Lula tem que pedir asilo político. Preso, será censurado.

Lula tem que pedir asilo político. E de onde estiver continuar a resistir, resistir e a resistir. E falar, falar, falar e falar muito! Denunciar a safadeza, a hipocrisia e a maldade dessa quadrilha que tomou conta do poder. Preso ficará incomunicável. O poder da sua oratória é seu maior trunfo.
Aqui não há mais nada a fazer. Não adianta apelação nenhuma, em nenhuma instância. A justiça já mostrou de que lado está. Ela se tornou um campo minado para os progressistas.
Não devemos esquecer, o judiciário é um poder representativo da burguesia fétida. Esta classe odeia o povo, tem nojo de pobre, preto, prostituta e do PT. Vejam como são tratados os periféricos sociais. Morrem assassinados cerca de 60 mil pessoas por ano. 99 % são da camada desprivilegiada. Estamos num processo de genocídio faz tempo.
Se Lula se deixar ser preso ele será humilhado e esculachado em praça pública. Algemas nas mãos e nos pés. E, em vez de tornozeleira, uma pescoceira. E, como o Hannibal Lecter, do filme Silêncio dos Inocentes, ficará exposto com uma focinheira, pra evitar que ele fale. Aí então os velhacos gozarão de prazer, ejaculando no deserto estéril de suas vidas medíocres.
E como num castelo de cartas todas as outras figuras da esquerda cairão. Uma por uma. Dilma, José Dirceu, Jacques Wagner, Gleise, Lindbergh, Haddad… Até não restar mais ninguém. A “caça as bruxas” estará completa.
Depois voltarão suas armas para população desprotegida. Vingança total. E o genocídio será legalizado. E as organizações, coletivos, agremiações perseguidas. O século XIX nos aguarda. Lei do ventre livre na cabeça.
Mas, assim que Lula se asilar ou ser encarcerado, Dilma Rousseff terá que chamar para si a responsabilidade de reconduzir o país a normalidade. Será ela ou ela. Apoio tem. Combativa, corajosa, destemida ela é. Não estar sentada no palácio, em vista da atual conjuntura, não significa absolutamente nada. O poder lhe foi dado pelo povo, só ele pode retirar. O resto é balela. Sua postura será essencial nesse momento delicado que a nação passa. Então, já assumindo a pauta de lutas, convocar o povo a defender a democracia. Convocar o povo a defender seus direitos. Convocar o povo a combater os golpistas. Chamar um levante contra o estado de exceção instaurado no Brasil.
População na rua. Desobediência civil. Gritos, protestos e greves. O calçamento foi feito de sangue, suor e lágrimas.
A presidenta em algum momento será também condenada e presa. Agir imediatamente é primordial.
Se a burguesia fedorenta tem ódio secular dessa desprotegida, discriminada camada social, não será com discursos e belas palavras que este estado de coisa mudará. Se não for por bem, será por mal.

1 comentário

  1. Lula e Dilma
     

    Se o Lula for preso e submetido à execração pública, como você diz, tudo o que ele significou e todos com quem tratou terão o mesmo destino: a execração pública.

    Lula esperou mais de 40 anos para ser completamente odiado.

    Dilma o conseguiu em apenas 6 anos.

    Ninguém conseguiu atrair e ao tempo, suportar com tamanha bravura  a pressão do ódio injustificado de que Dilma foi vítima em tão curto prazo.

    Não há como reconstruir sua imagem em tão pouco tempo.

    Assim como o Collor, se ela continuar na política, vai ter que ter paciência e reconquistar o seu próprio eleitorado.

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome