Governo vai cortar verba de ministérios para atender Pró-Brasil

Recursos podem ser direcionados para os ministérios da Infraestrutura e do Desenvolvimento Regional; montante pode chegar a R$ 6,5 bilhões

Jornal GGN – O governo Jair Bolsonaro decidiu revisar o orçamento de diferentes ministérios para encaminhar recursos para as pastas da Infraestrutura e do Desenvolvimento Regional. O objetivo é bancar obras com dinheiro público ainda neste ano.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o objetivo é direcionar R$ 6,5 bilhões para as duas pastas, o que deve levar ao remanejamento de recursos não utilizados por outras áreas.

Na última sexta-feira (04/09), o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, declarou que serão usados recursos remanejados, e que eventuais sobras de créditos extraordinários devem ir para atos relacionados à Covid-19, até mesmo como forma de justificar o uso do mecanismo.

A ideia é dividir o ônus entre vários segmentos, e até mesmo a verba da Presidência pode ser cortada. O governo Bolsonaro já espera uma forte reação de outras pastas, como aconteceu com o Ministério do Meio Ambiente – o ministro Ricardo Salles afirmou que os cortes interromperiam as atividades de combate a incêndio mantidas pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), mas voltou atrás por conta da reação negativa.

 

 

Leia Também
Centrão usa Bolsonaro para avançar no Nordeste
Brasil precisa urgentemente de alfabetização midiática, diz Eliara Santana
“Bolsonaro Tira Guedes e valoriza o banco do brasil”, por Albertino Ribeiro
Orçamento 2021 condiciona orçamento do MEC a crédito extra

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora