Heleno testa positivo para COVID-19; são 16 os infectados na comitiva de Bolsonaro

Com 76 anos, ou seja, dentro do grupo de risco da doença, ele está em quarentena e não apresenta sintomas

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN – O general Augusto Heleno informou na manhã desta quarta (18) que seu teste para coronavírus deu positivo. Com 76 anos, ou seja, dentro do grupo de risco da doença, ele está em quarentena e não apresenta sintomas. O general aguarda a contraprova

“Informo que o resultado do meu segundo exame, realizado no HFA, acusou positivo. Aguardo a contraprova da FioCruz. Estou sem febre e não apresento qualquer dos sintomas relacionados ao COVID-19. Estou isolado, em casa, e não atenderei telefonemas”, escreveu no Twitter.

Com o teste de Heleno, sobe para 16 o número de pessoas que estiveram na comitiva de Jair Bolsonaro aos Estados Unidos e que agora estão infectadas pela COVID-19.

Jair Bolsonaro informou na noite de terça (17) que seu terceiro teste para coronavírus deu negativo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Testes em massa, UTIs vazias: a Alemanha pontua cedo contra vírus

12 comentários

  1. E é igual carteira de mototista? O bozo fará exame ate passar? Quem assina os resultados negativos e não mostrados?

    • Gen Heleno, o Ustra Brilhante tá te chamando. Atende o chamado do amigo, ele está com muita saudade tua e do capitão.

  2. Força Covid-19, digo, Heleno.

    Um virus a menos.

    Tô de brinca. Seja como for, eram esses que queriam matar 30 mil esquerdistas.

  3. O gen Heleno deve ser o heleno de Tróia, nem pra desencarnar serve. Pensei que a droga estava restrita naquele fatídico vôo com os 39 kg, mas estava toda na viagem aos EUA.

  4. Nassif: agora sim, tô preocupado. O CoronaFarda é mil vezes mais letal que o CoronaVirus. O Pais padece desse ‘pandemia” desde XV de novembro de 1889. Às vezes vem intensa, noutras, pequenina. Mas sempre presente. Porém agora, que tomou todo “corpo”, o risco fica infinito.

  5. Dezesseis pessoas da comitiva do Bolsonaro infectados? E ele não?

    Para mim, o Bozo testou positivo faz tempo. Ele é assintomático, porém (ou seja, não desenvolveu os sintomas, ou os sintomas mais graves, da Covid19). Então continua a bancar o machão (coisa que já demonstrou fartamente não ser) e a dizer que estaria havendo uma histeria da imprensa inimiga e de todos os seus inimigos imaginários.

    Bozo aposta no improvável: que os efeitos do coronavírus no Brasil sejam pequenos. Se isso acontecer, será a consagração de sua estultice. E o início do Primeiro Relich (mistura de Reich com relincho).

    Com Moro, a ratazana, (a segunda vírgula pode ser suprimida sem prejuízo do sentido da frase) edita uma portaria, a da internação e quarentena compulsória, apenas para tentar tapar o sol com a peneira, pois o fato é que o governo federal foi omisso. Se não tivesse se omitido, bastava aplicar o art. 268 do Código Penal (“Infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa: Pena – detenção, de um mês a um ano, e multa”).

    Aliás, alguns, como o Reinaldo Azevedo, dizem que Bolsonaro infringiu o citado art. 268 do Código Penal. Errado. Não houve determinação alguma do poder público, apenas omissão, descaso, prevaricação, desídia, prevaricação, prevaricação…

    Retomo o início de meu comentário. Para mim, Bozo infringiu foi o artigo 267: “Causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênicos: Pena – reclusão, de cinco a quinze anos. § 1º – Se do fato resulta morte, a pena é aplicada em dobro. § 2º – No caso de culpa, a pena é de detenção, de um a dois anos, ou, se resulta morte, de dois a quatro anos.”

    Bolsonaro é caso de interdição, internamento e impeachment. Cumulativamente.

  6. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome