Líder da Lava-Jato na Suíça é alvo de impeachment

Procurador-geral do país, Michael Lauber é processado por violações que teriam sido cometidas em investigação contra a Fifa

Michael Lauber, procurador-geral da Suíça, é alvo de processo de impeachment. Foto: Reprodução/Swiss Info

Jornal GGN – O procurador-geral da Suíça, Michael Lauber, é alvo de processo de impeachment por parte do governo do país, por conta das violações que ele teria cometido durante as investigações contra a Fifa.

Em sua coluna no portal UOL, o jornalista Jamil Chade explica que Lauber, responsável por liderar as investigações relacionadas à Operação Lava-Jato no país, é o primeiro procurador-geral do país a passar por tal processo na história.

A comissão judicial do Parlamento suíço afirmou que existem evidências suficientes para suspeitar que Lauber violou suas obrigações, e o processo de impeachment foi iniciado por 13 votos contra quatro.

Embora existisse uma possibilidade de que o comitê emitisse um voto para a saída imediata de Lauber do cargo, o que exigiria uma votação pelo Parlamento, ficou decidido que uma investigação seria iniciada.

A denúncia é de que Lamber se encontrou secretamente com o presidente da Fifa, Gianni Infantino, e tais reuniões – realizadas durante a investigação contra a Fifa – jamais foram registradas. Além de não registrar tais reuniões, o inquérito mostra que o suíço violou o código de conduta e chegou a tentar obstruir um processo contra ele.

Desde 2014, Lauber lidera os trabalhos de coletas de documentos que permitiram a condenação de agentes públicos e empresários envolvidos na Operação Lava-Jato. Diante de seu envolvimento com o caso da Fifa, advogados de defesa de envolvidos já começaram a questionar seu posicionamento.

 

Leia Também
Trump ameaça cortar todas as relações com a China
Organização Trump pede ajuda ao Reino Unido; democratas pedem detalhes
Hungria, Sérvia e Montenegro “não são mais democracias”, diz relatório
EUA e União Europeia: soberania econômica e inovação na saúde em tempos de coronavírus
GGN prepara dossiê sobre trajetória de Sergio Moro. Saiba como apoiar

 

2 comentários

  1. Nassif: interessante notícia. Mas, “e dai?” Lá é uma Democracia. Quem manda por aqui? Ou você acha que a bala perdeu a razão? Ademais, todos os atos do GogoboysAvivados e do TogaSuja tiveram pleno aval do dono do Quintal onde moramos. Os VerdeSauvas (vassalos atentos) e seus asseclas só tinham que assinar em baixo. Tá bom ou quer mais?…

  2. Pois é. E o pessoal da Lava Jato daqui, já há alguma denúncia contra eles, ou ações em andamento para algum castigo merecido? Parece que Dallagnol, por exemplo, apenas estaria sumido das midias.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome