Home Editoria Imóvel de Flávio Bolsonaro no RJ foi enquadrado na ‘lei do puxadinho’

Imóvel de Flávio Bolsonaro no RJ foi enquadrado na ‘lei do puxadinho’

Imóvel de Flávio Bolsonaro no RJ foi enquadrado na ‘lei do puxadinho’
Flávio Bolsonaro, senador. Foto: Reprodução

Jornal GGN – O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) veio à público afirmar que o valor de entrada para a compra de sua mansão em Brasília veio da venda de um apartamento no Rio de Janeiro – contudo, esse apartamento é alvo de disputa com a Prefeitura por conta da chamada “lei do puxadinho”.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, a Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro exigiu a cobrança de R$ 90 mil em 2016 para que fosse regularizado o fechamento da varanda do apartamento do senador. Flávio Bolsonaro recorreu, e o processo está em andamento na Justiça para reverter tal decisão.

Além disso, as condições sobre a venda do imóvel não estão públicas uma vez que a transação ainda não foi informada ao Registro de Imóveis – o comprador é responsável por tal informação, e não existe prazo para que o registro seja feito.

A escritura pública da compra da mansão em Brasília, no valor de R$ 6 milhões, revela que a parcela inicial do financiamento representa mais da metade da renda declarada por Flávio e a esposa.

Vale lembrar que Flávio Bolsonaro é acusado de liderar um esquema de “rachadinha” durante seu mandato como deputado estadual na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), envolvendo 12 funcionários fantasmas entre 2007 e 2018. O senador também foi denunciado pela Promotoria do Rio de Janeiro em novembro de 2020 pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Ele nega as acusações.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Sair da versão mobile