Imperdível – Laerte no Roda Viva

E aí, Nassif e pessoal todo, em pleno Carnaval, quando muitos se vestem de mulheres, a oportunidade para conhecer um pouco mais da radical decisão do grande Laerte, que transcende a “folia momesca”.

Imperdível, mesmo que gravado.

Abraços, Gustavo Cherubine.

http://sergyovitro.blogspot.com/2012/02/laerte-vai-ao-roda-viva-para-debater.html

Laerte vai ao ‘Roda Viva’ para debater transgeneralidade

 

Na sabatina, o cartunista também mencionou o projeto de fazer uma nova revista em quadrinhos com Angeli

Programa, gravado na terça passada, vai ao ar hoje na TV Cultura, com Caco Galhardo e Anna Verônica Mautner
 
RODRIGO LEVINO
EDITOR-ASSISTENTE DA “ILUSTRADA”

O cartunista da Folha Laerte é o entrevistado do “Roda Viva” que vai ao ar hoje, às 22h, pela TV Cultura.
O programa foi gravado na última terça-feira em São Paulo.
“Há uma conexão possível -involuntária e bem-humorada- entre a minha participação e a segunda-feira de Carnaval, época em que a transgeneralidade é aceita mais abertamente”, disse ele, que se veste como mulher há três anos.

Laerte foi sabatinado pela escritora Milly Lacombe, pelo professor Paulo Ramos, pela psicanalista Anna Verônica Mautner e pelos cartunistas Caco Galhardo e Angeli, que também publicam tirinhas na “Ilustrada”.

Boa parte da conversa orbitou em torno do incidente recente em que o cartunista Laerte foi censurado, pela cliente de uma pizzaria em São Paulo, por ter usado o banheiro feminino.

O assunto tomou ares de polêmica depois que ele o abordou nas redes sociais e buscou esclarecimentos junto à Secretaria de Justiça do Estado.

“Não tenho interesse em processar o estabelecimento. A mim me interessa mais o debate sobre preconceito; com argumentos, sem agressividade”, esclarece.

Leia também:  Giro GGN: As notícias do Brasil e do Mundo

PÂNICO
Segundo ele, “há um pânico trabalhado pela direita no Brasil” em torno das questões de sexualidade.
“Um medo infundado e infantil de uma ‘revolução gay’ que estaria em curso e vai colocar os heterossexuais em guetos. Isso é ridículo”, opina ele, que continua usando banheiros masculinos e femininos. “Aleatoriamente”, diz.

O modo incansável como tem se disposto ao debate, de acordo com ele, se deve ao processo lento e doloroso que o levou a assumir uma nova identidade.

“Ninguém foi mais duro comigo do que eu mesmo até me tornar assim”, contou ele, que, em uma história publicada em 1989 na revista “Los 3 Amigos”, parceria dele com Angeli e Glauco (1957-2010), aparecia como “Laertón”.

E justificava: “Sou transformista!”.

“Laertón era um alter ego. A questão da transgeneralidade já existia potencialmente em mim nessa época, digamos assim.”
 
NOVO PROJETO
Outro assunto mencionado no programa de entrevistas foi o projeto de uma nova revista de quadrinhos, em parceria com Angeli.
“Desde o fim da revista ‘Chiclete com Banana’, acalentamos o sonho de uma publicação que reúna quadrinistas brasileiros e estrangeiros, reportagens gráficas e também sobre a história dos quadrinhos. Mas ainda é um projeto”, contou.

 
NA TV

Roda Viva
Entrevista com o cartunista Laerte Coutinho
QUANDO hoje, às 22h, na TV Cultura
CLASSIFICAÇÃO não informada

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome