Revista GGN

Assine

Lula diz na cara de Moro que ele não foi um "juiz imparcial" no caso triplex

Ex-presidente também disse, diante dos procuradores de Curitiba, que eles são vítimas do aprisionamento da grande mídia e são obrigados a fazer qualquer negócio para conseguir sua condenação

Jornal GGN - O ex-presidente Lula disse, na cara do juiz Sergio Moro, que o julgamento do caso triplex não foi imparcial. A manifestação ocorreu na tarde desta quarta (13), durante o segundo depoimento do petista na Justiça Federal em Curitiba, agora por causa de um processo que envolve suposto pagamento de propina da Odebrecht.

Após cerca de 2 horas de interrogatório, Lula disse a Moro que queria terminar a audiência com a seguinte pergunta: "Eu posso olhar na cara dos meus filhos e dizer que vim a Curitiba prestar depoimento a um juiz imparcial?"

Moro respondeu: "Primeiro que não cabe ao senhor fazer esse tipo de pergunta a mim, mas de todo modo, sim." Foi quando Lula aproveitou a deixa e reclamou da sentença do caso triplex: "Porque não foi o procedimento na outra ação, doutor."

O juiz de Curitiba, então, sai pela tangente: "Eu não vou discutir aqui aquela outra ação com o senhor, senhor ex-presidente. A minha convicção foi que o senhor é culpado. Não vou discutir aquele processo aqui. O senhor está discutindo lá no Tribunal [Regional Federal da 4ª Região]. O senhor apresente suas razões ao Tribunal. Se a gente for discutir aqui, não vai ser bom para o senhor."

Lula só tem tempo de dizer que precisa discutir o tema, sim, porque é o que dá esperança de que a "Justiça será feita nesse País". Moro, então, manda interromper a gravação.

 

VERBO SOLTO

A crítica à sentença do triplex foi só a cereja do bolo do segundo depoimento de Lula a Moro. Minutos antes, quando começou as considerações finais, o ex-presidente disse, na frente da força-tarefa de Curitiba, que os procuradores foram "aprisionados" pela imprensa e conduzidos a um estágio da operação em que fazer qualquer negócio para condená-lo. 

"O objetivo é encontrar alguma coisa para me criminalizar. (...) Mas eu quero dizer ao Ministério Público que vou enfrentar todas as ações com respeito, mas protestando e dizendo que são ilegítimas, que não procedem. Que quase todas as denúncias foram por motivo da imprensa aprisionar vocês. Vocês estão refém de uma coisa grave para o Poder Judiciário."

Uma procuradora presente na audiência pediu para Moro cortar a fala de Lula, porque ele estava dizendo coisas "incabíveis".

TACLA DURAN

Lula também citou as acusações de Rodrigo Tacla Duran à Lava Jato de Curitiba. Réu e foragido na Espanha, Duran acusou Carlos Zucolotto, amigo pessoal de Moro, de pedir propina para intermedir um acordo de delação com os procuradores nos bastidores. Ele mencionou o caso rapidamente, dando um "conselho" a Moro, após dizer-se vítima de uma campanha para denegrir sua imagem.

"Aliás, um conselho, o senhor usa a palavra 'denegrir' com relação as acusações de um advogado da Espanha que o senhor não gostou. Politicamente, não é correto falar 'denegrir', porque o movimento negro não gosta." Moro, imediatamente, disse que só caberia a Lula falar sobre o processo ao qual está respondendo por propina da Odebrecht.

 

Média: 4.7 (13 votos)
15 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Hugh Williams
Hugh Williams

Chega

Se o juiz é imparcial já deveriam ter alegado há muito tempo a imparcialidade, só não conseguiram provar.

Que a justiça seja feita para colocar todos os políticos e empresários corruptos na cadeia. Chega de defender politico corrupto. Não deve haver paixão na corrupção. O Brasil se tornou uma nação bipolar. Ou ama a esquerda e acha que as coisas são frutos da mídia sem encarar os fatos como eles são, ou ama a direita e defende de unhas e dentes sem, também, analisar factual, e friamente os acontecimentos que nos cercam nesse momento.

Que o Poder Judiciário possa cumprir bem seu papel e torcemos para que a impunidade reduza significativamente nessa pátria amada de povo sofrido e trabalhador.

 

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Provas da imparcialidade do Moro não vem ao causo

Não há maior prova de imparcialidade do que a sentença do Moro condenando Lula por causa de um triplex. É uma sentença não lastreada em provas, mas apenas nas palavras de criminosos confessos e condenados.

Se o Moro quisesse colocar todos os políticos corruptos na cadeia, ele não teria indeferido mais da metade das perguntas do Eduardo Cunha ao Michel Temer. Se o Moro lutasse contra a corrupção, ele não posaria todo euforicuzinho ao lado do Aécio Neve$.

Parece que esse Hugh Williams come bosta e arrota faisão.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

Tacla denigre a imagem do Moro ao acusar Zucolotto

Já o Zucolotto branqueou a grana da esposa do Moro.

Há algo de podre no Reino da Dinamarca

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rui Ribeiro
Rui Ribeiro

O rato $érgio Moro usa dois pesos e duas medidas

O Panaca $érgio Moro disse a Lula que este só deveria falar sobre o processo ao qual estava respondendo por suposta propina da Odebrecht. Ocorre que no depoimento do Triplex $érgio Moro fez perguntas a Lula sobre o mensalón, processo ao qual Lula não respondeu.

Ou seja, Moro pode fazer perguntas ao Lulas estranhas ao processo ao qual o Lula responde mas o Lula não pode falar sobre processo ao qual não está respondendo. Quando é para defender o Zucolotto o Moro diz que quem o acusa é criminoso e sua palavra não tem credibilidade. Quando é prá condenar o Lula, ele se baseia nas palavras de um criminoso condenado.

Kct. Porque esse rato não usa um único peso e uma única medida?

Vou pedir uma ogiva nuclear ao Kim Jong e usá-la como supusitório no rabo desse rato.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Lula em Curitiba: mesmo jogando em casa, Moro fica na retranca

Lula em Curitiba: mesmo jogando em casa, intimidado, Moro fica na retranca

Por Romulus

- Moro buscou, com a postura defensiva, evitar (novos) gols (humilhantes) de Lula - no campo do adversário.

 

- Lula nos ouviu?

- Parecia que sim:
“Pintou-se para a guerra”...
Deixou guardado no armário o “Lulinha paz e amor”...
O "ex-Chefe de Estado"... olímpico... au-dessus de la mêlée... de "boa vontade"... que “confiava e cooperava com a Justiça”...
Na... "busca pela verdade dos fatos" (!)

- "É guerra!"

- Ao final, ficamos com um zero a zero.

- "Zero a zero" tenso, contudo: um time claramente na retranca e outro mostrando os dentes.

*

O novo embate entre Lula e Moro foi diferente do primeiro. Isso porque ambos mudaram os respectivos “esquemas táticos”.

Lula aposentou o “futebol-arte”, dos “contra-ataques” espirituosos, com sorriso de canto de boca, baseados no (seu incontestável) “talento individual”.

Chegou de cenho cerrado, colocações firmes, por vezes indignadas (beirando a exaltação), e assim se manteve até o final.

 

LEIA MAIS »

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Cangaço

- O sr. é um juiz imparcial?
- Si-sim...
- Então, CADÊ A PORRA DAS PROVAS?

Juiz que condena sem provas ou pq a literatura permite é um vagabundo que faltou às aulas ou é um jagunço a soldo de que paga mais.

Coisa boa é que não é.

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Você que inventou esse estado
E inventou de inventar toda a escuridão
Você que inventou o pecado
Esqueceu-se de inventar o perdão

Contratem

aqueles especialistas em analise de voz.

 

Estes determinaram com facilidade quem mente e quem fala a verdade

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de MThereza
MThereza

depois dessa segunda surra, o

depois dessa segunda surra, o juizeco vai achar alguém pra dizer que Lula recebeu propina na construção das pirâmides. Moro tem que entregar a encomenda e se esforça pra isso, como bom estafeta. Ele mesmo disse que tem convicção que Lula é culpado. Além disso, não tem mais nada. 

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Lili Rebua
Lili Rebua

A sorte do Lula

A sorte do Lula é que ele é uma pessoa de  71 anos de idade ser muito resiliente a tudo isto..

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Cris Kelvin
Cris Kelvin

Caso psiquiátrico

Não é preciso nenhum Freud para explicar. Os procuradores e o juiz  Sérgio Moro, com suas obsessivas perseguições denotam  o quanto estão fora da casinha. E por razões óbvias.  A despeito de todas as faltas de provas, de toda incompetência nas investigações,  de ttoda histeria e powe-rpoints, projetam fantasmas onde eles não existem. Coisa de louco. E como loucos, devem ser tratados como tal quando querem  impor alucinações afim de justificar o julgamento político  e seletivo. Obsessão. Os psiquiatras sabem, requer  tratamento, remédios fortes e internação. Já se sabe  ao  caos  e delírio que levaram - no altar da mídia - a promoção coletiva de seus transes. Fichinha se comparados às pestes  e sacrifícios de bodes expiatórios que acometiam as comunidades primitivas, fartamente esmiuçadas  em Tótem e Tabu.  Mas como, atualmente,  tratar esses doentes, evitar o retorno do reprimido, se não tomarem consciência  de suas projeções, das transferências de traumas e recalques, de alienados e   tucanos,  reprodutores da ideologia dominate  ante os sucessos do governo Lula, Dilma e PT,? Fanáticos,  devem ser tratados de acordo com a lei  afim de que a saúde da sociedade e democracia brasileiras possam ser protegidas. Todo cuidado é pouco. Psicóticos não aceitam o princípio de realidade, mas a  fantasia da  exceção.  Nesta direção, como não  ver Moro, Dallagnol, Gilmar, Janot  senão numa camisa de força, repetindo, olhos vidrados, numa verborragia infinita  “Lula, Lula, Lula, Lula, Lula...”?

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Somebody
Somebody

Lula têm realmente muita,

Lula têm realmente muita, muita paciência. Porque se eu estivesse no lugar dele o "juíz" Moro já seria comida de peixe faz muito, muito tempo.

Seu voto: Nenhum (13 votos)
imagem de thewhuela
thewhuela

Outro alguém a Somebody

Olá amigo, eu sei que suas palavra são apenas um desabafo.

Nós defendemos a justiça, mesmo com juízes e procuradores partidários e parciais.

De outra forma seríamos iguais a eles.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Somebody
Somebody

Eu questiono que sentido

Eu questiono que sentido poderia ter você defender algo que vocês brasileiros não têm e que certamente nunca tiveram.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Edivaldo Dias Oliveira
Edivaldo Dias Oliveira

Dito e feito!

Eu escrevi que o miliciano de Curitiba ia levar mais uma surra. Dito e feito!

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de carlos Taurus
carlos Taurus

Tenho que agradecer

Apesar de sentir um certo mal estar, sou obrigado a agradecer ao juiz sergio moro e ao ministério público por terem feito essa devassa no Lula, afinal agora poderei votar novamente no Lula em 2018, com a certeza de que Lula é inocente, pois até agora não encontraram nada que o incrimine. #Lula2018

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

("amigo pessoal DE MORO", nao

("amigo pessoal DE MORO", nao "de Lula"!)

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.