Mais um texto do passado, num recordar é viver!

Abri no meu Blog pessoal, que se ninguém ler pelo menos eu o leio de novo, um texto que deve ter sido lido pelo Trump, que tenta aliar a primeira proposta com a proposta de Bush sobre o que fazer nos USA.

Mas de qualquer forma, eu estou me divertindo muito! Se alguém passar por aqui e quiser ver as reflexões de Maestri 2009 o texto original está aqui.

.

,

O futuro dirá, Bush é que tinha razão!

Publicado por Rogério Maestri em 19 janeiro 2009 às 17:32 em Internacional

.

O que restou da grande e brilhante economia norte-americana, a Harley Davidson! Tinham a maior as maiores indústrias de aço do mundo, hoje em dia não atingem 20% da produção chinesa. Tinham a indústria automobilística mais poderosa do mundo, agora GM, Ford e Chrysler, precisam subsídio estatal para sobreviver. A indústria de computadores era quase que unicamente americana, agora a IBM vendeu o setor de microcomputadores para os chineses (LeNovo). Eram os maiores produtores de petróleo do mundo, na década de setenta passaram a importadores e produzem não mais do que 50% do petróleo consumido. A produção de aviões comerciais era dominada por indústrias norte-americanas sendo hoje em dia a Airbus passou em faturamento pelo sexto ano consecutivo a última grande empresa americana de aviões, a Boeing. Tinham um sistema educacional de nível superior incomparável, hoje em dia a China forma cinco vezes mais engenheiros que os USA.

.

Faltava só o grande sistema financeiro americano!

.

Vamos atribuir a Bush a culpa de tudo isto, ou é resultado de uma política de mais de trinta anos de transferência de indústrias para outros países.

.

O que restou mesmo como primeiro do mundo foi às forças armadas americanas, será que Bush não tinha razão de começar uma política de pilhagem (não econômica, mas pilhagem propriamente dita) dos recursos naturais de outros países. Parece que o povo americano não entendeu a proposta.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora