Gripen E: Novo caça brasileiro faz seu primeiro voo na Suécia; assista

Na Força Aérea Brasileira, a aeronave será designada F-39 e terá a matrícula FAB 4100

O GGN prepara uma série de vídeos sobre a interferência dos EUA na Lava Jato e a indústria do compliance. Quer se aliar a nós? Acesse: www.catarse.me/LavaJatoLadoB

A Saab completou hoje [26/8/2019] um bem-sucedido primeiro voo com o primeiro caça Gripen E Brasileiro. Às 14h41 (horário de Linköping; 9h41, horário de Brasília), em 26 de agosto, o Gripen E, designado 39-6001, decolou em seu voo inaugural, conduzido pelo piloto de testes da Saab, Richard Ljungberg. A aeronave operou a partir do aeródromo da Saab em Linköping, na Suécia.

A duração do voo foi de 65 minutos e incluiu testes de manobrabilidade e qualidade de voo em diferentes altitudes e velocidades. O principal objetivo foi verificar que o comportamento da aeronave estava de acordo com as expectativas.

“Este marco é um legado para a grande parceria entre a Suécia e o Brasil. Menos de cinco anos após a assinatura do contrato [de 2015, custando 39,3 bilhões de coroas suecas, ou R$ 16,8 bilhões], o primeiro Gripen Brasileiro alçou seu primeiro voo”, disse Håkan Buskhe, Presidente e CEO da Saab.

Este é o primeiro Gripen brasileiro produzido e será utilizado como aeronave de testes no programa de ensaios em voo. A principal diferença em comparação com as aeronaves de teste anteriores é que o 39-6001 dispõe de um cockpit com layout totalmente novo, com a tela panorâmica, chamada Wide Area Display (WAD), dois pequenos Head Down Displays (sHDD) e um novo Head Up Display (HUD). Outra relevante diferença é um moderno sistema de comando de voo (do inglês flight control system – FCS) com atualizadas leis de controle para o Gripen E. Ele também inclui pequenas modificações no hardware e no software.

Leia também:  Sem arte, não viveremos! Por Dora Incontri

“Como piloto, foi uma grande honra voar o primeiro Gripen E Brasileiro, pois eu sei o quanto isso representa para a Força Aérea Brasileira e todos da Saab e de nossos parceiros brasileiros. O voo foi tranquilo e a aeronave se comportou exatamente como ensaiamos nas bancadas de testes e nos simuladores. Esta também foi a primeira vez que voamos com o Wide Area Display no cockpit e estou feliz em dizer que minhas expectativas foram atendidas”, disse o piloto de testes da Saab, Richard Ljungberg.

A aeronave 39-6001 irá se juntar ao programa de testes conjunto para futura expansão de envelope, assim como ensaio dos sistemas táticos e sensores.

Na Força Aérea Brasileira, a aeronave será designada F-39 e terá a matrícula FAB 4100.

Leia mais na revista Fapesp.

Com informações da Saab.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. Lembras de um país republicano e que caminhava para uma das maiores potências do mundo mas que foi detonado por uma elite que é a mais atrasada, ignorante e concentradora do mundo

  2. O governo Lula foi o que mais investiu nas Forças Armadas. Desconheço outro governo que tenha privilegiado tanto esta área: Aviões, estaleiros, submarinos, verbas etc.
    Infelizmente parece que essa onda anticomunista afetou o cérebro das autoridades militares e os fizeram compactuar com o Golpe de 2016.
    O mesmo ocorreu com a Polícia Federal e com o Ministério Público, que antes de Lula eram instituições insignificantes, sem recursos.
    Se tivessem se levantado contra o Golpe de 2016, o país hoje não estaria nesse estado de calamidade e obscurantismo. Nas mãos de um débil mental que, além de colocar o país em risco, ainda bate continência para a bandeira dos EUA.
    Ninguém melhor do que os generais sabiam que este país nunca foi comunista, tampouco socialista.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome