Márcio Aith, o esquema Serra no governo Alckmin

Quando assumiu o governo do Estado, a primeira providência de Geraldo Alckmin foi acabar com o esquema José Serra no governo, um aparelhamento amplo que produziu desastres em várias áreas, como na USP, Instituto Butantã.
 
Mas levou o adversário para dentro do Palácio, com a manutenção de Márcio Aith na Subsecretaria de Comunicação. Lá, valendo-se do pouco conhecimento do grupo de Alckmin com as redes sociais, Aith deu início ao fortalecimento do esquema Serra na Internet – contando, para tanto, com recursos do próprio governo do Estado.
 
Serra conseguiu fincar pé no Sebrae-SP, graças à parceria com Guilherme Afif Domingos, Ministro de Dilma. Afif, que se notabilizou pelo Impostômetro, permitiu a Serra utilizar recursos públicos para lotear o Sebrae de ativistas digitais – colocados no lugar de consultores de gestão, que foram demitidos. Nesse terreno, o homem de Serra foi Bruno Caetano, que trabalhava na Secretaria de Comunicação como o próprio Aith.
 
Outro pé foi fincado na Fundap, onde Geraldo Biasoto, um indicado de Serra conseguiu alocar vários ativistas digitais.
 
De seu lado, Aith não apenas manteve a rede Serra financiada pelo Estado como procurou ampliá-la atuando no meio de jornalistas com visibilidade pública.
 
Não se imagine que um mero blogueiro de escândalos, sem reputação pública, com um alcance apenas junto ao lixo das redes sociais, custe R$ 70 mil mensais. Debaixo dessa quantia são abrigados peixes maiores, mas que não podem aparecer nem para seus financiadores: o governo Alckmin.
 
Se Alckmin providenciar uma devassa nesses contratos, entenderá a verdadeira Arca de Noé que está financiando para seu adversário, Serra.
 
Esse tipo de rede ganha vida própria. Não é uma Fundação Padre Anchieta que, basta mudar o presidente, para se ter o controle do conteúdo. O conjunto de sites e blogs se auto-alimentam garantindo a audiência e ganhando vida própria. 
 
Por enquanto, o jogo consiste em atacar o PT e o governo Dilma. Mais à frente, quando a disputa se deslocar internamente para o PSDB, o alvo passará a ser Alckmin, principalmente se a candidatura Serra mostrar alguma viabilidade política. Bastará mudar o financiador da rede Aith. E Serra tem bastante bala na agulha para sustentar a rede.
 
É a Serra – e a Aith – que esses blogueiros respondem.

77 comentários

          • Kkkkkkkkkkkk… Deve ganhar

            Kkkkkkkkkkkk… Deve ganhar menos que merengue…kkkkkkkkkkkk 

            A única coisa que sabe fazer aqui é falar mal do PT…

            A máscara de vcs caiu….

          • Kkkkkkkkkkkk… Deve ganhar

            Kkkkkkkkkkkk… Deve ganhar menos que merengue…kkkkkkkkkkkk 

            A única coisa que sabe fazer aqui é falar mal do PT…

            A máscara de vcs caiu….

          • Quintela, não admito que você

            Quintela, não admito que você brinque com essa frustação recente do “troll andrógino” acima! (Modo Irônico ON)

             

      • o da confraria troll

        O troll no R$ 70.000,00 do bolsa Alkimin.

        As perguntas são ficção!

        Para este e os outros trolls defensores dos galináceos gordos emplumados tucanos.

        Tá na lista do hsbc? Tá na lista da operação “zelote”? Tá na lista da privataria? Tá na lista do trensalão? Tá na lista do mensalão psdb minas? Tá na lista de Furnas?

        Acho que não, muito bagrinho por lá estar, mas bastante bobo por defender quem nela está

  1. Desde o primeiro momento em

    Desde o primeiro momento em que vi esta matéria do jornal do rato,não pude pensar em outra coisa que não seja a famosa pegadinha deste folhetim: Fingir a imparcialidade para,com estas credenciais,vir logo a seguir,com um novo e imaginário ataque ao governo federal.

    A notícia que deveria ter estampado todas as primeiras páginas deveria ter sido o massacre dos torcedores corintianos da Pavilhão nove. Ou será que nossos mortos valem menos que os da Charlie Hebdo ?

    • Chama a polícia do PSDemB oras.

      Estão a 20 anos governando o estado,  pois chamem a “competente” polícia paulista para resolver o caso dos corinthianos.

      É brincadeira (de mau gosto) a argumentação coxinha….

  2. “Ministério Público de São

    “Ministério Público de São Paulo”:  O que é isso??? É para comer ou passar no cabelo???

  3. Arca de Noé Nassif? Tá mais

    Arca de Noé Nassif? Tá mais para cavalo de Tróia. O duro é que, antigamente quando se falava em estadão atrasado pensava-se logo no estado onde o aeroporto do titio fora construído. Ou, no estado onde o helicóptero preto desapareceu da mídia, polícia e justiça, junto com sua carga e precioso piloto. 

  4. Essa “bala na agulha” do

    Essa “bala na agulha” do Serra pode estar no HSBC, einh, Nassif? Se muito da parte brasileira vem da privataria, é uma conclusão lógica. Algo me diz que essa CPI do “suiçalão” é uma oportunidade para nos livrarmos definitivamente daquele que pode ser considerado o mais nefasto político surgido nos últimos tempos.

    Já imaginou Serra na presidência e o Cunha como todo poderoso no Legislativo? Socorro!

    • O melhor ministro da saúde de todos os tempos

      Juliano, até agora não engoli aquela história do prêmio recebido por Serra em 2009. Uma ONG de Curitiba premiando um ex-ministro na Suiça ? Sete anos depois ? Se eu fosse adepto da teoria da conspiração poderia imaginar que o tal prêmio não passou de um álibi para justificar a viagem de Serra à Suiça para cuidar de “outros assuntos”.    

      http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,serra-ganha-premio-internacional-por-atuacao-em-saude,399775

    • Sim pode ser, porque a

      Sim pode ser, porque a goebbels e aquele sujeito lá do uol disseram que cruzaram nomes de políticos atuais com a lista, mas não disseram nada de parentes, empresas de fachada, e não incluiram, misteriosamente, governadores e prefeitos.

      Aliás, pararam com as divulgações, resta saber o que andam tramando. Ou aguardando a lista chegar da França.

  5. TV CULTURA

    Triste é perceber que a TV Cultura, até na hora dos escândalos, é tratada feito café pequeno. Uma televisão pública, que já exibiu programas de qualidade, hoje é um mero arremedo do passado: quase não produz nada e o jornalismo é totalmente chapa branca. Quando é que vamos entendê-la como patrimônio público? Quando é que vamos exigir independência editorial e liberdade de produção para uma emissora que é financiada com o nosso dinheiro? Quando é que vamos exigir uma devassa nas contas da Fundação, para ter ceteza de que ali não corre um caudaloso caixa 2 de campanha? Por que tanto desleixo, tanto desprezo com essse tesouro paulista? Devemos olhar para a TV Cultura como um equipamento de cultura, educação e cidadania. O que faríamos se o governo decidisse dilapidar o MASP, como fez com a TV? Isso não pode continuar. É dinheiro público que tem ali! Temos de exigir respeito com o contribuinte. Vergonha! vergonha! vergonha!

    • Greta Garbo, quem diria, acabou no Irajá…

      Zé, antes de começar, queria dizer que o MASP,  Museu de Arte de São Paulo, é uma entidade particular, dirigida por uma fundação oriunda dos antigos Diários Associados, a equivalente da Rede Globo na primeira metade do Século XX. Apenas o lindo prédio  desenhado pela Lina Bo Bardi é da Prefeitura, as obras, não. Parece haver muitos rolos lá, uma CPI da Câmara Municipal #pegaBem. Quanto à TV Cultura, quem já teve um Vladimir Herzog como diretor de jornalismo em plena ditadura, tem agora apenas um diretor de puxa-saquismo. Ó tempora, ó mores!

  6.  
     
    Tem corrupção que dá

     

     

    Tem corrupção que dá muita mídia e corrupção que não dá manchete.

    Por jornalista Juremir Machado da Silva

    Tem corrupção que dá muita mídia e corrupção que não dá manchete.
    Por quê?
    O rombo começou a ser descoberto. A investigação que realmente pode sacudir o Brasil é a Operação Zelotes. A corrupção dos políticos é fichinha perto da corrupção dos empresários, que atende pelo nome vulgar de sonegação. Uma coisa não absolve a outra.
    (…)
    Por que a sonegação corre solta? Por causa da impunidade. Sonegador sempre encontra um jeito de
    escapar.
    (…)
    É por isso que eu sempre digo: o grande problema do Brasil é a impunidade. Os grandes bandidos,
    os sonegadores, raramente são perturbados. A Papuda ainda é um território desconhecido para eles. Que doce vida.
    O sonegador é um larápio ideologizado. Justifica o seu roubo com uma velha lorota: o retorno é pequeno. Os governos cobram muito e devolvem pouco.
    Conversa de ladrão do erário para dormir tranquilo.
    E ainda se sentir moralmente superior.

    FONTE: http://www.correiodopovo.com.br/blogs/juremirmachado/?p=7115

     

     

  7. Eles, psdb,  sempre

    Eles, psdb,  sempre trabalharam assim: roubar e acobertar. São especialistas. SP, então, é a máfia deles(psdb-mídia). Não há dinheiro público para esses malandros, que seja suficiente para utilizar em causa própria. Eles “limpam” tudo, literalmente.

  8. Nassif,
                         

    Nassif,

                                                      

    Todos os servidores do Estado de São Paulo ingressam com a certeza da estagnação, pois os cargos em comissão, de assessoria e planejamento são, majoritariamente, ocupados nestes esquemas. Hoje, aquela figura do servidor público estatutário que, após anos de dedicação, virou Chefe de Gabinete, Assessor Técnico, Diretor de RH etc. é quase inexistente.

    São quase 11 mil comissionados no governo Alckmin nomeados por indicações políticas, principalmente através das Autarquias, Fundações e Empresas Públicas, pois elas têm autonomia orçamentária e de gestão e não precisam divulgar as remunerações no Portal da Transparência do Estado. 

    Uma pequena fração destes nomeados possuem, de fato, condições para exercerem suas atribuições. A grande maioria não possui formação, conhecimento e experiência para atuarem como gestores públicos. Isso ajuda a explicar o motivo do Estado de São Paulo ser, hoje, um deserto de ideias. Praticamente nenhum projeto do Governo do Estado ganha escala, pois, uma vez que estes nomeados entram no Governo, suas energias são usadas para a perpetuação no cargo, sem compromisso com as políticas públicas.

    Quando se analisa o Governo do Estado hoje, não se consegue identificar um segundo / terceiro escalão, aqueles que botam a mão na massa e fazem os projetos acontecerem. Existe um núcleo de poder em volta dos Secretários e algumas dezenas de comissionados de um lado e de outro uma grande massa de servidores estatutários completamente afastados dos núcleos de decisões.

    A próxima etapa na direção de uma verdadeira transparência na gestão pública está em divulgar as informações das Autarquias, Fundações e Empresas Públicas, pois são nelas que acontecem toda sorte de indicações nebulosas e negociatas, em prejuízo, primeiramente, da Administração e, em última análise, da própria população, que sofre com a falta de projetos e políticas públicas eficazes e eficientes. 

    • Todos os dados das Fundações

      Todos os dados das Fundações estão sim na Transparência. Todos os contratos firmados, todos os salários, tudo que os servidores recebem, está tudo lá. 

      As Fundações são auditadas pelo Tribunal de Contas do Estado SP, Secretaria da Fazenda, Procuradoria e Corregedoria, além de estarem sujeitas às mesmas leis que qualquer órgão estadual.

      Em relação ao Governo Atual e os comissionados, assino embaixo, os servidores de carreira são vistos como gastos, portanto, empecilhos pelo atual governo e não tem voz ativa.

  9. É crime eleitoral ou não é?

    Solicito o parecer dos especialistas em Direito no blog a respeito de uma dúvida pessoal.

    Se está provado que um governo estadual, por meio de sua Subsecretaria de Comunicação, pagava blogueiros para fazerem campanha contra adversários políticos, e se essa campanha foi realizada durante o período eleitoral, isso é um crime ante a lei brasileira?

    Até onde vai a responsabilidade pelo suposto crime? Como se pode determinar se o governador, por exemplo, sabia dessa atividade ilícita?

    A atitude suspeita do blogueiro, apagando os posts do site O Implicante, vai no sentido contrário ao de suas afirmações sobre a legitimidade do contrato. Se o serviço era lícito, por que sumir com as provas de sua prestação?

    Felizmente existe o site https://archive.org, que arquiva sites para consulta histórica.

    Esta é a captura de tela da home de 14 de setembro de 2014, em plena campanha eleitoral. O serviço está lá: ataques a Requião e elogios a Richa (objetivo do contrato com o governo do Paraná), além de ataques aos adversários do PSDB nos pleitos estadual e federal (objetivo do contrato com o governo paulista).

    https://web.archive.org/web/20140915232343/http://www.implicante.org/

    Um fato público como este, envolvendo o gasto ilícito de dinheiro do Estado (mais de 1 milhão de reais, durante os dois anos de contrato, só em São Paulo) e a interferência ilícita no processo eleitoral, deveria ou não merecer uma ação imediata do Ministério Público Estadual e do Ministério Público Federal?

     

  10. Nassif, você acertou o alvo

    Nassif, você acertou o alvo (Serra) e o porque (2018). Só faltou dizer a origem da história. A informação veio da própria equipe do Alckmin para derrubar o esquema Serra.

  11.  
    … Ainda sobre “a

     

    … Ainda sobre “a quadrilha do mestre Drummond”!…

    DENÚNCIA GRAVÍSSIMA DO MATUTO ‘BANANIENSE’!

    [Mais um crime (impune) de] APOLOGIA AO GOLPE TELEVISIONADO!

    Neste exato momento (12h05, 20/04/2015) uma reportagem da GloboNews sobre o depoimento do cunhado do senhor João Vaccari Neto “foi ilustrada” com imagens que apresentam várias *faixas amarelas – com letras garrafais pintadas em verde [oh que ato “popular” – e espontâneo (risos) – mimoso(!)]…

    *existem faixas distendidas inclusive entre árvores “plantadas” (sic) nos arredores do prédio da Polícia Federal da ‘Guantánamo do Paraná do “juiz do bra$il’!
    Em apoio irrestrito e solidário às investigações relacionadas à Operação Lava Jato!
    E o depoimento ocorrerá amanhã!

    *[“Tem faixas para todo lado!”
    A “festa” já começou!

    https://www.youtube.com/watch?v=o4CZhOHKonc ]

    EM TEMPOS FASCIGOLPISTAS: quem são os ‘miniSTROS’ da Justiça e das Comunicações do ´[tíbio] PT da Governança’?!

    E qual foi a data da extinção da ABIN?

    E, ‘nois’, os militantes?
    Comendo poeira – **e ouvindo os desaforos dos criminosos da DIREITONA impiedosa, [eterna] oposição ao Brasil e ao honesto povo trabalhador brasileiro!

    **Tem pleonasmo na frase que segue o asterisco acima?!

    Messias Franca de Macedo – matuto ‘bananiense’!
    Feira de Santana, Bahia
    República de ‘Nois’ Bananas

  12.  
     
    errata:… sobre o

     

     

    errata:

    … sobre o depoimento da cunhada do senhor João Vaccari Neto… 

     

     

  13. Outro ativista do serra, com influencias em Brasília.

    http://blogdocelsojardim.blogspot.com.br/2010_02_01_archive.html

    Os ativistas digitais desse serra deram cabo de muitos videos da internet. Esse abaixo é um deles.

    sábado, 13 de fevereiro de 2010

    Serra e Arruda, e agora Josés?

          Conversando no Jardim


    Amigos para sempre
    É nos momentos difíceis que a gente vê quem realmente é um amigo. Será que o governador José Serra irá visitar o seu companheiro na cadeia? José Serra(PSDB) já tinha insinuado que José Roberto Arruda (até então DEM) poderia ser seu vice na chapa. A chapa seria muito interessante, formada por dois governadores, um de São Paulo e outro de Brasília, dois Josés, além da promoção vote num careca e ganhe dois. Vai concorrer?
    http://www.youtube.com/watch?v=CRVBdRYgILg

     

  14. De uma

    De uma coisa é certa, do submundo, de baixaria, do esgoto, da truculência o Daniel Dantas tem um concorrente de peso: José Serra.

    • Não são concorrentes Antônio, são parceiros

      São irmãos siameses caro Antônio. No caso de SP agem em parceria, tanto é que as duas Verônicas são milionárias: A Verônica Serra Bourgeois e Verônica Valente Dantas Rodemburg. Essa história está para ser contada.

  15. Aparelhammento violento

    E ainda acusam o PT de “aparelhamento”. Perto desses tubarões o PT não passa de um bagrinho assustado. Viva o Coxinistão …

  16. Seraque a tal “Folha
    Seraque a tal “Folha Política” estaria no mesmo balaio?

    As postagens deste site são compartilhadas por 10 entre 10 real as das redes sociais.

  17. Nova sócia liga Serra a escândalo do Implicante

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/nova-socia-liga-serra-a-escandalo-do-implicante/ 

    “Em fevereiro passado, a Appendix, empresa responsável pelo site Implicante, teve uma mudança na sociedade.

    Ingressou como sócia majoritária, ao lado de Fernando Gouveia, Cristina Ikonomidis.

    Cristina foi uma das peças-chave de Serra no governo de São Paulo.

    Como secretária adjunta de Comunicação Institucional, ela coordenava, pessoalmente, as visitas que o então governador Serra fazia regularmente a escolas públicas de São Paulo.

    Ela foi citada num telegrama diplomático vazado pelo Wikileaks, em que o tema era Serra, então um forte candidato à presidência. O telegrama foi passado pelo consulado geral dos Estados Unidos a Washington.

    Cristina narrou a seu interlocutor do consulado as visitas de Serra às escolas e, para comprovar quanto ele era amável com as crianças, mostrou diversas fotos.

    Como funcionária do círculo íntimo de Serra – o criador da expressão “blog sujo” – era Cristina que fazia o corpo a corpo com a imprensa em matérias desfavoráveis ao governador.

    Numa carta enviada à Folha, ela se queixou das “baixarias” dos adversários de Serra.

    Aparentemente, o que o Implicante faz – ou fazia – não se enquadra no conceito de “baixaria” para Cristina.”

  18. Nova sócia liga Serra a escândalo do Implicante

    http://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/nova-socia-liga-serra-a-escandalo-do-implicante/ 

    “Em fevereiro passado, a Appendix, empresa responsável pelo site Implicante, teve uma mudança na sociedade.

    Ingressou como sócia majoritária, ao lado de Fernando Gouveia, Cristina Ikonomidis.

    Cristina foi uma das peças-chave de Serra no governo de São Paulo.

    Como secretária adjunta de Comunicação Institucional, ela coordenava, pessoalmente, as visitas que o então governador Serra fazia regularmente a escolas públicas de São Paulo.

    Ela foi citada num telegrama diplomático vazado pelo Wikileaks, em que o tema era Serra, então um forte candidato à presidência. O telegrama foi passado pelo consulado geral dos Estados Unidos a Washington.

    Cristina narrou a seu interlocutor do consulado as visitas de Serra às escolas e, para comprovar quanto ele era amável com as crianças, mostrou diversas fotos.

    Como funcionária do círculo íntimo de Serra – o criador da expressão “blog sujo” – era Cristina que fazia o corpo a corpo com a imprensa em matérias desfavoráveis ao governador.

    Numa carta enviada à Folha, ela se queixou das “baixarias” dos adversários de Serra.

    Aparentemente, o que o Implicante faz – ou fazia – não se enquadra no conceito de “baixaria” para Cristina.”

  19. Quer dizer que consultores de

    Quer dizer que consultores de gestão foram dispensados para dar lugar a ativistas digitais? Taí a explicação porque os tucanos não conseguem realizar obras, muito menos apresentar planos de governo críveis. Li hoje no blog do Cattani de Curitiba que a Copel, ganhadora da licitação para construir uma hidrelétrica em Colider no MT, estaria com dois anos de atraso e sujeita a multa de 720 milhões. A obra teria começado em 2010 e a promessa que serão reiniciados os trabalhos no primeiro semestre de 2016 caso o governo federal ajude. Vocês confiariam num governo que transformou um superávit ilusório de mais de 5 bilhões para um déficit de 2 bi, segundo a mesma fonte? Nem sei como os tucanos tem coragem para promover CPIs? Devem se nutrir na mesma fonte em que o Caiado se nutre. Cachoeiras.

  20. Inocente?

    Nassif, você tem informação segura de que Alckmin não sabe de tudo isso ? Muito me admira que ele não saiba da orquestração de José Serra com seus paus-madados na Internet… E acho que o que vem ai é Alckmin 2018 com Serra junto. Serra não tem mais cacique para presidente, pouco provavel que ele saia candidato, mas para Ministro ou vice… 

  21. A briga entre os tucanos de SP

    Lendo as defesas dos espertos implicantes obsessores e seus ignorantes obcecados tentando imputar à Folha “motivações pró-petistas” por essa matéria dos jornalistas Ricardo Mendonça e Lucas Ferraz (o que deve ter sido muito “ofensivo” para os irmãos Frias e seus associados, fundamentalmente anti-petistas e que já pregam abertamente, inclusive em editorial, o impeachment da atual presidenta), tenho uma avaliação restrita às minhas fontes que são a leitura nos jornais e na Internet ainda Livre, minha memória e meu bom senso racional.

    Brigas internas do PSDB paulista se dão como nas tendências e grupos internos de TODOS OS PARTIDOS, inclusive no PT (Tarso Genro, Olívio Dutra, Zé Cardoso contra José Dirceu), mas no final TODOS os tucanos se ajeitam e dividem as trincheiras, infantarias, fuzilaria naval, drones e futuros cargos contra o adversário comum petista.

    Essa atual acusação da Folha contra o Implicante nada mais é do que a repetição da ampla matéria publicada por essa mesma Folha em 26/03/2006 com enorme manchete de capa e reportagem de 3 páginas inteiras (A-16, A-17 e A-18), sobre aportes de verbas públicas por meio da “Nossa Caixa” para jornais, revistas e programas de rádio e TV de seus aliados para que produzissem matérias “jornalísticas” favoráveis à candidatura Alckmin à presidência da República e desfavoráveis ao então candidato petista.

    Como todos sabemos, a Folha sempre foi fundamentalmente a favor de José Serra (adversário interno de Alckmin no PSDB) e que naquela época queria ser o candidato tucano pois era mais bem avaliado nas pesquisas.

    Ficou claro para mim naquela época que a Folha publicou aquela reportagem (onde denominava aquelas verbas de “Lixão do Alckmin”) para desprestigiar o Alckmin e trocá-lo pelo José Serra como candidato do PSDB em 2006.

    É assim que eu vejo esse ataque da Folha contra o Implicante: é a “turma do Serra” querendo derrubar a candidatura Alckmin para 2018 e viabilizar em seu lugar a candidatura do Serra.

    Foi e é assim que o José Serra sempre trabalhou e ainda trabalha contra seus adversários políticos, tanto dentro quanto fora de seu próprio partido.

    Eis alguns links para rememorar:

    http://acervo.folha.com.br/fsp/2006/3/26/2#

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2603200610.htm

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2603200611.htm

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2603200612.htm

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc2603200613.htm

     

    http://nosvotamosnadilma.blogspot.com.br/2011/06/py.html

  22. Sou muito “zezinho” em politica

    Nassif: não consigo acreditar que o Alckmin não sabe  (ou não sabia) de todas essas “traquinagens” do Serra. Que tudo isso é uma armação serrista. Tento acreditar, mas não consigo .De qq forma, Nassif, excelente trabalho de jornalismo investigativo. Sem ele, morreríamos sem saber que existe saci-pererê careca, branquinho, com duas pernas e que adora mentir que bolinha de papel fratura crânio.

    • Alêminas, a leitura que faço
      Alêminas, a leitura que faço é que o Alckmin deve saber disso sim e se valia da coisa, mesmo sendo contrário ao Serra, pois esse ódio anti-PT ajudou na reeleição dele, foi fundamental por sinal. Sem o ódio anti-PT incitando por essa Máquina virtual de ódio tucana, aparelhada no estado de SP, coisas como o problema da água não teria passado batido como passou na última eleição pra governador.

      Agora que a coisa veio à tona o Alckmin deve querer se livrar disso, mas não acredito na inocência dele nessa história a menos que ele apure a fundo e aponte as digitais do Serra na coisa. A menos que ele faça isso (e duvido que faça), no mínimo ele se aproveitou politicamente dos tiros dados por esse blog e de outros (se houver). Na minha leitura do caso, não dá pra tirar o Alckmin de culpa na coisa, mesmo não sendo provavelmente o mentor da Máquina digital de ódio, isso tem mais a cara do Serra mesmo, mas todos os tucanos se aproveitaram dos ataques politicamente, tiraram proveitos políticos disso nas urnas pela onda de ódio que isso gerou e vem gerando.

    • Bolinha de papel

      Muito bem lembrado.  Essa história da bolinha de papel que quase fraturou o crânio do careca, provavelmente por falta de cobertura capilar, mostra bem a firmeza de caráter do grande político do PSHB. (Nova sigla do PSDB:  atual Partido da Social Hipocrisia Brasileira).

  23. blogs “limpos”

    Tenho a impressão que algum blog desse tipo se abriga no UOL. Tive um problema sério na semana passada com o UOL que só poderia ser explicado por algo desse tipo. Uma vergonha o que se passa no jornalismo brasileiro, especialmente em SP e no Rio. 

  24. Sujeira digital

    Devem ser os responsáveis por criar factóides e multiplicar pelo whatsapp… Lixo pago com nosso dinheiro !!!

    • Leandro, os ataques na web
      Leandro, os ataques na web são profissionais.

      Vc (ou qualquer um aqui) acha normal que uma página (evitarei citar nomes mas a maioria sabe da existência delas no FB) surfir do nada e de repente ter milhares de seguidores postando de forma desenfreada memês, vídeos etc?

      Há o ativismo político não ligadao a partidos, ese geralmente quem faz é a esquerda, mas é algo pobrinho vide páginas como aquela Política no Face e outras, não tem requinte tecnológico algum e nem frequência, só criatividade e a carência do público de esquerda em ter espaços pra manifestar opinião sem serem achincalhados pelos trogloditas de direita leitores da Veja.

      Mas essas páginas volumosas de direita são sim suspeita, pela falta de identificação partidária principalmente, eles sempre se declaram “apartidários” mas têm alvo fixo no PT e isso é incompatível com posições políticas sérias (quase todo mundo é partidário ou toma partido). Eu me vejo como sendo de esquerda, bastante influenciado pelo Brizola (até mais que o Lula) mas voto no PT, não sou petista, mas se algum direitista quiser chamar de petista, tou nem aí, mas tenho posição ideológica definida ao contrário dessas metralhadoras digitais armadas pra demonizar na rede de forma profissional como esse blog denunciando ganhando 70 mil por mês do governo do Estado de SP.

      Eles são sim responsáveis pela enxurrada de propaganda de ódio, mentiras na rede, não diria que começou em 2010 mas se aprofundou (adquiriu um status mais profissional, mercenário) a partir da eleição de 2010 com o Serra, numa das campanhas mais sujas desde 1989. A quem diga que a do Aécio foi a mais suja, mas tenho dúvidas, aquela de 2010 foi barra pesada (foi o prenúncio dessa de 2014, eu diria que a de 2014 foi o refugo da campanha de ódio de 2010 promovida pelo Serra e a máquina de ódio virtual dele).

      Agora cabe investigarem e descobrirem o financiamento indevido desses sites mais famosos anti-PT e páginas. É algo articulado, não se trata de uma militância de direita orgânica, natural, embora uma parte vá na onda puxada pelo coro dessas lideranças artificiais como esse blog denunciado e mais sites com o mesmo conteúdo espalhado pela web e Facebook principalmente.

      Eu diria que é caso pruma CPI, mas que abram CPI em Brasília, em SP não rola nada pois o Alckmin manda na Assembléia Legislativa de SP.

  25. Política engraçada

    Esguelei para eleger a Dilma e não consigo indicar ninguém nem  para 15º escalão. Do PSDB tem gente que não acaba mais dentro do Governo Dilma. É Mole ou quer mais.

  26. Discordo. A mesma imprensa
    Discordo. A mesma imprensa que defendeu o “domínio do fato” para o STF meter José Dirceu na cadeia sem provas nada fala sobre as provas que justificariam o “dominio do fato” para meter a ferros um outro José, o José Serra. Em São Paulo tá tudo dominado, a máfia tucana e do José Serra rouba o dinheiro do Metro, o MP e o Judiciário perdoam sem processo e a imprensa fica caladinha.

  27. “Não se imagine que um mero
    “Não se imagine que um mero blogueiro de escândalos, sem reputação pública, com um alcance apenas junto ao lixo das redes sociais, custe R$ 70 mil mensais. Debaixo dessa quantia são abrigados peixes maiores, mas que não podem aparecer nem para seus financiadores: o governo Alckmin.”

    Nassif, é isso que eu acho que a maioria quer saber: o grau de extensão dessa máquina de difamação na web e o custo disso pros cofres do estado, pois duvido que o PSDB pague do bolso do próprio partido.

    Não é um esquema amador como muita gente pensa, é algo profissional, como se já houvesse no país serviços de mercenários profissionais pra difamar siglas partidárias na rede e afins. E isso começou a ficar mais visível (ganhar mais força) na eleição de 2010, embora seja anterior a isso.

    O próprio Olavo de Carvalho, que é o ideólogo-mor desses grupos, é uma figura obscura. Um site dele antigo, Mídia Sem Máscraa tinha apoio do Afif, Livraria Cultura, Itaú e por aí vai. Na Livraria Cultura havia promoção aberta dos “livros” (lixo) desse cidadão. Tudo bem, não há nada ilegal nesses grupos financiarem figuras com afinidade ideológica ou pra pregar a agenda deles, só que isso não é feito de forma clara, aberta, eles tentam sempre passar uma visão de “isentos” que é totalmente falsa.

    O tal OdeC funciona como um ideólogo pra essa direita, mas ele não opera essa máquina panfletária partidária, isso quem faz é a turma que foi citada no post. O que se sabe até agora. Eu acho que é caso pruma CPI sim e pôr todo o aparato do Serra abaixo de uma vez por todas. Isso está envenenando o país de forma perigosa.

  28. Não consigo compreender essa

    Não consigo compreender essa ingenuidade de Luis Nassif: Serra inimigo de Alckmin, que pode se virar futuramente contra o governador. É como se o governador não soubesse de nada, e estivesse financiado ataques a Dilma e ao PT sem ter idéia disso.

    • Prezado
      detesto explicar o

      Prezado

      detesto explicar o óbvio, mas minha santa ingenuidade me obriga a explicar o óbvio para os sabidos:

      1. É evidente qeu Alckmin sabe que financia ataques a Dilma e ao PT.

      2. O que Alckmin não sabe é que, sob esse álibi, o Aith montou uma estrutura que obedece ao Serra. E essa orientação ficará clara quando houver disputa Serra x Alckmin.

      Clareou.

  29. Agora sabemos quem sao os

    Agora sabemos quem sao os blogs sujos. Sujos com dinheiro roubado do povo de Sao Paulo e do Parana ambos governados pelo PSDB do senador playboy, o principe Roboao, Aecio Neves – ele e sua corja querem dividir e incendiar o pais. Sem projeto que verdadeiramente encante a maioria dos eleitores, os tucanos jogam sujo contra o governo progressista que em 12 anos mudou a cara do Brasil em todos os aspectos fora e dentro de nosso territorio: 36 milhoes de brasileiros tirados da miseria, now how que exportamos; alguem pode dizer onde mais isso aconteceu? So se for na China, mas la eh comunista e so a tese socialista pode fazer algo assim. Foi e eh uma apoteose do PT, so os incapazes de fazer isso odeiam o Partido dos Trabalhadores e o Partido Comunista do Brasil. Nazistas incompetentes eh o que sao esses tucanos, valem nada! 

  30. A propria imprensa golpista

    A propria imprensa golpista de Sao Paulo os denunciou. Os tucanos estao virando papel de bunda do PIG. Eles nao estao percebendo que agora os queridinhos do PIG eh o PMDB do Eduardo Cunha. O Serra, Alkmin e o Aecio que se cuidem vao virar carnica na mao do PIG que se limpara neles. O PSDB esta sem poder para sustentar a imprensa hegemonica, a esperanca dela eh o Eduardo Cunha. Observe bem, cheque-mate para Dilma.

  31. Memória seletiva…

    70 paus por mês para uma certa turma aí  é mesmo troco de pinga. Mas memória seletiva é dose: ou ninguém mais se lembra da patrulha ridícula que um tal Borbulhinho fez na casa da mãe do Gravataí?

  32. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome