LULA LIVRE. Como tirar Lula da prisão

Adianta abaixo assinado? Óbvio que não!

Como Libertar Lula, então?

Fácil: Escolhe-se tres datas. Uma para daqui no máximo 2 semanas. Todo dirigente petista, Prefeito, vereador, deputado, ex ministro, Movimentos Populares de esquerda que realmente quer Lula livre firma o compromisso de comparecer em um comício em Curitiba neste dia. Adesões amplamente divulgadas com antecedência nas mídias. Dirigente tem dinheiro e recursos para isto. Caixa único para receber doações para financiar transporte de militante. É para todo indivíduo brasileiro ou estrangeiro que acha que deve isso ao Lula comparecer. Se cada um deles estivesse preso sem provas, preso político, tendo uma vida dedicada ao povo, se julgaria no direito de receber esse carinho da  sua gente.

SEM EXCEÇÕES. Não pode haver exceção de quem é simpático à causa e milita na política. Gleisi vai. Lindemberg também. E Gil e Chico. O PCO vai. E o MST. E o Flavio Dino. E cada político eleito pelo PT. O PT é Lula. Se estes fizerem a sua parte o povo não faltará, garanto.

Confirmados os nomes dos políticos, artistas, intelectuais o fato terá o poder de mover aquele militante que conta as moedas e não quer e não pode, de novo, fazer um esforço desmedido para ir a uma pequena manifestação. Sabendo que o PT estará em peso, e sua presença é indispensável, ele vai.

É a onda LULA LIVRE.

Nas 2 semanas seguintes repete-se a mesma coisa, pacífica, ampliada e melhorada. Cheio de militantes fazendo a segurança e filmando tudo.

Leia também:  Líder sindical da Espanha diz que pedirá Nobel da Paz a Lula

O resto é mimimi e xororô, com o velhinho preso político abandonado pelo seu povo.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

4 comentários

  1. Para tirar Lula da prisão
     

    É imprescindível, antes de tudo, convence-lo a querer sair.

    A sua profunda confiança na justiça brasileira é que o tem mantido no cárcere.

    Ele se entregou mesmo convicto de sua inocência.

    Assim fica difícil, né, Emerson?

     

      • Não, Emerson
         

        Não concordo.

        Não se pode desmoralizar o que já não tem moral.

        O sistema perdeu a decência.

        Hoje o que move os interesses da justiça só o dinheiro sabe.

        O capital é que dá os rumos com discrição, em tempos de “normalidade democrática”

        ou escancaradamente, quando tem um interesse urgente a defender, como agora.

        O bolso pode até fechar o congresso mas se fechar os tribunais pode sofrer sanções severas da comunidade internacional, pois não haverá como aplicar a legislação sem um poder para conter seus abusos, nem que seja de fachada.

        É claro que com esse demente pode acontecer de tudo.

        Até mesmo ele fazer da bíblia a constituição e das igrejas os tribunais, que legislariam como os tribunais religiosos do islam.

        E quando não interessasse mais aos irmãos do norte, ele seria executado por “rebeldes” em praça pública enquanto o brasil era  invadido por um grupo de mercenários pagos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome