Lula recebe primeira dose da vacina do Butantan: “Era exatamente a que eu queria tomar”

"Eu poderia estar muito mais feliz se tivesse vacina para todo mundo", diz o ex-presidente

Jornal GGN – O ex-presidente Lula foi vacinado contra coronavírus na manhã deste sábado (13), em São Bernardo do Campo, São Paulo. Ao lado do ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha, Lula confirmou que recebeu a primeira dose da vacina do Butantan, desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac. “Era exatamente a que eu queria tomar”, disse Lula.

O petista gravou um vídeo dizendo que a sociedade brasileira tem a obrigação de defender negacionistas que propagam informações falsas sobre a vacina. Para Lula, não importa de que país o imunizante foi importado, mas sim sua “eficácia” contra a Covid-19.

“Eu poderia estar muito mais feliz se tivesse vacina para todo mundo. As pessoas que são obrigadas a sair para trabalhar, que não podem ficar em casa, têm que tomar a vacina. É obrigação do governo brasileiro”, disse Lula.

Lula elogiou a iniciativa de governadores que estão negociando a vacina diretamente com os laboratórios, já que o Ministério da Saúde sob Jair Bolsonaro caminha a passos lentos nesse quesito. Na setxa (12), o Consórcio Nordeste anunciou a compra de milhões de doses da Sputnik V. O ex-presidente também aprovou a possibilidade de empresas adquirirem doses do imunizante para vacinar seus trabalhadores, desde que doem uma quantia excedente ao SUS.

No vídeo, Lula também exalta a experiência em vacinação do SUS e diz que o Brasil, com institutos como o Butantan e a Fiocruz, não teria motivos para depender de outros países na vacinação: era para ter tido investimentos para o desenvolvimento de um imunizante nacional.

O ex-presidente disse que tomará a segunda doze no intervalo de 15 dias.

Assista ao vídeo clicando aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora