plenário da Câmara, nesta terça-feira (11/2). O pedido de desculpa posterior não foi suficiente para apaziguar os ânimos, e a movimentação contra Guedes — e, por extensão, aos projetos defendidos por ele — tomou força nos últimos dias.

Além disso, desde o começo do ano, deputados e senadores alegam que, às vésperas das eleições municipais, não é um bom momento para mudar as regras do serviço público, especialmente quanto ao fim da estabilidade.

Contudo, o líder do governo no Congresso, Eduardo Gomes (MDB-TO) disse que ainda é muito cedo para falar sobre os próximos passos da reforma administrativa, e que o aconteceu foi mais um ajuste de timing político, que provocou outro adiamento do envio. Por sua vez, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), negou a possibilidade de recuo e reafirmou que a intenção ainda é levar o assunto ao parlamento.

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome