Lewandowski determina que entrevista de Lula seja exclusiva à Mônica Bergamo e Florestan

Superintendência da Polícia Federal no Paraná convidou outros jornalistas, "pré-selecionados" pelos policiais, para participar da entrevista. Eles poderiam fazer perguntas a Lula desde que o ex-presidente concordasse

Jornal GGN – Respondendo a uma reclamação feita pela defesa de Lula nesta quinta (25), o ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski determinou que a entrevista que será concedida na manhã de sexta aos jornalistas Florestan Fernandes Jr. (El Pais) e Monica Bergamo (Folha) seja exclusiva para os dois veículos.

Hoje, a Superintendência da Polícia Federal no Paraná convidou outros jornalistas, “pré-selecionados” pelos policiais, para participar da entrevista. Eles poderiam fazer perguntas a Lula desde que o ex-presidente concordasse.

A questão é que Bergamo e Florestan buscaram autorização na Justiça e aguardaram 8 meses até que o Supremo, enfim, atendesse ao pedido. Além disso, Lula não é obrigado a falar com jornalistas enquanto estiver em Curitiba. A defesa precisa ser questionado, dentro dos trâmites judiciais.

Na decisão, Lewandowski afirmou que tomou conhecimento da iniciativa da PF, mas estabeleceu que a entrevista deverá ter a presença restrita de profissionais da equipe do El Pais e Folha.

Decisão Lewandowski

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Lava Jato "não pode se financiar à margem da legalidade", diz Moraes

14 comentários

  1. Simples assim.
    Mas agora precisa o STF questionar oficialmente a PF qual interesse em incluir parceiros jornalistas alheios ao processo movido pelos jornalistas Florestan Fernandes Jr. (El Pais) e Monica Bergamo (Folha) e que resultou na decisão do supremo.

  2. O ex-presidente José Inácio Lula da Silva poderá falar com exclusividade aos repórteres, conforme autorização judicial, JÁ o LUIS INÁCIO LULA DA SILVA deverá, por ordem da Superintendência da Polícia Federal, falar com quem a polícia ordenar ou autorizar.
    Erro material proposital no nome do presidente, que poderá levar dias para ser consertado?
    Acho LINDINHO a polícia federal e a lesbos INTERPRETAREM as ordens do STF, mesmo aquelas óbvias e com diretriz específica.
    Essa é mais uma prova do DESPRETÍGIO que goza a Suprema Corte e de que CONTRA LULA, qualquer autoridade é suprema.

  3. Nassif: tô começando a ficar assustado. Quem esse ministro pensa que é? O fato de pertencer ao Çupremu não lhe concede o direito de passar por cima de uma ordem dada (expressamente) por EliotNessTupiniquim, depois de consultar o Príncipe de Paris (que é dono dos sabujos). Os VerdeSauvas, inclusive, já mandaram recado, via seus conspiradores da Querência de CruzAlta, que se não gostarem da bagaça vão mandar aqueles pilotos que antes deram razante sobre a Corte, desta vez bombardearem com napalm, dos F35 cedidos pela IV Armada, estacionada na boquinha do présal.

    Os pacificadores tão falando que é melhor aqueles juristas enfiarem o rabo entre as pernas com suas tendência jurisprudenciais (como fez o Çupreminho) e ficarem na sua, pianinhos. Senão, os daFarda soltam os quase cinco mil fakenews que estão armazenados nas casernas. Dizem que tem até papo de alcova em Motel. Os espias do Mossad sabem como fazer este tipo de serviço. Como diz na Bíblia, “quem tem ouvido, ouça”.

    • Leia com atenção o despacho do ministro.
      Essa autorização é para o JOSÉ INÁCIO LULA DA SILVA dar entrevistas aos repórteres solicitantes.
      A Polícia Federal pode, solenemente, ignorar todo o teor da ordem judicial.

  4. Mas o moro mooooooooooorre de inveja do Lula mesmo. Pra tentar ofuscar esta lenda viva da história nacional,ele faz qualquer coisa. Até criar tumulto, mandando os seu pelegos da imprensa fascista pra afrontar o Lula. A inveja é um …. mesmo.

  5. Tal entrevero é mais uma confirmação de que prepostos do Estado agem por ânimo político-partidário, o que se constitui num grave desvio de finalidade. Com o agravante de acintosamente procurarem “peitar” autoridades seja a que preço for quando se trata do ex-presidente Lula.

  6. Luciano Flores jamais peitaria o STF sozinho, “por conta própria”. A decisão esdrúxula e canalha de querer impingir a Lula jornalistas que lhe seriam agressivos não partiu do delegado e sim de Sérgio Moro.
    É um caso cada vez mais cristalino de doença psíquica grave, envolvendo ódio, provavelmente uma admiração esquizofrênica que o atinge como um punhal incandescente e faz de Lula, em sua mente e coração, uma obsessão macabra…..
    Só pessoas cegas e fanáticas podem vê-lo como “herói” ou “um homem de bem”….
    As falas, ações e o comportamento de Moro já ultrapassaram o que é injusto, perverso, indigno….. Tornam-se a cada dia, doentias!
    .

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome