Guerra na Síria – Sobre o futuro de Idlib

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, avisou a Rússia que um acordo em Astana seria comprometido se a zona de desescalada em Idlib fosse afetada. Turquia, Rússia e Irã implantaram 12 pontos de observação ao longo da zona de desescalada em Idlib rural para evitar ataques terrestres por jihadistas.
No entanto, fontes próximas ao presidente sírio, afirmou que “Bashar al-Assad não vai respeitar qualquer acordo com a Turquia ou os Estados Unidos, que permitiria que os dois países ocupem o território da Síria, apesar da Rússia ter assinado um acordo.”
 
https://www.youtube.com/watch?v=Ed2GMBjFBwM&t=1s align:left

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  A OEA, a agressão à Venezuela e os riscos para o Brasil, por Roberto Bitencourt da Silva

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome