Investigado, Flávio Bolsonaro vira sócio de empresa no RJ

Senador se apresentou como representante de fábrica baiana para instalar uma unidade no Rio de Janeiro; contato não foi adiante

Foto: Reprodução

Jornal GGN – O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) tornou-se sócio de uma empresa que buscava instalar uma indústria de sabão em pó no Rio de Janeiro.

A revelação foi feita em meio às investigações envolvendo o filho do presidente Jair Bolsonaro sobre lavagem de dinheiro e peculato em seu antigo gabinete na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro).

De acordo com informações do jornal Folha de São Paulo, o senador não se apresenta como sócio-investidor da empresa Kryafs Participações: no contrato social da empresa, o filho do presidente declara ser representante comercial da fábrica baiana Espumil, onde estimou receber R$ 500 mil.

Contudo, o projeto não foi adiante: o sócio-diretor da Espumil, João Paulo Dantas, diz ter sido pressionado para incluir o nome de Flávio Bolsonaro e interrompeu as tratativas com a Kryafs após sua criação.

A empresa de Flávio Bolsonaro conta com outros cinco sócios, e foi aberta em junho de 2019. Na ocasião, a Justiça havia quebrado o sigilo bancário e fiscal do filho do presidente e de outras 102 pessoas e empresas durante investigação sobre a “rachadinha” no antigo gabinete do hoje senador na Alerj.

 

Leia Também
Leia os pedidos de impeachment contra Jair Bolsonaro
A denúncia de Paulo Marinho e a anulação das eleições, por Wilton Cardoso
Bolsonaro já acumula 39 pedidos de impeachment
A vida pregressa de Moro: GGN investiga a trajetória do ex-juiz com ajuda de leitores

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Flávio Bolsonaro usou R$ 86,7 mil em dinheiro vivo para compra de salas comerciais

2 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome