Mantega: a Caixa Econômica Federal teve papel fundamental para o crescimento do País

http://www.fazenda.gov.br/audio/2010/julho/a140710c.asp

……….Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), que já contratou 542 mil unidades desde o seu lançamento em 2009. A meta e chegar em 1 milhão de contratações até o fim deste ano……..

Arquivo de  áudio.Download do arquivo de áudio com os comentários da presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Ramos Coelho e ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Ficha técnica do arquivo de áudio:
Duração
: 27m23s
Formato
: MP3
Tamanho:
3,3 Mb
Taxa de bits:
16 Kbps.
Acervo: Ministério da Fazenda.
Status
: Áudio sem revisão.

14/07/2010

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, elogiou a atuação da Caixa Econômica Federal em evento realizado pela instituição financeira na tarde desta quarta-feira (14).  No evento, a presidente, Maria Fernanda Ramos Coelho, fez um balanço das principais ações do banco, como crédito à pessoa física e jurídica, financiamentos habitacionais e inclusão bancária.

Segundo ela, o total de recursos movimentados pelo banco em 2009 chega a R$ 281 bilhões. Em 2003, a cifra não passava dos R$ 77,9 bilhões. Somente no crédito a pessoa física, o volume é de R$ 41,3 bilhões, 190% a mais que quando comparado a 2003, que apresentou R$ 14,2 bilhões. Na pessoa jurídica o crescimento também foi expressivo. Em 2009, foram R$ 46 bilhões e em 2003, R$ 5,7 bilhões, ou seja, aumento de 722%.

A presidente também destacou o volume de crédito concedido no País pelos financiamentos habitacionais. Em 2009, foram R$ 47 bilhões. Em 2008, R$ 23 bilhões e 2007, R$ 15 bilhões. Para ela, o aumento progressivo se deve principalmente ao Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), que já contratou 542 mil unidades desde o seu lançamento em 2009. A meta e chegar em 1 milhão de contratações até o fim deste ano.

O acesso ao crédito foi lembrado pela executiva como uma das principais ações do banco nos últimos anos. Segundo os dados apresentados, hoje já são 10 milhões de pessoas com uma conta bancária. “Todos os resultados alcançados estão com total interação e sinergia com o compromisso do governo, baseado na inclusão social, diminuição das desigualdades sociais, democratização de acesso ao crédito e promoção da cidadania”, disse.

Para o ministro, esses resultados são motivo de muita comemoração. Ele destacou o crescimento habitacional e o ótimo desempenho do Programa Minha Casa, Minha Vida. “Houve uma revolução na construção civil neste país. Esse setor ficou parado ao longo de 20 anos e a Caixa teve um papel fundamental”, lembrou.

O ministro lembrou ainda o papel do banco público no crescimento da economia, quando comparado aos resultados do setor privado. Segundo ele, o aumento do crédito do setor público foi de 58% desde a crise, iniciada em setembro de 2008, enquanto o setor privado teve participação de apenas 18%. “A ação eficaz dos bancos públicos fez com que o Brasil irrigasse a economia e saísse muito bem da crise”.

Para o futuro, o ministro lançou desafios. O primeiro é o MCMV 2, com objetivo de financiar 2 milhões de casas. O segundo é o PAC 2, que contará com mais recursos financeiros para infraestrutura. E por último, encontrar fontes para os financiamentos, visto que a poupança tem limites a serem captados.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome