Grandes Homens

Aos Pais de todas as cores, de todas as formas, sob céus e sobre terras as mais diversas, aquém e além do horizonte.
.
Grandes Homens
.
Quem faz jus ao título de “grande homem”?
Não sei… O homem inteligente?
Não basta ter inteligência para ser grande…
O homem poderoso?
Há também poderosos mesquinhos…
Não basta qualquer forma de religião.
Podem todos esses homens possuir muita inteligência, muito poder, e certo espírito religioso e nem por isso serem grandes homens.
.

.
O grande homem é silenciosamente bom…
É genial, mas não exibe gênio…
É poderoso, mas não ostenta poder…
Socorre a todos, sem precipitação…
É puro, mas não vocifera contra os impuros…
Adora o que é sagrado, mas sem fanatismo…
Carrega fardos pesados, com leveza e sem gemido…
Domina, mas sem insolência… É humilde, mas sem servilismo…
Fala às grandes distâncias, mas sem gritar…
Ama, sem se oferecer…
Faz bem a todos, antes que se perceba…
.

.
Rasga caminhos novos sem esmagar ninguém…
Abre largos espaços, sem arrombar portas…
Entra no coração humano, sem se saber como…
Tudo isto faz o grande homem, porque é como o sol, esse astro assaz poderoso para sustentar um sistema planetário, e assaz delicado para beijar uma pétala de flor….”
.
Exertos.
Em “De Alma Para Alma”, Huberto Rohden. Editora Martin Claret.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  TRF-1 derruba afastamento de diretores da ANEEL e da ONS

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome